Abrir menu principal
Caio Clódio Crispino
Cônsul do Império Romano
Consulado 113 d.C.

Caio (Vécio?) Clódio Crispino (em latim: Gaius (Vettius?) Clodius Crispinus) foi um senador romano eleito cônsul em 113 com Lúcio Publílio Celso[1][2]. O poeta Estácio dedicou um poema[3] a "Crispino, filho de Vécio Bolano", o que permitiu que os historiadores identificassem seu pai como sendo Marco Vécio Bolano, cônsul em 66. Marco Vécio Bolano, cônsul em 111, era seu irmão.


Ver tambémEditar

Referências

  1. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Camrbidge: University Press, 2012), pp. 467ss
  2. CIL VI, 221, Roma (Itália; CIL XI, 3614 = CIL XI, 4347, Cerveteri (Itália); CIL XIV, 4089-06; AE 1974, 256, Pozzuoli (Itália); AE 1993, 473 = AE 1994, 426e = AE 1996, 424b = AE 2007, 359 = AE 2007, 359, Miseno (Itália); AE 2009, 1805
  3. Estácio, Silvae II

BibliografiaEditar

  • PIR¹ C 914 et V 325
  • E. Sattmann, « M. Vettius Bolanus 26 », RE, vol. VIII, A-2, Stuttgart, 1958, col. 1858.
  • Der Neue Pauly, vol. XII-2, Stuttgart, 1999, col. 149.