Caio Júnio Donato

Caio Júnio Donato (em latim: Gaius Iunius Donatus) foi um oficial romano do século III, ativo durante o reinado do imperador Valeriano (r. 253–260).

Caio Júnio Donato
Nacionalidade
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Império Romano
Ocupação Oficial

VidaEditar

 
Antoniniano de Valeriano (r. 253–260)

Sua origens, bem como parentesco, sãos incertas. O historiador Michel Christol sugeriu que fosse membro de uma nobre família norte africana,[1] enquanto os autores da PLRE propuseram que fosse parente de Caio Mévio Donato Juniano. Donato aparece pela primeira vez em algum momento antes de 257, quando ocupou a posição de cônsul sufecto.[2]

Em 257, segundo a Paixão das Santas Rufina e Secunda, foi prefeito urbano de Roma, estando ativo durante a perseguição aos cristãos promovida por Valeriano. Provavelmente pode ser identificado com o Júnio Donato que aparece num rescrito de Valeriano e Galiano (r. 253–268) preservado no Código de Gregório como homem perfeitíssimo, prefeito urbano e "nosso amigo". Em 260, ele seria cônsul posterior com Públio Cornélio Secular.[2]

Referências

  1. Christol 1986, p. 129.
  2. a b Martindale 1971, p. 269.

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
Emiliano

com Pompônio Basso

Caio Júnio Donato II
260

com Públio Cornélio Secular II
Póstumo II (Gália)
Honoraciano (Gália)

Sucedido por:
Galiano IV

com Lúcio Petrônio Tauro Volusiano
Póstumo III (Gália)
Macriano Menor II (Oriente)
Quieto (Oriente)


BibliografiaEditar

  • Christol, Michel (1986). Essai sur l'évolution des carrières sénatoriales dans la seconde moitié du IIIe siècle ap. J.C. Paris: Nouvelles Editions Latines 
  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press