Abrir menu principal

Caio Mânlio Valente

Caio Mânlio Valente
Cônsul do Império Romano
Consulado 96 d.C.
Nascimento 6 d.C.
Morte 96 d.C.

Caio Mânlio Valente (em latim: Gaius Manlius Valens; 696 (90 anos))[1] foi um senador romano eleito cônsul em 96 com Caio Antíscio Veto[2]. As fontes divergem a respeito de seu prenome. Diversas inscrições atestam que era "Tito"[3], mas Dião Cássio e os Fastos Ostienses afirmam que era "Caio".

CarreiraEditar

Com 45 ou 46 anos de idade, Valente já era um legado mais velho do que a média para um comandante de uma legião na Britânia quando o governador Públio Ostório Escápula. Não se sabe definitivamente qual era a legião: a Legio II Augusta já foi proposta, mas Anthony Birley acredita que a Legio XX Valeria Victrix é mais provável[2]. Apesar do imperador Cláudio ter rapidamente selecionado um substituto, Aulo Dídio Galo, os siluros derrotaram a legião de Valente no intervalo de tempo entre a morte de Escápula e a chegada de Galo[4].

A derrota na Britânia provavelmente atrasou sua carreira, pois Mânlio Valente não aparece mais no registro histórico até o final do reinado de Nero, quando tornou-se legado da recém formada I Italica, em Lugduno, o que, nas palavras de Barley, fez de Valente, "aos sessenta e dois ou sessenta e três, o mais velho legado legionário conhecido"[2]. Durante o ano dos quatro imperadores (69), Valente e sua legião apoiaram Vitélio[5], mas ele não caiu nas graças do imperador por que Fábio Valente o difamava por trás de suas costas[6]. Como a I Italica estava presente nas duas batalhas em Bedríaco, é provável que Valente tenha participado de uma ou das batalhas. Porém, com o sucesso de Vespasiano, Valente se retirou da vida pública.

O motivo pelo qual Domiciano o selecionou para o consulado em 96, sabendo que ele era um inimigo de seu pai, é um mistério[2]. Ele morreu no ano de seu consulado.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Dião Cássio, História Romana LXVII.14
  2. a b c d Anthony Birley, The Fasti of Roman Britain (Oxford: Clarendon Press, 1981), p. 230
  3. CIL VI, 17707
  4. Tácito, Anais XII.40
  5. Tácito, Anais I.59
  6. Tácito, Anais I.64