Abrir menu principal
Caio Quíncio Ático
Cônsul do Império Romano
Consulado 69 d.C.

Caio Quíncio Ático (em latim: Gaius Quintius Atticus) foi um senador romano da gente Quíncia nomeado cônsul sufecto para o período de novembro e dezembro de 69 com Cneu Cecílio Simplex.

Índice

Ano dos quatro imperadoresEditar

Conforme as tropas de Vespasiano pressionavam cada vez mais, Ático se desentendeu com Vitélio e passou a apoiar os flavianos. Ático e Tito Flávio Sabino, o irmão de Vespasiano, se refugiaram no Capitólio[1]. Quando os vitelianos atacaram, um incêndio começou nos edifícios do Capitólio e os dois foram presos; Sabino foi assassinado[1]. Levado a Vitélio, Ático seria executado e só se salvou afirmando, mentirosamente, que havia sido por ordem dele que o fogo começou[2]. Em 20 de dezembro, as forças de Vespasiano chegaram em Roma e Vitélio foi morto. Cecílio Simplex foi forçado a renunciar e também foi morto. Enquanto isso, Ático permaneceu como único cônsul até o final de seu mandato[3].

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Tácito, Histórias III.74
  2. Tácito, Histórias III.75.
  3. Tácito, Histórias III.84-85; IV.1-2

BibliografiaEditar