Caio Sécio Campano

político

Caio Sécio Campano (em latim: Gaius Secius Campanus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de 13 de janeiro a fevereiro (ou abril) de 86 com Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano.[1][2][3]

Caio Sécio Campano
Cônsul do Império Romano
Consulado 86

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Domiciano XI

com Tito Aurélio Fulvo II
com Quinto Júlio Cordino Caio Rutílio Gálico II (suf.)
com Lúcio Valério Cátulo Messalino II (suf.)
com Marco Arrecino Clemente II (suf.)
com Lúcio Bébio Honorato (suf.)
com Públio Herênio Polião (suf.)
com Marco Ânio Herênio Polião (suf.)
com Décimo Abúrio Basso (suf.)
com Quinto Júlio Balbo (suf.)
com Caio Sálvio Liberal Nônio Basso (suf.)

Domiciano XII
86

com Sérvio Cornélio Dolabela Petroniano
com Caio Sécio Campano (suf.)
com Quinto Víbio Segundo (suf.)
com Sexto Otávio Frontão (suf.)
com Tibério Júlio Cândido Mário Celso (suf.)
com Aulo Búcio Lápio Máximo (suf.)
com Caio Otávio Tídio Tossiano Lúcio Javoleno Prisco (suf.)

Sucedido por:
'Domiciano XIII

com Lúcio Volúsio Saturnino
com Caio Calpúrnio Pisão Crasso Frúgio Liciniano (suf.)
com Caio Belício Natal Públio Gavídio Tebaniano (suf.)
com Caio Ducênio Próculo (suf.)
com Caio Cílnio Próculo (suf.)
com Lúcio Nerácio Prisco (suf.)


Referências

BibliografiaEditar

  • König, Ingemar (1997). Der Römische Staat. II. Estugarda: Reclam, Philipp