Caio Sulpício Galo (cônsul em 243 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Caio Sulpício Galo, o famoso astrônomo romano que foi cônsul em 166 a.C..
Caio Sulpício Galo
Cônsul da República Romana
Consulado 243 a.C.

Caio Sulpício Galo (em latim: Caius Sulpicius Gallus) foi um político da gente Sulpícia da República Romana eleito cônsul em 243 a.C. com Caio Fundânio Fúndulo.

Consulado (243 a.C.)Editar

 
Teatro de operações da Primeira Guerra Púnica entre 248 e 241 a.C..
  Território siracusano
  Território cartaginês
  Territórios romanos
1. Amílcar Barca apóia Drépano, que esta sitiada, e saqueia a costa italiana.
2. Amílcar desembarca em monte Ercte.
3. Amílcar muda sua base de monte Ercte para Érice (Eryx).
4. Vitória naval romana nas ilhas Égadas e queda de Drépano. Cartago pede a paz (241 a.C.).

Caio Sulpício foi depois eleito cônsul em 243 a.C., o vigésimo-segundo ano da Primeira Guerra Púnica, com Caio Fundânio Fúndulo e enviado à Sicília para lutar contra Amílcar Barca, que ocupava a cidade de Érice.[1]

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Aulo Mânlio Torquato Ático

com Caio Semprônio Bleso II

Caio Fundânio Fúndulo
243 a.C.

com Caio Sulpício Galo

Sucedido por:
'Caio Lutácio Cátulo

com Aulo Postúmio Albino


Referências

  1. (em alemão) Friedrich Münzer: Sulpicius 65). In: Realencyclopädie der classischen Altertumswissenschaft (RE). Vol. IV A,1, Stuttgart 1931, Col. 808.

BibliografiaEditar