Caio Trébio Máximo

Caio Trébio Máximo (em latim: Gaius Trebius Maximus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto no segundo semestre de 122 com Tito Caléstrio Tirão Órbio Esperato[1]. Entre 115 e 117, Máximo serviu como legado imperial da Lícia e Panfília, o que indica que ele esperava o consulado para o ano seguinte. Porém, com a morte de Trajano e a ascensão de Adriano, serviram primeiro vários de seus aliados e participantes da campanha parta. Caio Trébio Sergiano, cônsul em 132, provavelmente era seu filho[2].

Caio Trébio Máximo
Cônsul do Império Romano
Consulado 122 d.C.

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Marco Ânio Vero II

com Cneu Árrio Áugure
com Marco Herênio Fausto (suf.)
com Quinto Pompônio Marcelo (suf.)
com Tito Pompônio Antistiano Funisulano Vetoniano (suf.)
com Lúcio Pompônio Silvano (suf.)
com Marco Estatório Segundo (suf.)
com Lúcio Semprônio Mérula Auspicato (suf.)

Mânio Acílio Avíola
122

com Lúcio Corélio Nerácio Pansa
com Tibério Júlio Cândido Capitão (suf.)
com Lúcio Vitrásio Flaminino (suf.)
com Caio Trébio Máximo (suf.)
com Tito Caléstrio Tirão Órbio Esperato (suf.)

Sucedido por:
'Quinto Articuleio Petino

com Lúcio Venuleio Aproniano Otávio Prisco
com Tito Priférnio Gêmino (suf.)
com Públio Metílio Segundo (suf.)
com Tito Sálvio Rufino Minício Opimiano (suf.)
com Cneu Sêncio Aburniano (suf.)


Referências

  1. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Cambridge: University Press, 2012), pp. 469
  2. Anthony R. Birley. A new governor of Britain (20 August 127): L. Trebius Germanus aus: Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik 124 (1999). рр. 243—248 (Online).