Abrir menu principal
Caio Vipstano Messala Galo
Cônsul do Império Romano
Consulado 48 d.C.

Caio Vipstano Messala Galo (em latim: Gaius Vipstanus Messalla Gallus[1]), amplamente conhecido como Messala Vipstano Galo, foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o segundo semestre de 48 com Lúcio Vitélio, o Jovem. Com base em seu nome, o historiador Ronald Syme sugeriu que Galo era filho de Lúcio Vipstano Galo, pretor em 17, e de Valéria Messala, neta de Marco Valério Messala Corvino[2]. Por esta mesma tese, ele seria irmão de Lúcio Vipstano Publícola, cônsul no primeiro semestre de 48. Mas é possível também que ele seja filho de Marco Vipstano Galo, cônsul sufecto em 18.

Carreira e famíliaEditar

Devrecker identificou Galo como sendo um magistrado extraordinário em Teano em 46, o seu mais antigo posto conhecido[1]. Depois do consulado, Galo foi legado imperial da Panônia entre 52 e 53[2] e procônsul da Ásia entre 59 e 60[3].

Acredita-se que Galo seja o pai do orador Lúcio Vipstano Messala. Sua esposa, de nome desconhecido, já havia se casado antes com Marco Aquílio Régulo, com quem teve um filho chamado Lúcio Aquílio Régulo[4].

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b J. Devrecker, "C. Messalla Vipstanus Gallus, ou l'histoire d'un nom", Zeitschrift für Papyrologie und Epigraphik, 22 (1976), pp. 203-206
  2. a b Syme, Ronald, The Augustan Aristocracy (Oxford: Clarendon Press, 1986), pp. 241-242
  3. Laale, Hans Willer, Ephesus (Ephesos): An Abbreviated History from Androclus to Constantine XI (2011), pg. 198
  4. Morgan, Gwyn, 69 A.D.: The Year Of Four Emperors (2006), pg. 283