Camerernebeti II

Camerernebeti II
Nascimento Século XXVI a.C.
Morte Século XXVI a.C.
Sepultamento Necrópole de Gizé
Progenitores Pai:Khaf-re
Cônjuge Menkauré
Filho(s) Chepseskaf
Irmão(s) Menkauré
Ocupação política
Título rainha consorte

Camerernebeti II (Khamerernebti) foi uma rainha da IV dinastia egípcia, irmã e esposa do rei Miquerinos. O seu nome significa "As Duas Senhoras brilham e amam", sendo estas "duas senhoras" as deusas Necbete e Uto, divindades tutelares do Alto Egito e do Baixo Egito respectivamente.

Khamerernebti II e Miquerinos, cerca de 2490–2472 a.C.

Era filha mais velha de Quéfren e de Camerernebeti I.

Esta rainha é sobretudo conhecida graças a uma estátua com 142 centímetros de altura que se encontra hoje no Boston Museum of Fine Arts e que foi descoberta pelo egiptólogo George Reisner a 18 de Janeiro de 1910 no templo do vale de Miquerinos em Guiza (ou Gizé, perto do Cairo) durante uma expedição ao Egito. A obra, conhecida como uma "díade", tem cerca de 4500 anos. Na estátua a rainha contrasta com a representação do esposo (de punhos fechados e com um pé em frente), na medida em que apresenta uma pose mais naturalista, passando-lhe uma mão pela cintura, num gesto de afeição. Trata-se de um trabalho inacabado dado que não possui inscrições e a base não foi polida, sendo detectável vestígios de tinta.

Outra representação da rainha pode ser vista na mastaba do seu filho, o príncipe Cuneré, onde Camerernebeti surge ao lado do filho que é representado como uma criança nua que segura um pássaro.

Camerernebeti foi sepultada no templo do vale do complexo funerário do seu pai, em Guiza.