Abrir menu principal

Caminho de Ferro de Luanda (empresa)

Caminho de Ferro de Luanda
Atividade Logística
Sede Rua Major Kanhangulo, n.º 1.
Luanda, Angola.
Proprietário(s) Estado Angolano
Pessoas-chave Júlio Bango (Presidente do Concelho de Administração)
Produtos Transporte de cargas e pessoas
Website oficial cfl.co.ao
Serviços CFL

Serviço: BSicon flBHF.svg Suburbano
BSicon lBHF orange.svg Médio Curso BSicon lBHF.svg Longo Curso


Unknown route-map component "fKBHFa"
Bungo (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF"
Textang (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF"
Rotunda (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "KBHFa-M orange" Unknown route-map component "KBHFa-R"
Musseques (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Filda (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Gamek (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Estalagem (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Comarca (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Viana (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Capalanca (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Entroncamento (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Baia (ʟ)
Unknown route-map component "fBHF" Unknown route-map component "STR orange" Straight track
Hia (ʟ)
Unknown route-map component "fKBHFe-L" Unknown route-map component "BHF-M orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Catete (ʟ)
Unknown route-map component "BHF-L orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Barraca (ʟ)
Unknown route-map component "BHF-L orange" Unknown route-map component "BHF-R"
Zenza do Itombe (d) (ʟ)
Unknown route-map component "BHF orange" Straight track
Cassoalala (d)
Unknown route-map component "KBHFe orange" Straight track
Dondo (d)
Station on track
Ndalahui (ʟ)
Station on track
Luinha (ʟ)
Station on track
Canhoca (ʟ)
Station on track
Ndalatando (ʟ)
Station on track
Lucala (ʟ)
Station on track
Quizenga (ʟ)
Station on track
Cambunze (ʟ)
Station on track
Cacuso (ʟ)
Station on track
Matete (ʟ)
Station on track
Zanga (ʟ)
Station on track
Lombe (ʟ)
End station
Malanje (ʟ)

Linhas: ʟ Luandad Dondo
Fonte: Site oficial (2019)

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a empresa. Para a linha ferroviária, veja Caminho de Ferro de Luanda. Para outros significados, veja CFL.

Caminho de Ferro de Luanda é uma operadora ferroviária angolana. Presta serviços de carga e de passageiros no Caminho de Ferro de Luanda e Ramal do Dondo, servindo 30 estações localizadas em quatro províncias: Cuanza Norte, Malanje, Bengo e Luanda. É responsável pelos serviços suburbanos na capital de Angola, Luanda, onde liga a estação central à de Catete. Os serviços de médio e de longo curso destinam-se ao Dondo e a Malanje, respectivamente.[1] Liga ao Porto de Luanda, e futuramente servirá também o novo aeroporto de Luanda, através de um ramal actualmente em construção.[2]

HistorialEditar

A empresa descende de duas companhias ferroviárias distintas, sendo a mais antiga a "Companhia do Caminho de Ferro Através de África" (CCFAA), formada pelo empresário português Alexandre Peres em 1885. A outra companhia, estatal, se chamava "Companhia dos Caminhos de Ferro de Ambaca–Malanje" (CCFAM), e foi formada em 13 de novembro de 1902.

Desacordos entre a estatal portuguesa CCFAM (controladora do trecho Lucala-Malanje) e a CCFAA — com esta última solicitando mais aporte financeiro da nação para manutenção do trecho LuandaLucala —, fizeram com que a operação dos trechos fosse totalmente independente.

Quando Portugal se viu obrigado a fazer o primeiro resgate financeiro da CCFAA, evitando sua falência total, a empresa privada passou por intervenção estatal. A questão só foi resolvida no Estado Novo, com a nacionalização da CCFAA, em 1938, onde também ocorreu a fusão desta com a CCFAM, formando a "Companhia dos Caminhos de Ferro de Luanda" (CCFL).

A empresa permaneceu na posse do Estado português até a independência angolana, quando foi expropriada e nacionalizada em favor de Angola. Em virtude da Guerra Civil, a empresa praticamente faliu, pois não conseguia operar o Caminho de Ferro de Luanda.

Em 2001 a CCFL passou por um processo de recapitalização para que pudesse participar da reforma e operação da ferrovia.

ServiçosEditar

Serviço Terminais Comprimento Estações Duração
Suburbano BungoCatete 64 km 14 2:01
Médio Curso MussequesDondo 181 km 14 3:28
Longo Curso MussequesMalanje 414 km 24 11:44

Referências

  1. «Horário e Itinerários». Caminho de Ferro de Luanda. 2018. Consultado em 20 de março 2019 
  2. «Construção do novo aeroporto de Luanda atrasada dois anos». Diário de Notícias. 29 outubro 2017. Consultado em 17 março 2019 

Ligações externasEditar