Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCampanulaceae
Lobelia erinus
Lobelia erinus
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Asterales
Família: Campanulaceae
Géneros
Ver texto
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies

Campanulaceae é uma família de plantas angiospérmicas (plantas com flor - divisão Magnoliophyta), pertencente à ordem Asterales.

Algumas características: androceu isostêmone com 5 estames e anteras introrsas; óvulos numerosos; formação de látex; estiletes sem indúsio e com tricomas coletores; androceu isostêmone com 5 estames e anteras introrsas; folhas simples, inteiras ou serreadas, com nervação peninérvea e se dispondo quase sempre alternadamente; inflorescência terminais ou axilares; flores vistosas, apresentando protandria; fruto do tipo cápsula ou drupa; algumas espécies de Labelia produzem alcaloides que apresentam propriedades farmacológicas.

EtimologiaEditar

O gênero capanulo dá origem ao nome da família, que deriva a partir da morfologia da multiplicidade de seu receptáculo floral.

MorfologiaEditar

As flores possuem simetria zigomorfas e dificilmente actinomorfas. São diclamídeas, bissexuadas e bastante vistosas com colorações alaranjadas, avermelhadas e esbranquiçadas. O cálice tem sua prefloração valvar, aberta ou imbricado. A corola é geralmente gamopétala. Androceu isostêmone, com estames em números de 5, comumente unidos pelos filetes ou anteras, que geralmente estão incluídos sobre as pétalas(epipétalo). As folhas simples, inteiras ou serreadas são repetidas vezes carnosas, alternas (quase sempre), opostas ou verticilados.[1]

Referências

  1. Rollim & Trovó, Isis de Mello, Marcelo (2016). Campanulaceae no Parque Nacional do Itatiaia, Brasil (PDF) (Tese). Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro. Consultado em 10 de novembro de 2019 

DistribuiçãoEditar

A família exibe uma distribuição cosmopolita. No Brasil, a mesma é encontrada nas seguintes regiões e cidades: Região Norte ( Acre, Pará, Amazônia, Roraima , Rondônia) Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco , Piauí, Paraíba) Centro-oeste ( Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal, Goiás) Sudeste ( Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais) Sul ( Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná).

Existem 11 gêneros dentro da família Campanulaceae (Asyneuma Griseb. & Schenk, Campanula L., Centropogon C.Presl, Hippobroma G.Don, Isotoma(R.Br.) Lindl., Lobelia L., Siphocampylus Pohl, Solenopsis C.Presl, Specularia Heist. ex A.DC., Triodanis Raf., Wahlenbergia Schrad. ex Roth), 6 deles ocorrem no Brasil e apresentam um total de 55 espécies, das quais 39 são endêmicas.[1]

Referências

  1. Wikimedia Foundation (ed.). [<http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB73> «Campanulaceae in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.»] Verifique valor |url= (ajuda). Meta-Wiki. Consultado em 10 de novembro de 2019 

Importância EconômicaEditar

As espécies Lovendulaceae klotsck é uma erva com folhas pequenas. A Campanula rapunculoide, encontrada com frequência na Europa, são exemplos que mostram o potencial da família no cultivo ornamental sendo utilizadas no paisagismo.

GênerosEditar

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

Angely, J. 1985. Pesquisa e ordenamento histórico, taxonômico, fitogeográfico, estatístico e bibliográfico das lobeliáceas brasileiras. Jornal de Botânica 329: 1-7.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Asterales