Abrir menu principal

Campeonato Amazonense de Futebol Feminino

Campeonato Amazonense de Futebol Feminino
Campeonato Amazonense Feminino
Bandeira do Amazonas
Dados gerais
Organização FAF
Edições Desconhecido
Outros nomes Barezão Feminino
Local de disputa  Amazonas,  Brasil
Sistema Misto (turno classificatório/grupos fechados)
Divisões
Única
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Amazonense de Futebol feminino é realizado desde o inicio da década de 1980, porém, os registros do futebol local feminino dessa época são escassos. O campeonato passou a ser realizado de forma mais organizada em 2007, a partir da criação da Copa do Brasil de Futebol Feminino a qual todos os estados teriam direito a um representante no mínimo, e o torneio foi criado para indicar este representante. A partir de 2013 o torneio passou a indicar também um representante no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino.

Nível de prestigioEditar

Nos anos 80 o futebol feminino do Amazonas tinha força, e com essa força o clube mais prestigiado do estado no futebol feminino àquela altura, o Sul América chegou a duas decisões de torneios nacionais, sendo campeão em 1991 e vice em 1988. O time sub 17 do Rio Negro foi vice-campeão do torneio nacional da categoria em 1997.

A partir do final dos anos 90 o futebol feminino entrou em esquecimento no estado. O estadual só voltou a ter o mínimo de prestigio a partir da exigência da CBF de que cada estado indicasse seus representantes na Copa do Brasil de Futebol Feminino a partir de um campeonato regional. Nesse novo modelo, o Iranduba passou a dominar, sendo o atual hexacampeão amazonense. Apesar do domínio, o verdão que carrega o nome de sua cidade não obteve sucesso na Copa do Brasil. Em nove edições deste torneio nacional, o Amazonas jamais avançou além das quartas de final. No Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, teve a sua melhor participação em 2017, chegando às semifinais.

No estadual de 2015, na semifinal entre Iranduba e Holanda, uma atleta do Holanda precisou de atenção médica, mas não havia equipe médica nem ambulância presente no estádio.

No ano de 2016 o Iranduba chegou a final do Brasileirão Sub-17, sendo aclamado pela torcida amazonense a grande final foi na arena da Amazônia com grande presença do público o que chamou a atenção da CBF que realizou em Dezembro de 2016 o Torneio de seleções da CAIXA.

ParticipantesEditar

2019
2018
2017

Lista de CampeõesEditar

Ano Campeão Decisão Vice-campeão 3º Lugar 4º Lugar Artilheira
2007
Detalhes
 
Rio Negro
3 - 1
6 - 1
 
Nacional
2008
Detalhes
 
Nilton Lins
2009
Detalhes
 
Nilton Lins
 
Mundo Novo
2010
Detalhes
 
São Raimundo
 
Esquina das Tintas
2011
Detalhes
 
Iranduba
 
Itacoatiara
2012
Detalhes
 
Iranduba
0 - 0
3 - 1 [1]
 
Itacoatiara
Darliene (Itacoatiara):10 gols
2013
Detalhes
 
Iranduba
2 - 2
3 - 0 [2]
 
Princesa do Solimões
Darliene (Itacoatiara):10 gols
2014
Detalhes
 
Iranduba
2 - 2
3 - 2 [3]
 
Princesa do Solimões
Luciane (Iranduba):14 gols
2015
Detalhes
 
Iranduba
3 - 2
4 - 0 [4]
 
Sul América/Salcomp
 
Manaus
 
Holanda
Luciana (Iranduba): 11 gols
2016
Detalhes
 
Iranduba
1 - 1
4 - 0 [5]
 
Manaus
 
Sul América/Salcomp
 
Arsenal
Paulinha (Manaus): 16 gols.
2017
Detalhes
 
Iranduba
2 - 2
1 - 1
 
3B da Amazônia
 
São Raimundo-AM
 
Penarol
Carla (3B da Amazônia): 13 gols [6]
2018
Detalhes
 
Iranduba
2 - 0
 
3B da Amazônia
 
Atlético Amazonense
 
CDC Manicoré
Paola del Carmen (3B da Amazônia): 8 gols [7]
2019
Detalhes
 
3B da Amazônia
3 - 1
 
Iranduba
 
Itacoatiarense
 
Nacional-AM
Paulinha (3B da Amazônia): 15 gols [8]

Títulos por ClubeEditar

Clube Títulos Vices 3º Lugar 4º Lugar
Iranduba 8 1 0 0
Nilton Lins 2 0 0 0
3B da Amazônia 1 2 0 0
São Raimundo-AM 1 0 1 0
Rio Negro 1 0 0 0
Princesa do Solimões 0 2 0 0
Sul América 0 1 1 0
Manaus 0 1 1 0
Esquina das Tintas-AM 0 1 0 0
Itacoatiara-AM 0 1 0 0
Mundo Novo-AM 0 1 0 0
Nacional-AM 0 1 0 1
Atlético-AM 0 0 1 0
Itacoatiarense 0 0 1 0
Arsenal 0 0 0 1
CDC Manicoré 0 0 0 1
Holanda 0 0 0 1
Penarol 0 0 0 1