Campeonato Brasileiro de Futebol de 1962

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 1962, originalmente denominado Taça Brasil pela CBD, foi a quarta edição do Campeonato Brasileiro. O Santos sagrou-se campeão, após vencer o terceiro jogo da final contra o Botafogo.[1] Como a equipe paulista já havia garantido a vaga para disputar a Taça Libertadores da América de 1963 por ser o então campeão da competição continental, o alvinegro carioca ficou com a vaga destinada ao campeão brasileiro.[2]

IV Campeonato Brasileiro de Futebol
Taça Brasil de 1962
Dados
Participantes 18
Organização CBD
Local de disputa Brasil
Período 2 de setembro2 de abril de 1963
Gol(o)s 128
Partidas 39
Média 3,28 gol(o)s por partida
Campeão Santos (2º título)
Vice-campeão Botafogo
Melhor marcador Coutinho (Santos) – 7 gols
Maior goleada
(diferença)
Campinense 6–0 CRB
◄◄ 1961 Soccerball.svg 1963 ►►

Esta edição contou com a participação de dezoito campeões estaduais, sendo que os campeões dos estados de São Paulo e da Guanabara já entravam na fase final.[3]

Apesar de sua importância, e de seu vencedor ser considerado o campeão brasileiro já na época de sua disputa,[4][5][6] somente em 2010 que o torneio foi reconhecido oficialmente pela CBF como o Campeonato Brasileiro de Futebol de 1962.[7]

ParticipantesEditar

Equipe Cidade Estado Classificação Participações Título(s)
ABC Natal   RN Campeão potiguar de 1961 3 (1959, 1960, 1961) 0 (não possui)
Bahia Salvador   BA Campeão baiano de 1961 3 (1959, 1960, 1961) 1 (1959)
Botafogo Rio de Janeiro   GB Campeão carioca de 1961 0 0 (não possui)
Campinense Campina Grande   PB Campeão paraibano de 1961 1 (1961) 0 (não possui)
Ceará Fortaleza   CE Campeão cearense de 1961 1 (1959) 0 (não possui)
Comercial-PR Cornélio Procópio   PR Campeão paranaense de 1961 0 0 (não possui)
CRB Maceió   AL Campeão alagoano de 1961 0 0 (não possui)
Cruzeiro Belo Horizonte   MG Campeão mineiro de 1961 2 (1960, 1961) 0 (não possui)
Internacional Porto Alegre   RS Campeão gaúcho de 1961 0 0 (não possui)
Metropol Criciúma   SC Campeão catarinense de 1961 1 (1961) 0 (não possui)
Paysandu Belém   PA Campeão paraense de 1961 1 (1960) 0 (não possui)
Rio Branco-RJ Campos dos Goytacazes   RJ Campeão fluminense de 1961 0 0 (não possui)
River-PI Teresina   PI Campeão piauiense de 1961 0 0 (não possui)
Sampaio Corrêa São Luís   MA Campeão maranhense de 1961 0 0 (não possui)
Santo Antônio Vitória   ES Campeão capixaba de 1961 1 (1961) 0 (não possui)
Santos Santos   SP Campeão paulista de 1961 2 (1959, 1961) 1 (1961)
Sergipe Aracaju   SE Campeão sergipano de 1961 0 0 (não possui)
Sport Recife   PE Campeão pernambucano de 1961 1 (1959) 0 (não possui)

RegulamentoEditar

A Taça Brasil de 1962 foi dividida em quatro fases. Na primeira os clubes foram divididos nos seguintes grupos: Grupo Norte, Grupo Nordeste (que se enfrentam para decidir a vaga destinada ao Grupo Norte), Grupo Leste e Grupo Sul (que se enfrentam para decidir a vaga destinada ao Grupo Sul). Na segunda e decisiva fase, os vencedores da primeira fase enfrentam Botafogo e Santos, pré-classificados na semifinal, e os vencedores decidem o título do campeonato.

Critérios de desempateEditar

Todos os jogos da Taça Brasil de 1962 foram disputados em modo eliminatório (mata-mata) em dois jogos de ida e volta. A equipe que somasse mais pontos passava para a fase seguinte. Caso nos dois jogos as equipes tivessem o mesmo número de pontos (dois empates ou uma vitória para cada lado independente do número de gols entre os jogos) era disputado um jogo extra. Nesta partida, caso persistisse o empate, o time que tivesse o maior "goal-average" (média dos gols marcados dividido pelos gols sofridos) nas três partidas da fase era o vencedor. Se mesmo assim o empate persistisse, a vaga seria decidida no cara ou coroa.

Zona Norte (Taça Norte)Editar

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 Norte/Nordeste  Norte/Nordeste  Norte/Nordeste  Norte/Nordeste
                                             
   Campinense 4 3    
   ABC 3 1    
     Campinense 2 6    
     CRB 1 0    
   CRB 1 2 2
   Sergipe 1 2 1  
     Campinense 0 2 1  
     Bahia 1 0 1  
          
          
          
            
        
          
     Campinense 0 0  
     Sport 0 3  
   Ceará 0 7    
   River 0 5    
     Ceará 0 1 3
     Paysandu 0 1 1  
   Paysandu 3 2  
   Sampaio Corrêa 2 2    
     Ceará 0 1  
     Sport 2 1    
          
          
          
            
        
          


Final[8][9][10]

20 de novembro de 1962   Campinense 0 – 0 Sport   Estádio Plínio Lemos, Campina Grande

Renda: Cr$ 695.429,00
Árbitro:  GB Armando Marques
24 de novembro de 1962 Sport   3 – 0   Campinense Ilha do Retiro, Recife
21:15
Adelmo 
Adelmo 
Adelmo 
Público: 14 724
Renda: Cr$ 1.855.080,00
Árbitro:  RJ Antônio Viug


Zona SulEditar

  Quartas de final Semifinais Final
                             
1         
8         
     Cruzeiro 1 1  
     Rio Branco-RJ 1 0  
4    Rio Branco-RJ 1 2
5    Santo Antônio 1 1  
     Cruzeiro 1 1  
     Internacional 1 2  
3         
6         
     Internacional 3 3
     Metropol 2 2  
2    Metropol 1 2
7    Comercial 1 1  

Grupo LesteEditar

2 de setembro Rio Branco-RJ   1 – 1   Santo Antônio Aryzão, Campos dos Goytacazes
15:40
Eleacir   46' Francisco   89' Árbitro: Jairo Silva Fonseca
9 de setembro Santo Antônio   1 – 2   Rio Branco-RJ Governador Bley, Vitória
15:15
Cinzento   17' Dodô Ferreira   24'
Joel   38'
Árbitro: Oswaldo Alfredo da Silva

26 de setembro de 1962 Rio Branco-RJ   1 – 1   Cruzeiro Americano, Campos dos Goytacazes
21:00
Sardinha   83' Norival   54' Renda: Cr$ 510.000
Árbitro:  MG Witan Marinho
3 de outubro de 1962 Cruzeiro   1 – 0   Rio Branco-RJ Barro Preto, Belo Horizonte
21:00
Emerson   86' Público: 3 300
Renda: Cr$ 638.300
Árbitro:  RJ Osvaldo Baliza

Grupo SulEditar

9 de setembro Comercial   1 – 1   Metropol José Andrade Vieira, Cornélio Procópio
15:30
Sílvio   3' Elário   86' Árbitro:  SC Virgílio Jorge Souza
16 de setembro Metropol   2 – 1   Comercial Dr. Euvaldo Lodi, Criciúma
15:30
Nilzo   1'
Décio Leal   59'
Silvinho   72' Árbitro: Gustavo Turra

22 de setembro Metropol   2 – 3   Internacional Dr. Euvaldo Lodi, Criciúma
15:35
Elário   6'
Amílton   72'
Flávio Minuano   47',   62'
Alfeu   60'
Árbitro: Henrique Hagras
25 de setembro Internacional   3 – 2   Metropol Olímpico, Porto Alegre
21:22
Alfeu   7'
Bedeuzinho   21'
Flávio Minuano   80'
Waldir   70',   72' Renda: Cr$ 1.116.000,00
Árbitro:  SC Virgílio Jorge Souza


Final

10 de outubro de 1962 Cruzeiro   1 – 1   Internacional Independência, Belo Horizonte
21:15
Nerival   71' Alfeu   88' Público: 2 400
Renda: Cr$ 463.000,00
Árbitro:  RJ José Monteiro
17 de outubro de 1962 Internacional   2 – 1   Cruzeiro Olímpico, Porto Alegre
21:00
Alfeu   40'
Mauro   51'
Elmo   25' Público: 4 000
Renda: Cr$ 748.790,00
Árbitro:  RJ Amilcar Ferreira Castro

Fase finalEditar

  Quartas de final Semifinais Final
                                   
1    Internacional 1 2 -  
8    Cruzeiro 1 1 -  
     Internacional 2 2 0  
     Botafogo 2 2 2  
4         
5           
     Botafogo 3 3 0  
     Santos 4 1 5  
3           
6           
     Santos 1 4 -
     Sport 1 0 -  
2    Sport 0 3 -
7    Campinense 0 0 -  

Os jogos das quartas de final representadas acima são referentes as decisões dos grupos Sul e Norte.

A decisãoEditar

19 de Março de 1963
Santos   4 – 3   Botafogo Estádio do Pacaembu, São Paulo

Pepe   33',   73'
Coutinho   47'
Dorval   56'
  13' Quarentinha
  66' Amoroso
  89' Amarildo
Árbitro: Armando Marques

31 de Março de 1963
Botafogo   3 – 1   Santos Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro

Édison   31'
Quarentinha   58'
Amarildo   70'
  87' (g.c.) Rildo Público: 102,260
Árbitro: Catão Montez Júnior

2 de Abril de 1963
Botafogo   0 – 5   Santos Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro

  24' Dorval
  39' Pepe
  54' Coutinho
  75',   80' Pelé
Público: 70,324
Árbitro: Eunápio de Queiroz

ArtilheirosEditar

  1. Coutinho (Santos), 7 gols
  2. Alfeu (Internacional), 6 gols
  3. Pepe (Santos), 5 gols

PremiaçãoEditar

Campeonato Brasileiro de 1962
 
Santos Futebol Clube
(2º título)

Classificação finalEditar

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação
1   Santos 7 5 3 1 1 15 7 8 Campeão e classificado à Libertadores de 1963
2   Botafogo 6 6 2 2 2 12 14 –2 Vice campeão e classificado à Libertadores de 19631
3   Internacional 9 7 3 3 1 13 12 1 Semifinalistas
4   Sport 7 6 2 3 1 7 6 1
5   Campinense 12 9 5 2 2 18 10 8 Finais de Zona
6   Cruzeiro 4 4 1 2 1 4 4 0
7   Ceará 8 7 2 4 1 12 10 2 Semifinais de Zona
8   Rio Branco-RJ 4 4 1 2 1 4 4 0
9   Metropol 3 4 1 1 2 7 8 –1
10   Bahia 3 3 1 1 1 2 3 –1
11   Paysandu 5 5 1 3 1 7 8 –1 Quartas de Final de Zona
12   CRB 4 5 1 2 2 6 12 –6
13   Santo Antônio-ES 1 2 0 1 1 2 3 –1
14   Comercial-PR 1 2 0 1 1 2 3 –1
15   Sergipe 2 3 0 2 1 4 5 –1 Oitavas de Final de Zona
16   Sampaio Corrêa 1 2 0 1 1 4 5 –1
17   River-PI 1 2 0 1 1 5 7 –2
18   ABC 0 2 0 0 2 4 7 –3

1: Santos garantiu vaga na Libertadores de 1963 como campeão de 1962, repassando a vaga do campeão brasileiro ao Botafogo.

Referências

  1. «Folha de S.Paulo». Consultado em 6 de janeiro de 2017 
  2. «Taça Brasil 1962 - Campeonato Brasileiro de Futebol 1962». Quadro de Medalhas. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  3. «Confira detalhes do título do Santos na Taça Brasil de 1962». Portal Terra. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  4. «Antes do Big Bang». Revista Trivela. Consultado em 26 de outubro de 2016 
  5. «A sabatina sobre Taça Brasil e Robertão continua». Odir Cunha. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  6. «Europa também chamava o vencedor da Taça brasil de campeão brasileiro». Odir Cunha. Consultado em 26 de outubro de 2016 
  7. «CBF oficializa títulos nacionais de 1959 a 70 com homenagem a Pelé». Globo Esporte. Consultado em 8 de novembro de 2016 
  8. «Ultima Hora (PE) - 1962 a 1964 - DocReader Web». memoria.bn.br. Consultado em 30 de abril de 2021 
  9. «Diario de Pernambuco (PE) - 1960 a 1969 - DocReader Web». memoria.bn.br. Consultado em 30 de abril de 2021 
  10. «Ultima Hora (PE) - 1962 a 1964 - DocReader Web». memoria.bn.br. Consultado em 30 de abril de 2021