Abrir menu principal

Wikipédia β

Campeonato Brasileiro de Futebol de 1991

XXXV Campeonato Brasileiro de Futebol
Campeonato Brasileiro de Futebol da 1ª Divisão de 1991
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Local de disputa Brasil
Período 2 de fevereiro9 de junho
Gol(o)s 434
Partidas 196
Média 2,21 gol(o)s por partida
Campeão São Paulo (3º título)
Vice-campeão Bragantino
Rebaixado(s)
Melhor marcador Paulinho McLaren (Santos) – 15 gols
Melhor ataque (fase inicial) 28 gols:
Melhor defesa (fase inicial) 14 gols:
Público 2 696 960
Média 13 760 pessoas por partida
Outras divisões
Segunda Divisão Paysandu
◄◄ 1990 Soccerball.svg 1992 ►►

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 1991 foi a trigésima quinta edição do Campeonato Brasileiro e foi vencido pelo São Paulo, em uma final contra o Bragantino.

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 1991 foi o terceiro vencido pelo São Paulo, que já havia conquistado os títulos de 1977 e 1986.

Foi a segunda final consecutiva entre dois times paulistas. O São Paulo chegou pela terceira vez seguida à final, e desta vez foi campeão, com uma vitória e um empate contra o Bragantino. O jogo final, disputado em Bragança Paulista, teve um dos menores públicos entre as decisões de Campeonatos Brasileiros: pouco mais de doze mil espectadores.

Foram rebaixados para a Série B Grêmio e Vitória.

Pela quarta vez consecutiva, foi mantido o sistema de acesso e descenso recomendado pela FIFA.[1] Pela primeira vez desde a criação do campeonato, dois certames seguidos tiveram o número considerado ideal de clubes participantes (20). Foi também uma das fórmulas mais simples da história do campeonato até então. Tudo indicava que, finalmente, o Campeonato Brasileiro de Futebol havia chegado à sua maturidade institucional. No entanto, a CBF resolveu inchar a edição de 1993, que passaria a contar com 32 clubes já na primeira fase. [2]

Índice

Equipes participantesEditar

Fórmula de disputaEditar

Primeira Fase: Vinte clubes jogando todos contra todos em turno único. Classificam-se os quatro primeiros para a fase final.

Fase final (com semifinais e final): sistema eliminatório, com jogos de ida e volta, tendo a vantagem do duplo empate o clube com melhor campanha.

Primeira faseEditar

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Classificação ou rebaixamento
1   São Paulo 26 19 11 4 4 26 14 +12 68 Classificados às semifinais
2   Bragantino 26 19 9 8 2 27 14 +13 68
3   Fluminense 24 19 10 4 5 28 19 +9 63
4   Atlético Mineiro 24 19 8 8 3 28 19 +9 63
5   Corinthians 24 19 8 8 3 23 17 +6 63
6   Palmeiras 22 19 7 8 4 20 19 +1 58
7   Internacional 20 19 5 10 4 19 16 +3 53
8   Santos 19 19 7 5 7 23 20 +3 50
9   Flamengo 19 19 7 5 7 20 24 -4 50
10   Portuguesa 19 19 5 9 5 14 15 -1 50
11   Vasco da Gama 19 19 4 11 4 22 26 -4 50
12   Botafogo 18 19 6 6 7 19 21 -2 47
13   Bahia 18 19 5 8 6 16 18 -2 47
14   Náutico 17 19 7 3 9 19 25 -6 45
15   Goiás 17 19 6 5 8 27 24 +3 45
16   Cruzeiro 16 19 5 6 8 23 28 -5 42
17   Atlético Paranaense 15 19 5 5 9 27 28 -1 39
18   Sport 13 19 4 5 10 15 30 -15 34
19   Grêmio 12 19 3 6 10 15 24 -9 32 Rebaixados à Série B de 1992
20   Vitória 12 19 3 6 10 17 27 -10 32

Desempenho por rodadaEditar

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:[3]

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
ATP SPA ATP BOT FLU PAL ATM PAL SPA

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
ATM ATP SPT GRE SPT VIT

Fase finalEditar

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto.

  Semifinais Final
                     
   Bragantino 1 1 2  
   Fluminense 0 1 1  
     Bragantino 0 0 0
     São Paulo 1 0 1
   São Paulo (*) 1 0 1
   Atlético Mineiro 1 0 1
  • Classificado para as finais por ter melhor campanha.

A decisãoEditar

5 de junho de 1991 São Paulo   1 – 0   Bragantino Morumbi (São Paulo)
Público: 67.759
Árbitro:

Márcio Rezende de Freitas  


Mário Tilico   49'

São Paulo: Zetti; Cafu, Antônio Carlos, Ricardo Rocha e Leonardo; Ronaldão, Bernardo e Raí; Müller, Macedo e Elivélton (Mário Tilico). Técnico: Telê Santana.

Bragantino: Marcelo; Gil Baiano, Júnior, Nei e Biro-Biro; Mauro Silva, Alberto e Mazinho; Ivair (Luís Müller), Sílvio e Ronaldo Alfredo (Franklin). Técnico: Carlos Alberto Parreira.


9 de junho de 1991 Bragantino   0 – 0   São Paulo Estádio Marcelo Stéfani (Bragança Paulista)
Público: 12.492
Árbitro:

José Roberto Wright  


Bragantino: Marcelo; Gil Baiano, Júnior, Nei e Biro-Biro; Mauro Silva, Alberto e Mazinho; Ivair (Luís Müller), Sílvio e João Santos (Franklin). Técnico: Carlos Alberto Parreira.

São Paulo: Zetti; Zé Teodoro, Antônio Carlos, Ricardo Rocha e Leonardo; Ronaldão, Bernardo, Cafu e Raí; Macedo e Müller (Flávio). Técnico: Telê Santana.

PremiaçãoEditar

Campeonato Brasileiro de Futebol de 1991
 
São Paulo Futebol Clube
Campeão
(3° título)

ClassificaçãoEditar

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % Classificação ou rebaixamento
1   São Paulo 31 23 12 7 4 28 15 +13 67 Classificado à Copa Libertadores de 19921
2   Bragantino 30 23 10 10 3 29 16 +13 65 Copa Conmebol 19922
3   Atlético Mineiro 26 21 8 10 3 29 20 +9 62
4   Fluminense 25 21 10 5 6 29 21 +8 60
5   Corinthians 24 19 8 8 3 23 17 +6 63
6   Palmeiras 22 19 7 8 4 20 19 +1 58
7   Internacional 20 19 5 10 4 19 16 +3 53
8   Santos 19 19 7 5 7 23 20 +3 50
9   Flamengo 19 19 7 5 7 20 24 -4 50
10   Portuguesa 19 19 5 9 5 14 15 -1 50
11   Vasco da Gama 19 19 4 11 4 22 26 -4 50
12   Botafogo 18 19 6 6 7 19 21 -2 47
13   Bahia 18 19 5 8 6 16 18 -2 47
14   Náutico 17 19 7 3 9 19 25 -6 45
15   Goiás 17 19 6 5 8 27 24 +3 45
16   Cruzeiro 16 19 5 6 8 23 28 -5 42 Classifados Para Copa do Brasil 92
17   Atlético Paranaense 15 19 5 5 9 27 28 -1 39
18   Sport 13 19 4 5 10 15 30 -15 34
19   Grêmio2 12 19 3 6 10 15 24 -9 32 Rebaixados à Série B de 1992
20   Vitória 12 19 3 6 10 17 27 -10 32

{{{1}}}{{{1}}}1São Paulo e Criciúma (que estava na Série B de 1991), classificaram-se para a Taça Libertadores da América de 1992. O primeiro pelo fato do título brasileiro e o segundo pelo título da Copa do Brasil de 1991.

2Apesar de ter sido rebaixado para a Série B de 1992, o Grêmio se classificou para a Copa Conmebol de 1992 após ser o vice-campeão da Copa do Brasil de 1991.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Estatuto da Fifa, "Regulations Governing the Application of the Statutes", artigo 19» (PDF). Consultado em 20 de abril de 2009. 
  2. «BOLA N@ ÁREA - Campeonato Brasileiro - Série B 1992». www.bolanaarea.com. Consultado em 4 de fevereiro de 2017. 
  3. Futpédia. «Desempenho dos clubes da Série A rodada a rodada». Consultado em 14 de dezembro de 2012.