Abrir menu principal
Campeonato Carioca de Futebol de 1911
Carioca 1911
Rio de Janeiro
Dados
Participantes 6 (4 ao final)
Organização LMSA
Período 7 de maio22 de outubro
Gol(o)s 50
Partidas 12
Média 4,17 gol(o)s por partida
Campeão Fluminense
Vice-campeão America
Melhor marcador James Calvert (Fluminense) - 7 gols
Outras divisões
◄◄ Rio de Janeiro Carioca 1910 Soccerball.svg Carioca 1912 Rio de Janeiro ►►

O Campeonato Carioca de Futebol de 1911 foi o sexto campeonato de futebol do Rio de Janeiro. A competição foi organizada pela Liga Metropolitana de Sports Athleticos (LMSA). O Fluminense somou mais pontos nos dois turnos e sagrou-se campeão pela quinta vez.[1][2][3]

Depois do campeonato, nove futebolistas abandonaram o Fluminense e fundaram a seção de futebol do Clube de Regatas do Flamengo: Alberto Borgerth, Armando de Almeida (Gallo), Emmanuel Augusto Nery, Ernesto Amarante (Zalacain), Gustavo Adolpho de Carvalho, Lawrence Andrews, Orlando Sampaio de Mattos (Bahiano), Othon de Figueiredo Baena e Píndaro de Carvalho Rodrigues.

Índice

Primeira divisãoEditar

O campeonato carioca de 1911 foi muito tumultuado. Depois da conquista de 1910, quando o Botafogo quebrou a hegemonia, até então, mantida pelo Fluminense, o time alvinegro tornou-se o favorito natural para conquistar o de 1911. O seu time era constituído de jovens craques que, certamente alcançariam novas glórias não fosse os lamentáveis acontecimentos ocorridos no seu jogo com o America, em 25 de julho. A partida estava sendo disputada num clima de violência e o placar assinalava empate de 1 a 1. Flávio Ramos recebeu entrada violenta de Gabriel de Carvalho e Abelardo Delamare o aconselhou a revidar, sendo, então insultado pelo jogador do America. Em resposta, Abelardo deu-lhe um bofetão e aí todo mundo brigou. Depois da confusão, o jogo foi reiniciado, sem que o escore de 1 a 1 fosse alterado. O Botafogo ficou solidário com seu jogador e, antes de qualquer decisão da Liga, resolveu retirar-se do campeonato. De fato, Abelardo Delamare foi suspenso por 1 ano, Adhemaro Delamare, por 6 meses; e Gabriel de Carvalho, por 30 dias!

Os dois capitães foram advertidos por não terem tomado medidas para evitarem o jogo violento. E censurada a diretoria do Botafogo por não ter agido para evitar o conflito, pois o jogo foi realizado no campo da rua Voluntários da Pátria. Essas penalidades foram aplicadas pela Liga Metropolitana de Sports Athleticos. Antes desse tumultuado empate, o Botafogo havia vencido o Rio Cricket por 3 a 0.

O Fluminense sagrou-se campeão carioca invicto pela terceira vez com um novo time, obtendo os seguintes resultados no primeiro turno: Payssandu, 2 a 0; America, 4 a 0; e Rio Cricket, 5 a 0; No returno, Payssandu, 3 a 1; America, 2 a 0; e Rio Cricket, 5 a 0.

Nesta temporada o Fluminense contratou o técnico inglês Charles Williams, pagando-lhe 18 libras por mês, casa, comida e passagens de ida e volta para a Inglaterra.

Fórmula de disputaEditar

O campeonato foi disputado por seis clubes em turno e returno, jogando todos contra todos. O clube que somou mais pontos foi o campeão. A vitória valia dois pontos e o empate um. O primeiro critério de desempate foi o menor número de derrotas.

Clubes participantesEditar

O Botafogo abandonou a competição após ter disputado três partidas[1][2][4]

Mesmo conquistando o Torneio Seletivo, em 11 de maio daquele ano, o Paysandu decidiu abandonar o Campeonato e a LMSA decidiu continuar com apenas cinco clubes.[1]

Classificação finalEditar

Classificação
Pos Time PG J V E D GP GS SG
1 Fluminense 12 6 6 0 0 21 1 +20
2 America 7 6 3 1 2 13 13 0
3 Rio Cricket 3 6 1 1 4 9 19 -10
4 Paissandu 2 6 1 0 5 7 17 -10
Botafogo[a]

a. ^ Como o Botafogo abandonou o campeonato, seus resultados foram anulados.[1]

PartidasEditar

Essas foram as partidas realizadas:[1]

7 de maio Paissandu 0 – 2 Fluminense Rua Guanabara, Rio de Janeiro

Gustavo de Carvalho  
Oswaldo Gomes  

PremiaçãoEditar

Campeonato Carioca de 1911
 
FLUMINENSE
Campeão
(5º título)

Torneio SeletivoEditar

Em 1911, a LMSA decidiu oferecer uma vaga na 1ª divisão aos novos clubes inscritos. Ficou decidido então, que os vencedores dos prélios São Cristóvão e Bangu e Paysandu e Mangueira disputariam uma partida (ou duas se a primeira terminasse empatada), cujo vencedor seria o indicado para a 1ª divisão, ficando os demais na 2ª divisão.[5]

Primeira faseEditar

2 de abril Paysandu 5 – 2 Mangueira Rua Guanabara, Rio de Janeiro

Gillan   ?',   ?'
Harry Robinson   ?',   ?'
Pullen   ?'
Riemer   ?'
Regga   ?'

9 de abril São Cristóvão 2 – 2 Bangu Rua Voluntários da Pátria, Rio de Janeiro

Camarinha   ?'
Leonel Neves   ?'
Loth   ?'
John Hellowell   ?'

Partida desempateEditar

13 de abril São Cristóvão 2 – 0 Bangu Rua Guanabara, Rio de Janeiro

João Cantuária   ?'
Camarinha   ?'

FinalEditar

16 de abril Paysandu 4 – 0 São Cristóvão Rua Guanabara, Rio de Janeiro

Harry Robinson   ?'
Jack   ?'
Gillan   ?',   ?'

O Paysandu conquistou o direito de disputar a 1ª divisão do Campeonato de 1911.[1]

Ver tambémEditar

FontesEditar

  • MÉRCIO, ROBERTO. A história dos campeonatos cariocas. Rio de Janeiro: Studio Alfa, 1985.

Referências

  1. a b c d e f RSSSF Brazil (30 de abril de 2009). «Rio de Janeiro Championship 1911» (em inglês). Consultado em 7 de março de 2010 
  2. a b Futebol Nacional. «Campeonato Carioca 1911». Futebol Nacional. Consultado em 20 de abril de 2017 
  3. Ogol. «Campeonato Carioca 1911». Ogol. Consultado em 20 de abril de 2017 
  4. Livro Campeonato Carioca de Futebol 1906/2010, páginas 17 (número de participações) e 41 à 43
  5. Quadros, Raymundo (2004). Chuva de Glórias: A Trajetória do São Cristóvão de Futebol e Regatas 1ª ed. [S.l.]: Editora Pontes. 128 páginas 

Ligações externasEditar