Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2005

O Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2005, oficialmente denominado Campeonato Mundial de Clubes da FIFA Copa Toyota Japão 2005 (FIFA Club World Championship Toyota Cup Japan 2005, em inglês),[1] foi a segunda edição da competição organizada pela Federação Internacional de Futebol, dessa vez em conjunto com a Toyota (patrocinadora da antiga Copa Intercontinental).[2] Foi o primeiro mundial de clubes que teve a participação dos campeões das seis confederações continentais, no mesmo ano da disputa do Mundial da FIFA.[3] Esta edição da Copa do Mundo de Clubes da FIFA foi a substituta de fato da Copa Intercontinental, que teve sua última edição em 2004.

Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2005
FIFA Club World Championship Toyota Cup Japan 2005

Cartaz promocional da competição.
Dados
Participantes 6
Organização FIFA
Anfitrião  Japão
Período 1118 de dezembro
Gol(o)s 19
Partidas 7
Média 2,71 gol(o)s por partida
Campeão Brasil São Paulo (1º título)
Vice-campeão Inglaterra Liverpool
Melhor marcador 2 gols:
Público 261 456
Média 37 350,9 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
BrasilBRA Rogério Ceni
Fair play Inglaterra Liverpool
◄◄ Brasil 2000 2006 Japão ►►

A competição iniciou com uma fase preliminar disputada entre os campeões de quatro confederações (AFC, CAF, CONCACAF e OFC); os perdedores jogaram a disputa pelo quinto lugar. Os vencedores juntaram-se aos campeões da Europa e da América do Sul nas semifinais; os perdedores disputaram o terceiro lugar. Foi um torneio eliminatório simples, com cada time jogando duas ou três partidas.

As partidas foram realizadas no Estádio Nacional de Tóquio, o Estádio de Toyota, em Toyota (Aichi) e o Estádio Internacional em Yokohama, Kanagawa, onde a final foi jogada.

O São Paulo sagrou-se campeão ao vencer o Liverpool por 1–0, sendo declarado campeão da Copa do Mundo de Clubes da FIFA pela primeira vez, tendo conquistado anteriormente duas edições da Copa Intercontinental.[4] Fazia doze anos que um brasileiro não ganhava do representante da UEFA em uma final mundial. O último time a ter ganho foi o próprio São Paulo, contra o Milan, em 1993, pela Copa Intercontinental.

Foi o segundo título seguido de uma equipe brasileira na competição, que em 2000 foi vencida pelo Corinthians.

Equipes classificadas editar

Confederação Equipe Classificação Participação
AFC   Al-Ittihad Campeão da Liga dos Campeões da AFC de 2005
CAF   Al-Ahly Campeão da Liga dos Campeões da CAF de 2005
CONCACAF   Deportivo Saprissa Campeão da Liga dos Campeões da CONCACAF de 2004–05
CONMEBOL   São Paulo Campeão da Copa Libertadores da América de 2005
OFC   Sydney FC Campeão da Liga dos Campeões da OFC de 2004–05
UEFA   Liverpool Campeão da Liga dos Campeões da UEFA de 2004–05

Árbitros e assistentes editar

Árbitros Assistentes
África
 MAR Mohammed Guezzaz  CMR Jean Marie Endeng Zogo
Ásia
 JPN Toru Kamikawa  JPN Yoshikazu Hiroshima  KOR Kim Dae-Young
América do Norte, Central e Caribe
 MEX Benito Archundia  MEX Arturo Velázquez  CAN Hector Vergara
América do Sul
 BRA Carlos Simon
 CHI Carlos Chandia  CHI Cristian Julio  CHI Mario Vargas
Europa
 ENG Graham Poll  ENG Glenn Turner  ENG Philip Sharp
 FRA Alain Sars  FRA Frédéric Arnault  FRA Vincent Texier

Jogos editar

Quartas de final Semifinais Final
                           
  11 de dezembro - Tóquio        
   Al-Ittihad  1
14 de dezembro - Tóquio
       Al-Ahly  0    
   Al-Ittihad  2
Quinto lugar
       São Paulo  3  
   Al-Ahly  1
18 de dezembro - Yokohama
   Sydney FC  2  
   São Paulo  1
16 de dezembro - Tóquio 12 de dezembro - Toyota
     Liverpool  0
   Sydney FC  0
15 de dezembro - Yokohama
     Deportivo Saprissa  1    
   Deportivo Saprissa  0
Terceiro lugar
       Liverpool  3  
   Al-Ittihad  2
   Deportivo Saprissa  3
18 de dezembro - Yokohama

Quartas de final editar

Todas as partidas seguem o fuso horário local (UTC+9)

11 de dezembro Al-Ittihad   1 – 0   Al-Ahly Estádio Nacional de Tóquio, Tóquio
19:20
Noor   78' Relatório Público: 28 281
Árbitro:  ENG Graham Poll

12 de dezembro Sydney FC   0 – 1   Deportivo Saprissa Estádio de Toyota, Toyota
19:20
Relatório Bolaños   47' Público: 28 538
Árbitro:  JPN Toru Kamikawa

Semifinais editar

14 de dezembro Al-Ittihad   2 – 3   São Paulo Estádio Nacional de Tóquio, Tóquio
19:20
Noor   33'
Al-Montashari   68'
Relatório Amoroso   16',   47'
Rogério Ceni   57' (pen)
Público: 31 510
Árbitro:  FRA Alain Sars

15 de dezembro Deportivo Saprissa   0 – 3   Liverpool Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
19:20
Relatório Crouch   3',   58'
Gerrard   32'
Público: 43 902
Árbitro:  CHI Carlos Chandía

Disputa pelo quinto lugar editar

16 de dezembro Al-Ahly   1 – 2   Sydney FC Estádio Nacional de Tóquio, Tóquio
19:20
Emad Moteab   45' Relatório Yorke   35'
Carney   66'
Público: 15 951
Árbitro:  JPN Toru Kamikawa

Disputa pelo terceiro lugar editar

18 de dezembro Al-Ittihad   2 – 3   Deportivo Saprissa Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
16:20
Kallon   28'
Job   53' (pen)
Relatório Saborío   13',   85' (pen)
Gomez   89'
Público: 46 453
Árbitro:  MAR Mohammed Guezzaz

Final editar

18 de dezembro São Paulo   1 – 0   Liverpool Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
19:20
Mineiro   27' Relatório Público: 66 821
Árbitro:  MEX Benito Archundia

Premiação editar

Campeonato Mundial de Clubes da FIFA de 2005
 
São Paulo
Campeão
(1° título)
Fair Play
Fair play   Liverpool

Individuais editar

Bola de Ouro Bola de Prata Bola de Bronze
  Rogério Ceni (São Paulo)   Steven Gerrard (Liverpool)   Christian Bolaños (Deportivo Saprissa)

Classificação final editar

Times J V E D GP GC SG
1   São Paulo 2 2 0 0 4 2 +2
2   Liverpool 2 1 0 1 3 1 +2
3   Deportivo Saprissa 3 2 0 1 4 5 -1
4   Al-Ittihad 3 1 0 2 5 6 -1
5   Sydney FC 2 1 0 1 2 2 0
6   Al-Ahly 2 0 0 2 1 3 -2

Artilharia editar

Referências

  1. «FIFA Club World Championship Toyota Cup Japan 2005». FIFA.com. Dezembro de 2005. Consultado em 8 de maio de 2013 
  2. «FIFA sobre: Futebol no Japão» 
  3. «We are the champions». FIFA. 1 de dezembro de 2005. Consultado em 1 de dezembro de 2012 
  4. «Fifa reconhece títulos mundiais de Santos, Flamengo, Grêmio e São Paulo». ESPN. Consultado em 18 de dezembro de 2023 

Ligações externas editar