Abrir menu principal

Campeonato Mundial de Hóquei no Gelo de 1957

ConstructionClock.PNG
Este artigo foi considerado insuficiente por um ou mais editores, devendo ser movido para manutenção por um administrador ou eliminador.
  • Justificativa: Edição de campeonato relevante, porém sem fontes, pretendo referenciar. —Pórokhov Порох 23h10min de 4 de outubro de 2019 (UTC)
  • Proponente: O proponente não assinou
  • Último editor: Pórokhov

O Campeonato Mundial de Hóquei no Gelo de 1957 foi a 24ª edição do torneio, disputada entre os dias 24 de fevereiro e 5 de março de 1957 no Palácio de Esportes do Estádio Central Lenin em Moscou, União Soviética.

Troféu entregue no Campeonato Mundial de 1957

Esse foi o último Campeonato Mundial disputado em gelo natural e foi a primeira edição realizada na União Soviética, sendo lembrada por circunstâncias políticas que circundaram os jogos. A Hungria havia sido ocupada recentemente pelo Exército Soviético (para suprimir uma revolução em outubro e novembro de 1956), e como resultado os Estados Unidos e o Canadá boicotaram o Campeonato Mundial em protesto. Juntaram-se a eles Noruega, Alemanha Ocidental, Itália e Suíça. A Alemanha Oriental participou pela primeira vez.

CompetiçãoEditar

Com o boicote, o time da casa, a União Soviética, foi fortemente favorecida para vencer o torneio, mas a Suécia surpreendeu o mundo com uma zebra. O primeiro passo foi dado em seu terceiro jogo, quando eles bateram a Tchecoslováquia por 2-0. Essa importante vitória foi conseguida com a cabeça do defensor dos Leksands IF Vilgot Larsson. Ele literalmente deu uma cabeçada no disco, salvando um gol do adversário, e nos dias anteriores à obrigação de capacetes, recebeu vários pontos por seu ato heroico. No jogo final, a Suécia abriu dois gols, mas os dinâmicos soviéticos responderam com quatro gols seguidos. Atrás por dois gols no terceiro período, gols de Eilert Määttä e Erling Lindström empataram o jogo, e a atuação no gol de Thord Flodqvist e o jogo de Sven Tumba Johansson garantiram o empate final. A União Soviética havia apenas empatado com a Tchecoslováquia anteriormente, então tudo que a Suécia precisava era de um ponto, ou um empate, pelo ouro.

Karel Straka, da Tchecoslováquia, foi nomeado melhor goleiro. Nikolaï Sologubov, da União Soviética foi o melhor defensor, e Sven Tumba Johansson da Suécia foi o melhor atacante. Konstantin Loktev, da URSS, liderou os pontuadores com 18 pontos (com 11 gols e 7 assistências), seguido por Nils Nilsson e Ronald Pettersson da Suécia, ambos com 16 pontos. Vsevolod Bobrov, da URSS, liderou a artilharia com 13 gols. O Japão, competiu pela primeira vez desde 1930, e terminou em último com um ponto na classificação.

ClassificaçãoEditar

Posição Time PJ V D E GP GC Pts
Ouro   Suécia 7 6 0 1 62 11 13
Prata   União Soviética 7 5 0 2 77 9 12
Bronze   Tchecoslováquia 7 5 1 1 66 9 11
  Finlândia 7 4 3 0 28 33 8
  Alemanha Oriental 7 3 4 0 23 48 6
  Polônia 7 2 5 0 25 45 4
  Áustria 7 0 6 1 8 61 1
  Japão 7 0 6 1 11 84 1

Fase FinalEditar

24 de fevereiro
  Finlândia 5–3   Polônia
24 de fevereiro
  União Soviética 16–0   Japão
24 de fevereiro
  Suécia 11–1   Alemanha Oriental
24 de fevereiro
  Tchecoslováquia 9–0   Áustria
25 de fevereiro
  União Soviética 11–1   Finlândia
25 de fevereiro
  Tchecoslováquia 15–1   Alemanha Oriental
25 de fevereiro
  Suécia 8–3   Polônia
26 de fevereiro
  Áustria 3–3   Japão
27 de fevereiro
  Suécia 2–0   Tchecoslováquia
27 de fevereiro
  Polônia 8–3   Japão
27 de fevereiro
  União Soviética 22–1   Áustria
27 de fevereiro
  Finlândia 5–3   Alemanha Oriental
28 de fevereiro
  Tchecoslováquia 3–0   Finlândia
28 de fevereiro
  União Soviética 10–1   Polônia
1 de março
  Suécia 10–0   Áustria
1 de março
  Alemanha Oriental 9–2   Japão
2 de março
  Finlândia 9-2   Áustria
2 de março
  União Soviética 2–2   Tchecoslováquia
2 de março
  Alemanha Oriental 6-2   Polônia
2 de março
  Suécia 18–0   Japão
3 de março
  Polônia 5-1   Áustria
4 de março
  Tchecoslováquia 25-1   Japão
4 de março
  Suécia 9-3   Finlândia
4 de março
  Alemanha Oriental 0-12   União Soviética
5 de março
  Alemanha Oriental 3–1   Áustria
5 de março
  Finlândia 5-2   Japão
5 de março
  Tchecoslováquia 12-3   Polônia
5 de março
  União Soviética 4-4   Suécia

Recorde de PúblicoEditar

O jogo final (União Soviética contra a Suécia pelo campeonato) foi disputado no campo de futebol da Grand Sports Arena do Estádio Luzhniki. Diz-se que 50.000 torcedores (ou 55.000, dependendo das fontes) viram o jogo, o maior número para um evento internacional de hóquei. Esse foi o recorde mundial até 6 de outubro de 2001, quando 74.544 pessoas viram Michigan State University e a University of Michigan jogarem uma partida da NCAA Hockey fora de um ginásio Estádio Spartan em East Lansing.