Abrir menu principal

Campeonato Mundial de Rali de 2015

Campeonato Mundial de Rali de 2015
Anterior: 2014 Posterior: 2016

O Campeonato Mundial de Rali de 2015 foi a 44ª temporada do Campeonato Mundial de Rali, organizado pela FIA. A temporada teve início em 22 de janeiro, no Rali de Monte Carlo, e terminou em 15 de novembro, no Rali do País de Gales.[1]

Campeonato Mundial de Rali
Campeonato em curso

WRC 2018

Artigos relacionados

World Rally Car
Grupo R • Grupo N • Super 2000
WRC 2 • WRC 3 • JWRC

Listas

Pilotos • Equipes
Ralis • Personalidades
Campeões • Recordes

Equipas e pilotos disputaram treze etapas em quatro continentes, concorrendo para o Campeonato Mundial de Rali da FIA. As categorias WRC 2, WRC 3 e Junior WRC também disputaram as etapas em conjunto a categoria principal.

O piloto Sébastien Ogier e seu co-piloto Julien Ingrassia conquistaram o tri-campeonato,[2] enquanto a Volkswagen Motorsport, por sua vez assegurou o tri-campeonato de construtores.[3]

Um Volkswagen Polo R WRC, que defendeu o campeonato de construtores para a equipe Volkswagen Motorsport

Índice

CalendárioEditar

[4]

Etapa Datas Rali Base do evento Categorias paralelas Superfície
01 22 a 25 de janeiro Rali de Monte Carlo   Monte Carlo WRC2 / WRC3 / JWRC / RGT Cup asfalto e neve
02 12 a 15 de fevereiro Rali da Suécia   Karlstad WRC2 / WRC3 neve e gelo
03 5 a 8 de março Rali do México   León WRC2 / WRC3 cascalho
04 23 a 26 de abril Rali da Argentina   Villa Carlos Paz WRC2 / WRC3 / CODASUR cascalho
05 21 a 24 de maio Rali de Portugal   Matosinhos WRC2 / WRC3 / JWRC / Drive Dmack Cup cascalho
06 11 a 14 de junho Rali da Sardenha   Sardenha WRC2 / WRC3 cascalho
07 02 a 5 de julho Rali da Polónia   Mikołajki WRC2 / WRC3 / JWRC / Drive Dmack Cup cascalho
08 30 de julho a 2 de agosto Rali da Finlândia   Jyväskylä WRC2 / WRC3 / JWRC / Drive Dmack Cup cascalho
09 20 a 23 de agosto Rali da Alemanha   Trier WRC2 / WRC3 / RGT Cup / Drive Dmack Cup asfalto
10 10 a 13 de setembro Rali da Austrália   Coffs Harbour WRC2 / WRC3 cascalho
11 1 a 4 de outubro Rali da Córsega   Ajaccio WRC2 / WRC3 / JWRC asfalto
12 22 a 25 de novembro Rali da Catalunha   Salou WRC2 / WRC3 / JWRC / Drive Dmack Cup asfalto e cascalho
13 12 a 15 de novembro Rali do País de Gales   Deeside WRC2 / WRC3 / JWRC cascalho

Equipas e PilotosEditar

Elegíveis para o Campeonato de Construtores
Construtor Nat. Equipa Pneus Nat. Pilotos Nat. Navegadores Ralis
Volkswagen
(Volkswagen Polo R WRC)
  Volkswagen Motorsport[5] M 1   Sébastien Ogier[6]   Julien Ingrassia[7] All
2   Jari-Matti Latvala[6]   Miikka Anttila[7] All
  Volkswagen Motorsport II[6] M 9   Andreas Mikkelsen[6]   Ola Fløene[7] 2, 4–13
Citroën
(Citroën DS3 WRC)
  Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team[7] M 3   Kris Meeke[8]   Paul Nagle[8] All
4   Sébastien Loeb[9][10]   Daniel Elena[10] 1
  Mads Østberg[11]   Jonas Andersson[11] 2–9, 11–13
  Stéphane Lefebvre[12]   Stéphane Prevot[12] 10
Ford
(Ford Fiesta RS WRC)
  M-Sport World Rally Team[7] M 5   Elfyn Evans[13]   Daniel Barritt[13] All
6   Ott Tänak[13]   Raigo Mõlder[13] All
  Jipocar Czech National Team[7] P 21   Martin Prokop[14]   Jan Tománek[14] 1–9, 11–13
  FWRT s.r.l.[7] P 37   Lorenzo Bertelli[14]   Giovanni Bernacchini[14] 1–5
  Lorenzo Granai[15] 6–13
Hyundai
(Hyundai i20 WRC)
  Hyundai Motorsport[7] M 7   Thierry Neuville[16]   Nicolas Gilsoul[7] 1–12
  Dani Sordo[17]   Marc Martí[17] 13
8   Dani Sordo[18]   Marc Martí[7] 1, 3–9, 11–12
  Hayden Paddon[19]   John Kennard[19] 2, 10, 13
  Hyundai Motorsport N[7] M 20   Kevin Abbring[20][21]   Sebastian Marshall[20] 2
  Hayden Paddon[22]   John Kennard[23] 3–9, 11–12
Predefinição:Country data SPA Dani Sordo[24] Predefinição:Country data SPA Marc Martí[24] 10
  Thierry Neuville[17]   Nicolas Gilsoul[17] 13
Não elegíveis para o Campeonato de Construtores
Construtor Nat. Equipa Pneus Nat. Pilotos Nat. Navegadores Ralis
Volkswagen
(Volkswagen Polo R WRC)
  Volkswagen Motorsport II[7] M 9   Andreas Mikkelsen[7]   Ola Fløene[7] 1, 3
Citroën
(Citroën DS3 WRC)
  Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team[7] M 12   Mads Østberg[7]   Jonas Andersson[7] 1
  Khalid Al Qassimi[25]   Chris Patterson[25] 4–6, 8, 12
  Stéphane Lefebvre[26]   Stéphane Prevot[26] 9, 11, 13
  D-Max Racing[7] P 17   Yuriy Protasov[7]   Pavlo Cherepin[7] 1
  PH Sport[7] M 15   Stéphane Lefebvre[27]   Stéphane Prevot[27] 12
18   Sébastien Chardonnet[7]   Thibault De La Haye[7] 1
Ford
(Ford Fiesta RS WRC)
  Adapta Motorsport[28] M 14   Henning Solberg[7]   Ilka Minor[7] 1–2
15 13
16 8
  M-Sport World Rally Team[7] M 15   Bryan Bouffier[29]   Xavier Panseri[7] 1
  Thibault De La Haye[30] 11
P 17   Yuriy Protasov[31]   Pavlo Cherepin[31] 2
  Alexey Lukyanuk[32]   Alexey Arnautov[32] 8
  RK World Rally Team[7] P 14   Robert Kubica[33]   Maciek Szczepaniak[33] 5–9, 11–13
16 1–2
24 3
  Juho Hänninen[32] M 15   Juho Hänninen[32]   Tomi Tuominen[32] 8
  Synthos Cersanit Rally Team[31] P 18   Michał Sołowow[31]   Maciek Baran[31] 2
  GP Racing Team[7] M 19   Jean-Michel Raoux[7]   Thomas Escartefigue[7] 1
  Jipocar Czech National Team[26] P 22   Jaroslav Melichárek[26]   Erik Melichárek[26] 9
  First Motorsport[30] M 22   Stéphane Sarrazin[30]   Jean-Jacques Renucci[30] 11
  Combilift Rallying[34] P 22   Josh Moffett[34]   John Rowan[34] 13
23   Sam Moffett[34]   Karl Atkinson[34] 13
  Benito Guerra, Jr.[28] P 23   Benito Guerra, Jr.[28]   Borja Rozada[28] 3
  Graham Coffey[26] P 79   Graham Coffey[26]   Jenny Gäbler[26] 9
Hyundai
(Hyundai i20 WRC)
  Hyundai Motorsport N[15] M 10   Kevin Abbring[15]   Sebastian Marshall[15] 7, 9, 11, 13

Alterações de pilotosEditar

  • Mikko Hirvonen retirou-se do Campeonato Mundial no fim da temporada 2014.[35] O seu lugar foi ocupado pelo estónio Ott Tänak, que regressou à categoria principal depois de uma temporada no WRC 2.
  • O nove vezes campeão do mundo Sébastien Loeb e seu co-piloto Daniel Elena regressaram para disputar o Rali de Monte Carlo, competindo num Citroën DS3 WRC com a equipa Citroën World Rally Team.[36]

Classificações do RalisEditar

1ª Prova — 83ème Rallye Automobile Monte-CarloEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
1   83ème Rallye Automobile de Monte-Carlo
(22–25 Janeiro) 
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:36:40.2 (15)1a
14
(355.48 km)1b
335.55 km
94 78
2 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:37:38.2
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Floene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:38:52.5

O atual campeão mundial Sébastien Ogier começou a temporada com uma vitória em Monte Carlo, pela segunda vez consecutiva no principado e o 25º da sua carreira WRC. O nove vezes Campeão do Mundo Sébastien Loeb, que regressou ao WRC para esta prova, foi o primeiro líder do rali, perdendo a primeira posição para Ogier na sétima etapa, após um pião quando atacava uma curva fechada. Na etapa seguinte, Loeb bateu numa pedra e perdeu um total de seis minutos, antes de desistir no troço de ligação seguinte.[37] Isto deu a Ogier uma vantagem de quase dois minutos sobre o seu companheiro de equipa na Volkswagen, Jari-Matti Latvala. Apesar de ser incapaz de acompanhar os tempos parciais de seus rivais, Ogier seguiu num ritmo controlado com escolhas seguras de pneus conseguindo chegar à vitória.[38] Latvala terminou em segundo lugar, tendo também ganho um ponto na power-stage, com Andreas Mikkelsen fazendo um 1-2-3 para a Volkswagen Motorsport. Mads Ostberg da Citroën terminou a prova na quarta posição. O duo da Hyundai Motorsport, Thierry Neuville e Dani Sordo terminou em quinto e sexto, separados por 0,8 segundos. Elfyn Evans sa M-Sport terminou em sétimo, tendo perdido tempo quando danificou a suspensão traseira de seu carro contra uma parede. Evans terminou à frente de Loeb, que voltou em Rali-2 e ganhou dois pontos na power-satge. O top ten foi completado por Martin Prokop e Kris Meeke, que venceu a power-stage conquistando os três pontos adicionais.[38]

2ª Prova — 63º Rali da SuéciaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
2   63º Rali da Suécia
(12–15 Fevereiro)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:55:30.5 21 308.00 km 44 40
2 7   Thierry Neuville
  Nicolas Gilsoul
  Hyundai Motorsport
  (Hyundai i20 WRC)
2:55:36.9
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:56:10.3

Sébastien Ogier venceu o rali na última etapa aumentando a sua liderança no campeonato de pilotos. O rali começou com a vitória de Pontus Tidemand (Ford Fiesta RRC WRC-2), na Super Especial em Hagfors na quinta-feira à noite.[39] Ogier assumiu a liderança na especial de abertura de sexta-feira, com o companheiro de equipa Jari-Matti Latvala a persegui-lo. O terceiro piloto da Volkswagen, Andreas Mikkelsen passou para a liderança na nona especial, depois de Ogier e Latvala acertarem ambos em bancos de neve, caindo para 4º e 23º, respectivamente.[40] Mikkelsen manteve a liderança até à especial final de sábado, onde o Hyundai de Thierry Neuville assumiu a liderança depois de ter montado pneus novos para a longa especial; Mikkelsen e Ogier estavam ambos no entanto na disputa pela vitória, com um atraso de de 1,5 e de 9,6 segundos, respectivamente.[41] Mikkelsen recuperou a liderança na especial de abertura do domingo, conseguindo uma vantagem de três segundos sobre Ogier para a última especial, Värmullsåsen, que também foi a power-stage do rali.[42]

Correndo em ordem inversa às suas posições de rali, Ogier superou o tempo de Neuville na especial - em última análise, o tempo mais rápido da especial - e após ter completado a especial, Mikkelsen atingiu um banco de neve e perdeu 40 segundos caindo para atrás de Neuville na classificação geral. Ott Tanak terminou em quarto lugar obtendo o seu melhor resultado no WRC desde 2012, enquanto Hayden Paddon obteve o seu melhor resultado de sempre no WRC - substituiu o lesionado Dani Sordo - na quinta posição. Classificaram-se a seguir os dois pilotos britânicos Elfyn Evans e Kris Meeke, Martin Prokop terminou em oitavo à frente de Yuriy Protasov, que venceu a sua primeira especial no WRC (Kirkenær). A última posição pontuável foi ocupada por Mads Ostberg, que estava na luta por um lugar no pódio, até atingir um banco de neve na décima primeira especial.[43] Ele também marcou um ponto extra por terminar em terceiro na power-stage. Após a última etapa, a Volkswagen Motorsport decidiu retirar o carro de Latvala - ele tinha conseguido recuperar até ao fim em 12º lugar, aproveitando uma brecha nos regulamentos em relação ao evento seguinte, Rali do México.[44]

3ª Prova — 29º Rali do MéxicoEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
3   29º Rali do México
(6–9 Março)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
4:19:13.4 21 394.21 km 30 23
2 4   Mads Østberg
  Jonas Andersson
  Citroën Total Abu Dhabi WRT
  (Citroën DS3 WRC)
4:20:32.2
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
4:20:38.5

Prova dominada pelo binómio Sébastien Ogier/ Volskwagen, que viu os seus adversários quebrarem sucessivamente.

Sébastien Ogier começou por vencer o shakedown. O Rali abriu com a especial nocturna pelos tuneis de Guanajuato, cidade Património Mundial da UNESCO. Thierry Neuville tornou-se no primeiro líder da prova ao vencer a etapa, à frente de um surpreendente Lorenzo Bertelli.

O segundo dia de prova começou com o primeiro troço de terra de 2015, que Sébastien Ogier aproveitou para saltar para a liderança apesar de ter partido com a difícil tarefa de abrir e “limpar” a estrada. Logo na SE 3 Ott Tänak protagonizou o momento do rali quando perdeu o controlo do seu Ford Fiesta e se despistou caindo numa albufeira. Felizmente tanto o piloto como o navegador Reigo Molder conseguiram sair da viatura antes de imergir, e nadar até à margem. Este acidente causou grande apreensão entre todos já que os pilotos estiveram durante largos minutos sem serem localizados pelos responsáveis da prova. Kris Meeke, que venceu a SE 3 despistou-se na Especial nº4 danificando irreversivelmente o Citroën DS3 WRC. A manhã terminaria também com os abandonos de Robert Kubica (capotanço) e Hayden Paddon. Thierry Neuville rodava rápido em 2º da geral quando se despistou na SE 8, deixando Latvala na vice-liderança no final do 2º dia da prova, após a qual o carro de Ott Tänak foi retirado de água, e após 10 horas imerso, a equipa da M-Sport conseguiu recuperar totalmente o Ford ‘’Fiestanic’’ nas 3 horas regulamentares, para regressar em Rali-2 (no entanto viria a desistir na ligação, regressando só no último dia).

No 3º dia, Latvala partia em perseguição do seu colega de equipa quando viria a desistir na Especial 12 após destruir a suspensão, arrancando uma roda traseira. Ogier liderava tranquilo, tendo vencido ainda a power-stage, enquanto a luta se centrava no 2º lugar. Mads Østberg aproveitou um erro de Andreas Mikkelsen para terminar na frente deste no 2º lugar do pódio. O regressado Dani Sordo foi o melhor Hyundai ao terminar em 5º.

4ª Prova — 35º Rali da ArgentinaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
4   35º Rali da Argentina
(23–26 abril)
1 3   Kris Meeke
  Paul Nagle
  Citroën Total Abu Dhabi WRT
  (Citroën DS3 WRC)
3:41:44.9 (12)2a
11
(315,86 km)2b
292,81 km
60 26
2 4   Mads Østberg
  Jonas Andersson
  Citroën Total Abu Dhabi WRT
  (Citroën DS3 WRC)
3:42:03.0
3 9   Elfyn Evans
  Daniel Barritt
  M-Sport World Rally Team
  (Ford Fiesta WRC)
3:45:12.3

Kris Meeke, venceu uma prova do WRC pela primeira vez na sua carreira, a primeira de um piloto britânico após o Rali Safari de 2002 por Colin McRae, a quem Meeke dedicou a vitória.[45] Esta prova marcou o regresso da Citroën às vitórias 2 anos depois (Rali da Alemanha de 2013) e logo com uma 'dobradinha' (a última tinha sido no Rali da Finlândia de 2012), uma vez que o norueguês Mads Østberg terminou em segundo. O galês Elfyn Evans em Ford Fiesta, conseguiu o primeiro pódio na carreira, sendo este o primeiro rali sem um único Volkswagen no pódio desde que a marca alemã regressou ao WRC.

Este rali ficou marcado pela extrema dureza (só 5 World Rally Cars não desistiram), que se começou a desenrolar logo na segunda especial com quase 52 km. O bicampeão Sébastien Ogier desistiu com um injector partido, Mads Østberg viu o seu motor parar a meio do troço, Andreas Mikkelsen furou assim como Thierry Neuville enquanto Lorenzo Bertelli perdeu uma roda. Dani Sordo ficou sem direcção assistida, Nicholas Fuchs ficou sem direcção. Kris Meeke saltava para a frente da prova, da qual já não viria a sair, vindo a beneficiar dos problemas dos pilotos que se lhe seguiam na classificação: Dani Sordo na PE3, e Jari-Matti Latvala, Ott Tänak e Andreas Mikkelsen na PE4. Beneficiando dos sucessivos problemas de Latvala, Mads Østberg terminava o 2º dia da prova no 2º lugar a pouco mais de um minuto do seu colega de equipa.[46] O 3º dia ficou marcado pelo acidente de Hayden Paddon que na PE9 perdeu o controlo do carro após um salto, saindo de estrada e ferindo 6 espectadores com alguma gravidade, que se encontravam mal colocados.[47][48] O troço viria a ser anulado. Na última especial do dia, Dani Sordo abandonou a prova assim como o regressado Ogier que o fez pela 2ª vez.

No último dia, Meeke limitou-se a controlar o ritmo, Latvala abandonou (motor), assim como Mikkelsen e Neuville após baterem exactamente na mesma pedra durante a Power Stage que foi vencida por Ogier, na frente de Sordo e Østberg.

5ª Prova — 49º Rali de PortugalEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
5   49° Rally de Portugal
(21–24 Maio)
Resultados
1 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:30:35.3 (16)3a
15
(351,71 km)3b
324,18 km
94 64
2 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:30:43.5
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:31:03.9

14 anos depois, o Rally de Portugal voltou a ser disputado na região Norte do país, regressando aos troços que lhe valeram a designação de melhor Rali do Mundo por 6 vezes,[49] e o público aderiu em massa.[50]

A prova iniciou-se com o shakedown que terminou no Kartódromo de Baltar, tendo a caravana do rali se deslocado para o Eurocircuito da Costilha para o regresso da mítica Superespecial de Lousada, com 15000 espectadores. Tal como no shakedown, Andreas Mikkelsen foi o mais rápido, seguido de Sébastien Ogier e Jari-Matti Latvala. Robert Kubica levou o novíssimo Ford Fiesta RS WRC (estreado pela M-Sport no Rally de Portugal) ao 4º lugar.

No segundo dia da prova, a competição disputou-se na Região do Minho, com o troço de Caminha a revelar-se bastante duro e a provocar várias desistências e avarias mecânicas. Ogier, na condição de líder do WRC tinha a difícil missão de abrir a estrada, furou logo na PEC 2 e terminaria o dia no 2º lugar. No fim das 5 especiais (a 2ª passagem por Ponte de Lima foi cancelada devido a um incêndio florestal) Latvala era o líder com 11,1 segundos de vantagem sobre Kris Meeke, e 16 s sobre Mikelsen. Sordo, vencedor da primeira especial do dia (PEC 2) era apenas 5º.

No sábado, Ogier recuperou parte da desvantagem, vencendo as segundas passagens do dia e no final do terceiro dia era 2º da Geral a 9,5 segundos do líder, Latvala. Meeke venceu duas das especiais e era 3º a 20 s do líder mas tinha Mikelsen (que venceu a restante especial) a apenas 1,1 s. Elfyn Evans abandonou logo após a primeira especial (tal como no dia anterior) com problemas elétricos no Ford Fiesta RS WRC, enquanto Tanak e Sordo, já mais de um minuto da liderança estava fora da luta por um lugar no pódio. Neuville capotou e Ostberg sofreu de problemas de motor no seu Citroen.

A decisão do título ficou reservada para domingo, com a disputa das míticas passagens de Fafe (2 passagens, sendo a segunda power-stage') e da Cabreira (a mais longa do rali com 32 km, agora designada de "Vieira do Minho"). Na primeira passagem por Fafe, e beneficiando de uma melhor posição na estrada, Ogier retirou 1,7 s à desvantagem para Latvala, mas na Serra da Cabreira Latvala respondia e aumentava a vantagem para 10,4 s. Mikelsen fechava o pódio Volkswagen. Na decisiva power-stage, Ogier recuperou 2,2 s a Latvala, insuficientes para o finlandês celebrar o triunfo.

6ª Prova — 12º Rali da SardenhaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
6   12° Rally d'Italia Sardegna
(11–14 Junho)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
4:25:54.3 23 394,63 km 53 41
2 20   Hayden Paddon
  John Kennard
  Hyundai Motorsport N
  (Hyundai i20 WRC)
4:28:59.7
3 7   Thierry Neuville
  Nicolas Gilsoul
  Hyundai Motorsport
  (Hyundai i20 WRC)
4:30:16.8

O rali iniciou-se com um surpreendente Martin Prokop a vencer a Super Especial de Cagliari, seguido de Dani Sordo (penalizado por falsa partida) e Mikkelsen. No segundo dia, nova supresa com Hayden Paddon a vencer os 3 primeiros troços de 6ª feira, e no final do PEC 4 liderava o rali com 25,3 s de vantagem sobre Latvala e 27,5 sobre Ogier. Nas restantes etapas, Paddon controlou o ritmo, mas um ligeiro toque na última especial fez com que a vantagem ficasse reduzida para apenas 8,8 s, agora sobre Ogier que tinha ultrapassado o seu colega de equipa. Dani Sordo foi obrigado a abandonar após arrancar uma roda enquanto Neuville sofreu de problemas como turbo e travão de mão e terminou em 6º. Meeke desistiu no PEC 2 e Kubica no seguinte.

Foi preciso chegar ao PEC 17 e um pião de Paddon para um VW assumir a liderança do rali. Ostberg era terceiro, mesmo tendo percorrido 20 km com um furo lento, tendo ganho 2 PEC antes de ter novo furo lento no último PEC. Neste dia Mikkelse (perdeu uma roda), Sordo (falta de pressão de gasolina), Kubica (3 furos e caixa de velocidades encravada) e Tanak (caixa de velocidades encravada quando era 3º classificado) desistiram enquanto não faltaram adversidades a Neuville (pião, problemas de caixa e direcção assistida a que somaram 40s de penalização) e Latvala (furo e amortecedor partido durante 2 troços). No final do dia Ogier dispunha de uma enorme vantagem sobre Paddon (2m13s) enquanto Ostberg era 3º a 3m25s e Neuville 4º a 3m57s.

Para o último dia as atenções estavam concentradas na luta pelo último lugar do pódio entre Ostberg e Neuville. Um despiste de Ostberg (caiu para 5º) entregou o 3º lugar ao belga. A power-stage foi totalmente dominada pela VW: Ogier, Latvala e Mikkelsen.

7ª Prova — 72º Rali da PolóniaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
7   72º Rali da Polónia
(2–5 Julho)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:26:11.5 (19)4a
18
(313,53 km)4b
295,83 km
70 57
2 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:26:23.4
3 6   Ott Tänak
  Raigo Mõlder
  M-Sport World Rally Team
  (Ford Fiesta WRC)
2:26:34.5

Ainda no shakedown, Kris Meeke sofreu um acidente que o obrigou a passar a pé pela cerimónia de partida. Sebástien Ogier venceu a Super Especial de abertura, seguindo-se os privados Robert Kubica e Martin Prokop. No 2º dia Ott Tanak aproveitou a posição de partida (11º na estrada) e venceu os 3 troços. No entanto, Ogier aumentou o ritmo, e beneficiando dos problemas de Tanak, era líder no final da PEC 7. No 3º dia, Ogier manteve a liderança enquanto Tanak pressionou Latvala, acabando por o passar e conseguir o último lugar do pódio, atrás de Mikkelsen. Elfyn Evans abandonava com problemas na bomba de água, Hayden Paddon era o melhor Hyundai enquanto os Citroen se encontravam mal posicionados. No último dia, Mikkelsen ainda tentou a vitória, mas as posições do pódio não se alteraram. Latvala perdeu o quarto lugar já na ligação para a assistência, para Hayden Paddon que foi o melhor Hyundai, numa prova em que os 4 carros da marca sul-coreana terminaram.

8ª Prova — 65º Rali da FinlândiaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
8   65º Rali da Finlândia
(30 Julho-2 Agosto)
1 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:33:03.8 20 320,00 km 84 56
2 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:33:17.5
3 4   Mads Østberg
  Jonas Andersson
  Citroën Total Abu Dhabi WRT
  (Citroën DS3 WRC)
2:34:40.6

9ª Prova — 33º Rali da AlemanhaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
9   33º Rali da Alemanha
(20–23 Agosto)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:35:49.5 21 374.43 km 75 56
2 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:36:12.5
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:37:46.1

10ª Prova — 24º Rali da AustráliaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
10   24º Rali da Austrália
(10–13 Setembro)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:59:16.4 17 311.36 km 26 22
2 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:59:28.7
3 3   Kris Meeke
  Paul Nagle
  Citroën Total Abu Dhabi WRT
  (Citroën DS3 WRC)
2:59:49.0

11ª Prova — Rali da França/Rali da CórsegaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
11   Rali da Córsega
(1–4 Outubro)
1 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:39:46.7 (9)5a
7
(332,73 km)5b
245,35 km
123 97
2 5   Elfyn Evans
  Daniel Barritt
  M-Sport World Rally Team
  (Ford Fiesta WRC)
2:40:29.8
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
2:40:33.0

12ª Prova — 51º Rali da CatalunhaEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
12   51° Rali da Catalunha
(22–25 Outubro)
1 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:21:04.8 23 331,25 km 82 64
2 2   Jari-Matti Latvala
  Miikka Anttila
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:21:07.9
3 8 Predefinição:Country data SPA Dani Sordo
Predefinição:Country data SPA Marc Martí
  Hyundai Motorsport
  (Hyundai i20 WRC)
3:21:26.0

13ª Prova — 71º Rali do País de GalesEditar

Prova Rali Podium Estatísticas
Pos. Piloto Equipa Tempo Especiais Distância Part. Cheg.
13   71º Rali do País de Gales
(12–15 Novembro)
1 1   Sébastien Ogier
  Julien Ingrassia
  Volkswagen Motorsport
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:03:02.0 19 310.15 km 70 58
2 3   Kris Meeke
  Paul Nagle
  Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team
  (Citroën DS3 WRC)
3:03:28.0
3 9   Andreas Mikkelsen
  Ola Fløene
  Volkswagen Motorsport II
  (Volkswagen Polo R WRC)
3:03:38.2
Notas
  • ↑1  – O Rali de Monte Carlo foi encurtado devido ao cancelamento da noa especial por excesso de público.[51]
  • ↑2  – O Rali da Argentina foi encurtado devido à neutralização da nona especial após o acidente de Hayden Paddon que feriu 6 espectadores.
  • ↑3  – O Rali de Portugal foi encurtado após um fogo florestal ter obrigado ao cancelamento da 5ª especial.[52]
  • ↑4  – O Rali da Polónia foi encurtado após a 14ª especial ter sido cancelada devido à presença de muitos espectadores em zonas proibidas.[53]
  • ↑5  – O Rali da Córsega foi encurtado após uma cheia que danificou algumas estradas ter obrigado ao cancelamento da 2ª e 4ª especiais.[54]

Resultados e ClassificaçõesEditar

Campeonato de PilotosEditar

São atribuídos pontos aos 10 pilotos mais bem classificados de cada rali. São atribuídos 3 pontos adicionais ao vencedor da power-stage, 2 ao segundo e 1 ao terceiro.

Posição                             10º 
Pontos 25 18 15 12 10 8 6 4 2 1
Pos. Piloto MON
 
SUE
 
MEX
 
ARG
 
POR
 
ITA
 
POL
 
FIN
 
ALE
 
AUS
 
FRA
 
ESP
 
GBR
 
Pontos
1   Sébastien Ogier 1 11 11 171 21 11 11 21 1 11 151 Ret 1 263
2   Jari-Matti Latvala 23 Ret 15 Ret 12 62 5 12 21 22 13 22 501 183
3   Andreas Mikkelsen 3 3 32 Ret 33 363 23 Ret 3 43 3 11 32 171
4   Mads Østberg 4 103 2 23 7 5 9 3 7 WD 6 4 7 116
5   Kris Meeke 101 7 16 1 4 24 7 173 122 3 4 53 2 112
6   Thierry Neuville 5 22 83 Ret 38 3 6 4 5 7 23 8 Ret 90
7   Elfyn Evans 7 6 4 3 69 4 50 12 6 9 2 34 6 89
8   Dani Sordo 6 WD 5 52 6 20 10 11 43 8 7 3 4 89
9   Hayden Paddon 5 17 16 8 2 4 Ret 9 5 5 6 5 84
10   Ott Tänak 18 4 22 10 5 14 32 5 8 6 10 41 Ret 63
11   Martin Prokop 9 8 6 4 10 Ret 11 7 Ret 12 7 21 39
12   Robert Kubica Ret 20 18 9 30 8 Ret 35 222 11 93 11
13   Khalid Al Qassimi 6 24 10 16 15 9
14   Juho Hänninen 6 8
15   Yuriy Protasov 16 9 13 13 7 13 15 11 20 14 37 8
16   Nasser Al-Attiyah 7 11 12 Ret 17 10 12 7
17   Abdulaziz Al-Kuwari 11 7 16 11 12 23 16 6
18   Sébastien Loeb 82 6
19   Stéphane Lefebvre 12 Ret Ret Ret 15 26 Ret EX 10 13 11 50 8 5
20   Esapekka Lappi 12 17 12 8 42 14 Ret 4
21   Diego Domínguez 8 4
22   Paolo Andreucci 8 4
23   Bryan Bouffier Ret Ret 8 4
24   Pontus Tidemand 17 13 13 9 Ret 9 WD 4
25   Jan Kopecký 9 13 10 WD 3
26   Stéphane Sarrazin 9 2
27   Nicolás Fuchs 9 Ret 17 15 20 Ret 18 2
28   Gustavo Saba 9 2
29   Lorenzo Bertelli 68 Ret Ret 19 Ret Ret 16 10 DNS 18 Ret Ret 10 2
30   Jari Ketomaa 13 10 12 Ret 17 36 WD 1
  Kevin Abbring 11 15 11 Ret Ret 0
  Henning Solberg 11 12 0
  Benito Guerra 12 0
  Josh Moffett 14 0
  Sam Moffett 15 0
  Jean-Michel Raoux 20 0
  Sebastien Chardonnet 47 0
  Geoff Coffey 47 0
  Michal Solowow Ret 0
  Jaroslav Melicharek Ret 0
Pos. Piloto MON
 
SUE
 
MEX
 
ARG
 
POR
 
ITA
 
POL
 
FIN
 
ALE
 
AUS
 
FRA
 
ESP
 
GBR
 
Pontos
Cor Resultado
Ouro Vencedor
Prata 2.º lugar
Bronze 3.º lugar
Verde Terminou, nos pontos
Azul Terminou, sem pontos
Púrpura Retirou-se
(Ret)
Vermelho Não qualificado
(NQ)
Preto Desqualificado
(DSQ)
Branco Não largou
(NL)
Azul claro Apenas Treino (AT)
Sem cor Não participou
(NP)
Lesionado
(Les)
Excluído
(EX)

Negrito – Pole position
Itálico – Volta mais rápida
Notas:
1 2 3 – Indica a posição na power-stage

Campeonato de ConstrutoresEditar

Pos. Construtor MON
 
SUE
 
MEX
 
ARG
 
POR
 
ITA
 
POL
 
FIN
 
ALE
 
AUS
 
FRA
 
ESP
 
GBR
 
Pontos
1   Volkswagen Motorsport 1 1 1 1 8 2 1 1 2 1 1 10 Ret 1 413
2 2 Ret 7 Ret 1 6 5 1 2 2 1 2 10
2   Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team 3 8 7 8 1 4 9 7 10 10 3 4 5 2 230
4 6 9 2 2 7 5 8 3 7 10 6 4 7
3   Hyundai Motorsport 7 3 2 6 Ret 10 3 6 4 5 7 11 8 4 224
8 4 5 4 5 6 8 9 8 4 5 7 3 5
4   M-Sport World Rally Team 5 5 6 3 3 11 4 12 9 6 9 2 9 6 181
6 9 4 10 6 5 7 3 5 8 6 8 10 Ret
5   Volkswagen Motorsport II 9 3 Ret 3 10 2 Ret 3 4 3 1 3 131
6   Hyundai Motorsport N 20 10 9 7 8 2 4 Ret 9 8 5 6 Ret 67
7   Jipocar Czech National Team 21 7 8 5 4 9 Ret 10 6 Ret 9 7 9 53
8   FWRT s.r.l. 37 10 Ret Ret 9 Ret Ret 11 7 DNS 11 Ret Ret 8 13
Pos. Construtor MON
 
SUE
 
MEX
 
ARG
 
POR
 
ITA
 
POL
 
FIN
 
ALE
 
AUS
 
FRA
 
ESP
 
GBR
 
Pontos

Referências

  1. http://www.ewrc-results.com/season.php?s=2015&nat=0
  2. «Ogier clinches WRC title with victory». racer.com. 26 October 2014. Consultado em 27 de outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. Howard, Tom (14 September 2014). «Ogier fends off Latvala to clinch Rally Australia». SpeedCafe.com. Consultado em 14 de setembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «World Motor Sport Council 2014 – Beijing». FIA.com. Fédération Internationale de l'Automobile. Consultado em 12 de setembro de 2014 
  5. «VW commits to new WRC program». SpeedCafe. 11 June 2014. Consultado em 13 de setembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. a b c d «VW keeps Ogier, Latvala, Mikkelsen in 2015 World Rally Championship». Autosport.com. Haymarket Publications. 23 October 2014. Consultado em 23 de outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  7. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae «Rallye Monte Carlo Entry List» (PDF). ACM.com. Automobile Club de Monaco. Consultado em 29 de dezembro de 2014 
  8. a b Evans, David (18 November 2014). «Kris Meeke keeps Citroen World Rally Championship drive for 2015». Autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 20 de novembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  9. «Sébastien Loeb to make WRC return in Monte Carlo». TouringCarTimes. 24 November 2014. Consultado em 25 de novembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  10. a b «Loeb Return for Rallye Monte Carlo». WRC.com. WRC Promoter GmbH. Consultado em 25 de novembro de 2014 
  11. a b Evans, David. «Mads Ostberg keeps Citroen World Rally Championship drive for 2015». Autosport.com. Consultado em 4 de dezembro de 2014 
  12. a b «Østberg ruled out after recce shunt». WRC Promoter GmbH. 9 September 2015. Consultado em 9 de setembro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  13. a b c d «M-Sport confirms Evans and Tänak». M-Sport. M-Sport World Rally Team. Consultado em 21 de novembro de 2014 
  14. a b c d «2015 FIA WRC for Manufacturers – List of entrants». FIA.com. Fédération Internationale de l'Automobile. Consultado em 24 de dezembro de 2014 
  15. a b c d «Rally Poland Entry List» (PDF). rajdpolski.pl. rajdpolski.pl. Consultado em 14 de junho de 2015 
  16. Evans, David (30 June 2014). «Sordo keen to remain with Hyundai for 2015 WRC». Autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 13 de setembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  17. a b c d «Hyundai demotes Thierry Neuville to second WRC team for Rally GB». Autosport.com. Haymarket Publications. 12 October 2015. Consultado em 22 de outubro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  18. Evans, David. «Dani Sordo gets expanded Hyundai WRC deal for 2015 and 2016». Autosport.com. Consultado em 4 de novembro de 2014 
  19. a b «Injured Sordo misses Sweden». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 5 February 2015. Consultado em 5 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  20. a b «Hyundai adds Abbring for 2015». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 13 January 2015. Consultado em 15 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  21. «Abbring listed for four rounds». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 2 February 2015. Consultado em 2 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  22. Evans, David (15 December 2014). «Hayden Paddon stays with Hyundai for 2015 World Rally Championship». Autosport.com. Haymarket Publications. Consultado em 15 de dezembro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  23. «paddon inks new deal with Hyundai». WRC.com. WRC Promoter GmbH. Consultado em 15 de dezembro de 2014 
  24. a b «Hyundai promotes Paddon for Coffs». rallyaustralia.com. National Media Office-Media Accreditation. Consultado em 20 de agosto de 2015 
  25. a b «Rally Argentina 2015 Entry list» (PDF). Rally Argentina. Rally Argentina Secretariat. 31 March 2015. Consultado em 1 de abril de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  26. a b c d e f g h «ADAC Rallye Deutschland Entry List» (PDF). ADAC Rallye Deutschland. ADAC RallyeBüro. 31 July 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  27. a b «Rally RACC Entry List» (PDF). Rally RACC Costa Daurada. RACC Automóvil Club. 6 October 2015. Consultado em 6 de outubro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  28. a b c d «Rally Mexico Entry List» (PDF). Rally Mexico. RallyMex. 13 February 2015. Consultado em 14 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  29. «Bryan Bouffier to contest Monte Carlo Rally in an M-Sport Ford». Autosport.com. Consultado em 19 de dezembro de 2014 
  30. a b c d «58th Tour De Corse Entry List». eWRC-results.com. Consultado em 12 de setembro de 2015 
  31. a b c d e «Rally Sweden 2015: Entry list» (PDF). Rally Sweden. Svenska Bilsportförbundet. 21 January 2015. Consultado em 21 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  32. a b c d e «Rally Finland Entry List» (PDF). www.nesteoilrallyfinland.fi. nesteoilrallyfinland.fi. Consultado em 4 de julho de 2015 
  33. a b Evans, David. «Robert Kubica confirms return to the WRC in 2015 in Ford Fiesta». Autosport.com. Consultado em 23 de dezembro de 2014 
  34. a b c d e «Wales Rally GB Entry List» (PDF). www.walesrallygb.com. www.walesrallygb.com. Consultado em 28 de outubro de 2015 
  35. http://www.speedcafe.com/2014/11/06/mikko-hirvonen-calls-time-wrc-career/
  36. http://www.touringcartimes.com/2014/11/24/sebastien-loeb-to-make-wrc-return-in-monte-carlo/
  37. «Ogier takes charge in Monte Carlo». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 23 January 2015. Consultado em 26 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  38. a b «Ogier Nets third Monte Carlo Win». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 25 January 2015. Consultado em 26 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  39. «SS1: Tidemand springs surprise». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 12 Fevereiro 2015. Consultado em 17 Fevereiro 2015 
  40. «SS8/SS9: Mikkelsen on top after Torsby drama». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 13 Fevereiro 2015. Consultado em 17 Fevereiro 2015 
  41. «Neuville vaults into Sweden lead». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 14 Fevereiro 2015. Consultado em 17 Fevereiro 2015 
  42. «SS20: Final stage thriller awaits». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 15 Fevereiro 2015. Consultado em 17 Fevereiro 2015 
  43. «SS11/SS12: Østberg falls back». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 14 Fevereiro 2015. Consultado em 17 Fevereiro 2015 
  44. «WRC Rally Sweden: VW retires Jari-Matti Latvala's car at finish». Autosport. Haymarket Publications. 15 Fevereiro 2015. Consultado em 17 Fevereiro 2015 
  45. José Luis Abreu (26 de abril de 2015). «Kris Meeke estreou-se a vencer no WRC: "Esta é para ti Colin…"». AutoSport. Consultado em 1 de maio de 2015 
  46. José Luis Abreu (24 de abril de 2015). «Dobradinha Citroen, Kris Meeke destacado na liderança». AutoSport. Consultado em 1 de maio de 2015 
  47. José Luis Abreu (25 de abril de 2015). «Seis espectadores feridos no Rali da Argentina». AutoSport. Consultado em 1 de maio de 2015 
  48. José Luis Abreu (27 de abril de 2015). «Novas imagens do acidente de Haydden Paddon». AutoSport. Consultado em 1 de maio de 2015 
  49. http://www.maisfutebol.iol.pt/rali-de-portugal/motores/o-que-nao-pode-perder-no-regresso-do-melhor-rali-do-mundo
  50. http://www.autoportal.iol.pt/desporto/ralis-desporto/rali-de-portugal-organizacao-agradece-ao-publico
  51. «SS9: Saturday's Opener Cancelled». WRC.com. WRC Promoter GmbH. 24 January 2015. Consultado em 24 de janeiro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  52. «SS5: Fires Force Stage Cancellation». WRC.com. WRC.com. Consultado em 13 de junho de 2015 
  53. «SS15: Mikkelsen Refuses to Concede». WRC.com. WRC.com. Consultado em 5 de julho de 2015 
  54. «Saturday's opening stage cancelled». WRC.com. WRC.com. Consultado em 4 de outubro de 2015 

Ligações ExternasEditar