Campeonato Neerlandês de Voleibol Masculino

O Campeonato Neerlandês de Voleibol Masculino (em neerlandês: Nederlands kampioenschap volleybal), também conhecido como Volleybal Eredivisie, é a principal liga de voleibol masculino dos Países Baixos, organizado pela Federação Neerlandesa de Voleibol (em neerlandês: Nederlandse Volleybal Bond, NeVoBo). O torneio é disputado desde a temporada 1947–48, tendo como campeão inaugural o AMVJ Amstelveen.[1]

Volleybal Eredivisie
Voleibol
País Países Baixos
Confederação CEV
Organizador NeVoBo
Informações gerais
Número de equipes Variável
Divisão Primeira divisão
Rebaixamento Topdivisie
Copa nacional Copa Neerlandesa
Torneios internacionais Liga dos Campeões
Taça CEV
Taça Challenge
Temporadas
Primeira temporada 1947–48
Temporada atual 2022–23
Última temporada 2021–22
Primeiro campeão AMVJ Amstelveen
Atual campeão Dynamo Apeldoorn (15.º título)
Maior campeão Dynamo Apeldoorn (15 títulos)
Página oficial da competição

Histórico editar

Através do padre Simon Buis, o voleibol chegou ao Países Baixos em meados da década de 1920. O esporte foi especialmente popular entre os missionários. No início da década de 1930, foram fundados os primeiros clubes de voleibol. Depois da Segunda Guerra Mundial, em 1946, em três cidades neerlandesas – Amsterdão, Haia e Utreque – o voleibol recomeçou, de forma mais organizada. Em 1947, foi fundada a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) e no mesmo ano também teve início a NeVoBo (6 de setembro de 1947).[2][3]

Após a instauração da NeVoBo em 1947, surge uma notícia diretamente da França de que o campeonato continental estaria sendo promovido. Caso os Países Baixos criassem interesse em participar do torneio, o país deveria criar um sindicato oficial, além de uma federação nacional. Dick Schmüll – professor de ginástica e treinador esportivo de Amsterdão – juntamente com vários outros professores, assumiu a liderança de criar um torneio nacional. No mesmo ano, Schmüll também esteve no berço do basquetebol organizado nos Países Baixos.[3]

Em julho, as associações e 'círculos' existentes nomeados pelo comitê foram convidados a participar da reunião de fundação da Associação Neerlandesa de Voleibol em 6 de setembro. O sindicato foi fundado naquele sábado na presença de dezoito interessados no Edifício Central da AMVJ (Sociedade de Jovens de Amsterdão), tendo Schmüll como líder desta reunião. Dentro de um ano, muito sangue novo foi injetado no conselho. O próprio Schmüll passa o bastão após um ano para WP Struijk, que ocupa o cargo de presidente até 1969. Por causa do grande número de cristãos na base, jogar no domingo havia se tornado um tabu. Uma vantagem adicional: a associação de voleibol cresceu rapidamente nos primeiros vinte anos, porque a comunidade cristã era muito grande. Em 7 de dezembro de 1969, o contador estava na casa dos 40.000 e a NeVoBo se tornou uma das maiores associações desportivas dos Países Baixos.[3]

Meio ano após a fundação da NeVoBo, os atletas da AMVJ sagraram-se os primeiros campeões nacionais.[3]

Na temporada 2007–08, a primeira divisão do campeonato neerlandês – intitulada Eredivisie – teve seu nome alterado para A-League, permanecendo com esse título até a temporada 2011–12.[4]

Na temporada 2007–08, a A-League foi disputada pela primeira vez por oito clubes. Eles se enfrentaram quatro vezes por temporada (2x em casa, 2x fora) nas duas primeiras temporadas. A última equipe era rebaixada para a B-League, enquanto que os dois primeiros da liga jogaram entre si uma série 'melhor de sete' para a disputa do título.[4]

O formato da liga mudou a partir da temporada 2009–10. Os clubes decidiram isso em abril de 2009 em consulta com a diretoria da Liga Principal da NeVoBo. Após a fase regular das oito equipes (casa e fora entre si), seguiu-se uma divisão em grupos com as equipes do primeiro ao quarto lugar e do quinto ao oitavo. As equipes se enfrentaram em casa e fora (seis jogos) e os pontos conquistados na temporada regular foram anulados. A classificação final nas chaves foi decisiva para a classificação nos jogos do playoff a serem disputados (um contra quatro, dois contra três, cinco contra oito, seis contra sete). Após a primeira rodada do playoff, todas as equipes jogaram para chegar a um placar final pelo direito (substituição) de participar da Copa da Europa.[4]

A primeira rodada do playoff foi disputada de acordo com o sistema 'melhor de cinco'. As partidas da segunda fase pelas colocações um e dois e sete e oito também envolveram três vitórias. As partidas pela classificação final três e quatro e cinco e seis foram disputadas em 'melhor de três'. Nas divisões masculina e feminina, nenhum clube foi rebaixado da A-League na temporada 2009–10.[4]

Em janeiro de 2010, o NeVoBo lançou novamente um novo formato de competição. A A-League foi ampliada de oito para dez times em 2010–11. Após o término da competição, não houve mais nenhuma promoção e rebaixamento entre as Ligas A e B.[4]

Nas temporadas 2017–18 e 2018–19, participaram dez equipes em ambas as divisões, nove clubes e a seleção nacional do Talentteam Papendal (TTPA). A temporada regular consistia em 18 jogos por equipe, o Talentteam só participou dessa fase. Na segunda fase, os 6 melhores clubes do campeonato (10 partidas por equipe) disputaram duas vagas para a final do campeonato, em que foi disputada em melhor de cinco (novamente). As outras três equipes do clube jogaram no grupo de rebaixamento (4 partidas por equipe) para manter sua sobrevivência.[4]

No dia 22 de março de 2020, devido à pandemia de COVID-19, a NeVoBo anunciou o encerramento prematuro da Eredivisie de 2019–20, sem atribuição de títulos para as equipes participantes.[5]

Resultados editar

CAMPEONATO NEERLANDÊS DE VOLEIBOL MASCULINO[6]
Temporada Campeão Vice-campeão
1947–48
Detalhes
AMVJ Amstelveen VV Utrecht
1948–49
Detalhes
RVC Rijswijk AMVJ Amstelveen
1949–50
Detalhes
RVC Rijswijk AMVJ Amstelveen
1950–51
Detalhes
RVC Rijswijk VHH Amsterdam
1951–52
Detalhes
RVC Rijswijk VHH Amsterdam
1952–53
Detalhes
RVC Rijswijk SMH Amsterdam
1953–54
Detalhes
RVC Rijswijk VV Utrecht
1954–55
Detalhes
RVC Rijswijk SMH Amsterdam
1955–56
Detalhes
RVC Rijswijk Concordia Rotterdam
1956–57
Detalhes
RVC Rijswijk VV Utrecht
1957–58
Detalhes
RVC Rijswijk Ons Genoegen Groningen
1958–59
Detalhes
DES Voorburg RVC Rijswijk
1959–60
Detalhes
Reva Gorredijk Oranje Nassau Heerlen
1960–61
Detalhes
DES Voorburg St. Bernardinus Heerlen
1961–62
Detalhes
Reva Gorredijk Oranje Nassau Groningen
1962–63
Detalhes
AMVJ Amstelveen Libanon Rotterdam
1963–64
Detalhes
DES Voorburg Libanon Rotterdam
1964–65
Detalhes
DES Voorburg Libanon Rotterdam
1965–66
Detalhes
DES Voorburg AMVJ Amstelveen
1966–67
Detalhes
DES Voorburg Olhaco Hoogeveen
1967–68
Detalhes
DES Voorburg AMVJ Amstelveen
1968–69
Detalhes
AMVJ Amstelveen DES Voorburg
1969–70
Detalhes
AMVJ Amstelveen Volley Dordrecht
1970–71
Detalhes
AMVJ Amstelveen DES Voorburg
1971–72
Detalhes
AMVJ Amstelveen DES Voorburg
1972–73
Detalhes
AMVJ Amstelveen DES Voorburg
1973–74
Detalhes
DES Voorburg Robot VCT Tilburg
1974–75
Detalhes
DES Voorburg Robot VCT Tilburg
1975–76
Detalhes
DES Voorburg Volleybal Vereniging Zaanstad
1976–77
Detalhes
DES Voorburg AMVJ Amstelveen
1977–78
Detalhes
DES Voorburg AMVJ Amstelveen
1978–79
Detalhes
DES Voorburg AMVJ Amstelveen
1979–80
Detalhes
AMVJ Amstelveen DES Voorburg
1980–81
Detalhes
VVC Vught AMVJ Amstelveen
1981–82
Detalhes
DES Voorburg Orion Doetinchem
1982–83
Detalhes
DES Voorburg VVC Vught
1983–84
Detalhes
Martinus Amstelveen DES Voorburg
1984–85
Detalhes
Martinus Amstelveen DES Voorburg
1985–86
Detalhes
Martinus Amstelveen VC Sneek
1986–87
Detalhes
Martinus Amstelveen AMVJ Amstelveen
1987–88
Detalhes
Martinus Amstelveen VC Sneek
1988–89
Detalhes
AMVJ Amstelveen ZVH Volleybal
1989–90
Detalhes
ZVH Volleybal Martinus Amstelveen
1990–91
Detalhes
Dynamo Apeldoorn ZVH Volleybal
1991–92
Detalhes
ZVH Volleybal Dynamo Apeldoorn
1992–93
Detalhes
Dynamo Apeldoorn ZVH Volleybal
1993–94
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Autodrop Geldrop
1994–95
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Brevok Breda
1995–96
Detalhes
Dynamo Apeldoorn VC Zwolle
1996–97
Detalhes
Dynamo Apeldoorn VC Capelle
1997–98
Detalhes
ZVH Volleybal Dynamo Apeldoorn
1998–99
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Vrevok Nieuwegein
1999–00
Detalhes
Vrevok Nieuwegein Dynamo Apeldoorn
2000–01
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Vrevok Nieuwegein
2001–02
Detalhes
AMVJ Amstelveen VC Capelle
2002–03
Detalhes
Dynamo Apeldoorn VC Allvo
2003–04
Detalhes
ZVH Volleybal VC Zwolle
2004–05
Detalhes
ZVH Volleybal Dynamo Apeldoorn
2005–06
Detalhes
ZVH Volleybal Dynamo Apeldoorn
2006–07
Detalhes
Dynamo Apeldoorn ZVH Volleybal
2007–08
Detalhes
Dynamo Apeldoorn ZVH Volleybal
2008–09
Detalhes
ZVH Volleybal Orion Doetinchem
2009–10
Detalhes
Dynamo Apeldoorn HvA Volleybal
2010–11
Detalhes
ZVH Volleybal Orion Doetinchem
2011–12
Detalhes
Orion Doetinchem Lycurgus Volleyball
2012–13
Detalhes
VC Zwolle Lycurgus Volleyball
2013–14
Detalhes
VC Zwolle Dynamo Apeldoorn
2014–15
Detalhes
VC Zwolle Lycurgus Volleyball
2015–16
Detalhes
Lycurgus Volleyball Orion Doetinchem
2016–17
Detalhes
Lycurgus Volleyball Orion Doetinchem
2017–18
Detalhes
Lycurgus Volleyball Orion Doetinchem
2018–19
Detalhes
Orion Doetinchem Lycurgus Volleyball
2019–20
Detalhes
Temporada cancelada devido à pandemia de COVID-19.[5]
2020–21
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Lycurgus Volleyball
2021–22
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Orion Doetinchem
2022–23
Detalhes
Dynamo Apeldoorn Orion Doetinchem

Referências

  1. «Netherlands - Men's Division 1 A-League - Information» (em inglês). TheSports.org. Consultado em 8 de janeiro de 2023 
  2. «JAAP KORSLOOT – VOLAAR» (em neerlandês). 5 de junho de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2023 
  3. a b c d «75 jaar Nevobo - Hoe volleybal een georganiseerde sport werd» (em neerlandês). volleybal.nl. 13 de dezembro de 2022. Consultado em 8 de janeiro de 2023 
  4. a b c d e f «Gekunsteld hoog volleybalniveau in Nederland?» (em neerlandês). 18 de maio de 2020. Consultado em 8 de janeiro de 2023 
  5. a b «Nevobo stopt alle lopende competities, ook Eredivisie» (em neerlandês). volleybal.nl. 22 de março de 2020. Consultado em 8 de janeiro de 2023 
  6. «Dutch Eredivisie». Consultado em 8 de janeiro de 2023 

Ligações externas editar