Abrir menu principal

Campeonato Paulista de Futebol de 1988

Campeonato Paulista de Futebol de 1988
Campeonato Paulista da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1988
Dados
Participantes 20
Período 27 de fevereiro – 31 de julho
Gol(o)s 497
Partidas 217
Média 2,29 gol(o)s por partida
Campeão Corinthians (20º título)
Vice-campeão Guarani
Melhor marcador Evair (Guarani) - 19 gols
◄◄ São Paulo 1987 Soccerball.svg 1989 São Paulo ►►

O Campeonato Paulista de Futebol de 1988 foi a 87.ª edição da competição, promovida pela Federação Paulista de Futebol, que teve o Corinthians como campeão e o Guarani com vice.[1] O Guarani conquistou o seu melhor resultado na história do torneio estadual. O artilheiro da competição foi Evair, da equipe alviverde campineira, que marcou dezenove gols.[2]

Índice

Disputa do títuloEditar

Em 1988, aconteceu um caso atípico no futebol paulista. Ponte Preta e Bandeirante, que haviam sido rebaixados no ano de 1987, teriam que disputar o segundo nível do futebol paulista; mas ambos entraram na justiça comum e conseguiram uma liminar para ser incluídos na primeira divisão de 1988. Vários clubes boicotaram os dois clubes, não entrando em campo para jogar contra eles. Antes do término do campeonato, a justiça desportiva derrubou a liminar da justiça comum, retirando as equipes do campeonato.[3]

No primeiro jogo da decisão, o Corinthians empatou com o Guarani por 1 a 1, no estádio do Morumbi, em São Paulo. O meia Neto, em início de carreira, fez um gol de bicicleta pela equipe de Campinas. Édson empatou para o Corinthians.

Na segunda partida, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, as duas equipes empataram por 0 a 0 no tempo normal. Na prorrogação, o Corinthians venceu por 1 a 0, com gol do então iniciante Viola, aos quatro minutos do primeiro tempo. O árbitro foi o carioca Arnaldo Cezar Coelho, hoje comentarista da Rede Globo.

ParticipantesEditar

Primeira faseEditar

Na primeira fase, os vinte clubes dividiram-se em dois grupos com dez clubes cada. No primeiro turno, equipes do Grupo A enfrentaram as do Grupo B; no segundo turno, as equipes jogaram entre si em seus respectivos grupos. Classificaram-se os quatro primeiros colocados de cada grupo para a segunda fase.[1]

Grupo A
Time PG J V E D
1 Internacional 26 19 10 6 3
2 São Paulo 25 19 11 3 5
3 Santos 24 19 9 6 4
4 XV de Jaú 21 19 7 7 5
5 Noroeste 19 19 5 9 5
6 Botafogo 18 19 7 4 8
7 Mogi Mirim 18 19 7 4 8
8 Juventus 16 19 5 6 8
9 Novorizontino 11 19 3 5 11
10 União São João 11 19 3 5 11
Grupo B
Time PG J V E D
1 Corinthians 26 19 11 4 4
2 Guarani 26 19 9 8 2
3 São José 26 19 9 8 2
4 Palmeiras 23 19 8 7 4
5 Portuguesa 19 19 7 5 7
6 Ferroviária 18 19 7 4 8
7 XV de Piracicaba 16 19 6 4 9
8 Santo André 13 19 2 9 8
9 São Bento 13 19 2 9 8
10 América 12 19 3 6 10
PG – pontos ganhos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
Classificação
Segunda fase: os quatro primeiros de cada grupo.
No ano de 1988 não houve descensos.[4]

Segunda fase ou semifinaisEditar

Na segunda fase ou semifinais, havia dois grupos de quatro clubes em cada grupo, com jogos de ida e volta entre os quatro clubes.[1] Classificou-se apenas o primeiro colocado de cada grupo para a disputa do título. O sistema de pontuação atribuía dois pontos para vitórias, um ponto para empates e zero ponto para derrotas.

Grupo A
Pos Time PG J V E D GP GC SG
1 Guarani 9 6 4 1 1 7 3 4
2 São José 6 6 3 0 3 6 5 1
3 Internacional 5 6 2 1 3 5 5 0
4 XV de Jaú 4 6 1 2 3 2 7 -5
Grupo B
Pos Time PG J V E D GP GC SG
1 Corinthians 8 6 2 4 0 8 5 3
2 São Paulo 7 6 2 3 1 8 6 2
3 Palmeiras 5 6 1 3 2 3 4 -1
4 Santos 4 6 1 2 3 5 9 -4
PG – pontos ganhos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP – gols pró; GC – gols contra; SG – saldo de gols
Classificados
final

FinaisEditar

Jogo de idaEditar

24 de julho de 1988[5] Corinthians 1 – 1 Guarani Morumbi, São Paulo

Edson   6' (2ºT) Neto   45' (1ºT) Público: 77 533
Árbitro: Dulcídio Wanderley Boschillia

Corinthians: Ronaldo, Édson, Marcelo Djian, Denílson e Dida; Biro-Biro, Márcio e Edmundo (Viola); Wilson Mano, Éverton e João Paulo (Paulinho Gaúcho).
Técnico: Jair Pereira

Guarani: Sérgio Nery, Marquinhos, Vágner, Ricardo Rocha e Albéris; Paulo Isidoro, Tosin e Marco Antônio Boiadeiro; Neto, Evair e Careca Bianchesi. Técnico: Carbone


Jogo de voltaEditar

31 de julho de 1988[6] Guarani 0 – 1 (pro) Corinthians Brinco de Ouro da Princesa, Campinas

Viola   4' (1ºT) (pro) Público: 49 604
Árbitro: Arnaldo Cezar Coelho

Guarani: Sérgio Nery; Marquinhos, Vágner, Ricardo Rocha e Albéris; Paulo Isidoro, Barbieri (Mário Maguila) e Marco Antônio Boiadeiro; Neto (Careca), Evair e João Paulo. Técnico: Carbone

Corinthians: Ronaldo; Édson, Marcelo Djian, Denílson e Dida; Biro-Biro, Márcio (Paulinho Gaúcho) e João Paulo; Viola, Éverton (Wilson Mano) e Paulinho Carioca.
Técnico: Jair Pereira


Campeão Paulista de 1988
 
CORINTHIANS
(20º título)

Referências

  1. a b c *rsssfbrasil. «São Paulo Championship 1988» (em inglês). Consultado em 15 de julho de 2013. 
  2. *rsssfbrasil. «São Paulo State - List of Topscorers» (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2013. 
  3. *futebol interior. «Solução Simples: Treze na Série C e boicote dos demais clubes». 19 de junho de 2012. Consultado em 15 de julho de 2013. 
  4. *rsssfbrasil. «Campeonato Paulista - Acessos e Descensos». Consultado em 14 de julho de 2013.  Texto "http://www.rsssfbrasil.com/" ignorado (ajuda)
  5. João Paulo, do Guarani, diz que está indo para o São Paulo: Folha de S. Paulo - Primeiro Caderno; Esportes, página A-26 - 25 de Julho de 1988
  6. «Guarani se enfeita, Corinthians faz a festa». Jornal do Brasil. 1º de agosto de 1988