Abrir menu principal

Campeonato Paulista de Futebol de 2005

Campeonato Paulista de Futebol de 2005
Campeonato Paulista de Futebol Profissional da Série A-1 de 2005
Dados
Participantes 20
Período 19 de janeiro – 17 de abril
Gol(o)s 609
Partidas 190
Média 3,21 gol(o)s por partida
Campeão São Paulo[1] (21º título)
Vice-campeão Corinthians
Rebaixado(s) União Barbarense
União São João
Atlético Sorocaba
Inter de Limeira
Melhor marcador Finazzi
◄◄ São Paulo 2004 Soccerball.svg 2006 São Paulo ►►

O Campeonato Paulista de Futebol de 2005 foi a 104.ª edição do Campeonato Paulista, realizada pela Federação Paulista de Futebol, e teve o São Paulo como campeão.[2] O campeonato foi disputando entre 19 de janeiro e 17 de abril de 2005,[3] no sistema de pontos corridos em turno único, sendo disputado entre vinte clubes. O São Paulo conquistou o título antecipadamente, faltando duas rodadas para o término da competição. O artilheiro foi o atacante Finazzi, do América.

Foram rebaixados para a série A-2 de 2006: União Barbarense, União São João, Atlético Sorocaba e Inter de Limeira.

Regulamento do Campeonato Paulista de 2005Editar

O Campeonato Paulista de 2005 foi totalmente modificado em relação ao anterior. O regulamento para a disputa do Campeonato Paulista de 2005 foi publicado da seguinte maneira:[3]

  1. O Campeonato Paulista de 2005 será disputado por 20 equipes no sistema de pontos corridos, em turno único - onde todos jogarão entre si;
  2. Como o número de rodadas é ímpar (19 rodadas), algumas equipes terão o privilégio de serem mandantes mais vezes (dez jogos em casa e nove fora);
    1. Para determinar o número de mandos de jogos de cada clube foi utilizado pela Federação Paulista de Futebol o critério técnico, observando a classificação do campeonato de 2004;
    2. Caberá também à Federação Paulista de Futebol determinar os locais das partidas de Corinthians, Palmeiras e São Paulo;
  3. Será campeã a equipe que somar mais pontos ao final das 19 rodadas. Em caso de empate entre dois ou mais times, o vencedor será definido obedecendo os seguintes critérios, nesta ordem:
    1. Maior número de vitórias;
    2. Melhor saldo de gols;
    3. Maior número de gols marcados;
    4. Vantagem no confronto direto (exclusivo quando o empate ocorrer apenas entre dois clubes);
    5. Sorteio público na sede da FPF;
  4. Ao final da competição, as quatro equipes que somarem menos pontos serão rebaixadas à Série A-2 do Campeonato Paulista. Em caso de igualdade em pontos, serão observados os mesmos critérios de desempate que determina o campeão;
  5. Finalmente, excluídos os clubes que já tenham vaga assegurada na Série A, B ou C, do Campeonato Brasileiro de 2005, as quatro melhores equipes classificadas no Campeonato Paulista terão asseguradas a indicação para a disputa da Série C do Nacional.

ParticipantesEditar

Disputa do títuloEditar

O São Paulo fez uma campanha muito mais regular que seus adversários diretos ao título, Santos e Corinthians, que sempre o perseguiram à distância. Pouco além da metade do campeonato já se dava por certo o título tricolor.

Na 16ª rodada, a Portuguesa de Desportos receberia o São Paulo no Pacaembu, quando todos esperavam a confirmação da taça. Na rodada seguinte, o Santos receberia o Time da Fé na Vila Belmiro, e, também crente no título são-paulino e não disposta a ver a festa da conquista e entrega das faixas em sua casa, a diretoria alvinegra mudou seu mando de campo para Mogi Mirim.

No entanto, o Tricolor perdeu de virada por 2 a 1 para a Lusa, levando a final para Mogi Mirim, no San-São, na antepenúltima rodada. Santos e Corinthians tinham 32 pontos, podendo chegar a 41, que era a pontuação são-paulina, podendo, teoricamente empatar em pontos com o líder. Porém só o Corinthians ainda poderia ultrapassá-lo nos critérios de desempate, após empatar em número de vitórias (o Santos não podia mais).

Na penúltima rodada, em 3 de abril, o Tricolor segurou um 0 a 0,e, antes do apito final do árbitro, já se sagrou campeão ainda em campo, com o empate em 0 a 0 do Corinthians com o Ituano.

Jogo do títuloEditar

3 de abril de 2005 Santos 0 — 0 São Paulo Estádio Wílson Fernandes de Barros, Mogi Mirim
Público: 12.382
Renda: R$ 200.261
Árbitro: Wilson Luiz Seneme

Hallison   20 do 1.º Grafite   45 do 2.º

Santos: Henao, Ávalos, Hallison e Domingos; Bóvio, Zé Elias (Preto 34 do 2.º), Rogério, Rossini e Flávio; Robinho e William (Fábio Baiano 25 do 1.º, depois Deivid 12 do 2.º). Técnico: Alexandre Gallo.

São Paulo: Rogério Ceni, Lugano, Fabão e Edcarlos; Cicinho, Mineiro (Renan 33 do 2.º), Josué, Danilo (Marco Antônio 38 do 2.º) e Júnior; Grafite e Diego Tardelli (Luizão 17 do 2.º). Técnico: Emerson Leão.

Obs.: o Santos não poderia ser campeão nessa partida.

Classificação finalEditar

Pos Equipes Pts PJ V E D GF GC SG
  1. São Paulo 45 19 14 3 2 49 21 +28
  2. Corinthians 37 19 11 4 4 33 15 +18
  3. Santos 37 19 10 7 2 38 21 +17
  4. Santo André 33 19 10 3 6 34 27 +7
  5. São Caetano 32 19 10 2 7 35 30 +5
  6. Paulista 31 19 9 4 6 33 25 +8
  7. Ituano 28 19 8 4 7 34 34 0
8. Mogi Mirim 27 19 8 3 8 31 37 -6
  9. Palmeiras 25 19 7 4 8 31 32 1
  10. Portuguesa 24 19 6 6 7 27 32 -5
  11. Guarani 24 19 6 6 7 20 25 -5
  12. Marília 23 19 6 5 8 25 31 -6
  13. Portuguesa Santista 23 19 6 5 8 19 26 -7
  14. América-SP¹ 22 19 8 4 7 37 30 +7
  15. Ponte Preta 22 19 6 4 9 28 33 -5
  16. Rio Branco-SP 21 19 6 3 10 27 34 -7
  17. União Barbarense 20 19 5 5 9 25 30 -5
  18. União São João 20 19 5 5 9 31 46 -15
  19. Atlético Sorocaba 16 19 4 4 11 26 37 -11
  20. Inter de Limeira 12 19 3 3 13 25 42 -17
Campeão do Campeonato Paulista de 2005.
Rebaixados à Série A2 do Paulistão 2006.
  • 1. ^ O América perdeu 6 pontos pela escalação irregular do goleiro Pitarelli

PremiaçãoEditar

Campeão Paulista de 2005
 
SÃO PAULO
(21º título)

Campeão do InteriorEditar

Campeão do Interior de 2005
 
Santo André
1º título


Referências

  1. http://acervo.folha.com.br/fsp/2005/03/31/20 - Página D10
  2. «Todos os campeões paulistas». Federação Paulista de Futebol. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  3. a b uolesporte.com. «UOL - Esporte - Regulamento». Consultado em 11 de julho de 2011 
  Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.