Abrir menu principal

Campinas do Piauí é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 07º39'37" sul e a uma longitude 41º52'54" oeste, estando a uma altitude de 230 metros. Sua população estimada em 2004 era de 5.598 habitantes.

Município de Campinas do Piauí
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 15 de abril
Fundação 1964
Gentílico campinense
Prefeito(a) Valdinei Carvalho de Macedo (PRTB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Campinas do Piauí
Localização de Campinas do Piauí no Piauí
Campinas do Piauí está localizado em: Brasil
Campinas do Piauí
Localização de Campinas do Piauí no Brasil
07° 39' 36" S 41° 52' 55" O07° 39' 36" S 41° 52' 55" O
Unidade federativa Piauí
Mesorregião Sudeste Piauiense IBGE/2008 [1]
Microrregião Alto Médio Canindé IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Simplício Mendes, Isaías Coêlho, Santo Inácio e Floresta do Piauí.
Distância até a capital 414 km
Características geográficas
Área 796,953 km² [2]
População 5 406 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 6,78 hab./km²
Altitude 230 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,588 baixo PNUD/2000 [4]
PIB R$ 17 415,771 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 024,10 IBGE/2008[5]

Índice

LocalizaçãoEditar

HistóriaEditar

A história do Município de Campinas do Piauí, apoia-se sobre a construção da fábrica de laticínios que se localiza onde hoje é a sede do Município, uma das primeiras grandes Fábricas de Lacticínios do Nordeste foi fundada no ano 1876. O projeto foi elaborado pelo engenheiro alemão Alfredo Modrach e pelo doutor Antônio Sampaio com intuito de receber todo o leite advindo das antigas Fazendas Nacionais de Canudos, Pilões, Castelo e Olho D'Água dos Bois. Devido ao agrupamento em torno do prédio surgiu o então Povoado de Campos, onde moravam os diretores e funcionários da então fábrica, e Campos foi por muito tempo parte do Município de Simplício Mendes. Devido às grandes secas e à dizimação dos rebanhos, a fábrica sucumbiu restando hoje um imponente prédio em estado decadente necessitando ser tombado pelo Patrimônio Histórico e Cultural que é.

Campinas do Piauí foi elevada a categoria de cidade em 15.04.1964 juntamente com outros municípios arredores, desmembrada do município de Simplício Mendes-PI.

Campos, como era conhecida, foi cercada por grandes fazendas, nesse percurso de tempo foi se originando o povoado "Campos" Na época havia muitos criadores de muitos rebanhos de gado. Foi através das Fazendas Nacionais, como eram chamadas naquela época, que uma fábrica de laticínios foi subsidiada e instalada em Campos, quê mais tarde passaria a si chamar Campinas do Piauí, a fábrica funcionava a todo vapor, na produção de produtos derivados do leite, entre a produção estava a manteiga, requeijão e outros.

GeografiaEditar

Fica localizada no centro-sul do estado do Piauí e possui uma área de 796,953 km². Faz fronteira com os municípios de Santo Inácio e Floresta do Piauí ao norte, com Isaías Coelho ao leste e com Simplício Mendes a oeste e ao sul. O mapa da cidade quase forma um triângulo e a maior área de fronteira forma-se com o Município de Simplício Mendes que também é o principal município de ligação para cidade no que se refere tanto à acessibilidade quanto à Economia, Saúde e Educação e para o qual há um intenso fluxo migratório diário.

Há no município dois outros importantes núcleos populacionais: o Povoado Alto Formoso e o Povoado Salinas, o primeiro situa-se ao Norte já próximo à fronteira com o município de Floresta do Piauí, e o segundo situa-se quase na ponta sul do triângulo e é uma importante comunidade quilombola, ou seja, de população predominantemente negra e que através de sua cultura popular ganhou destaque a nível estadual. Além desses, há outros núcleos populacionais menores, os chamados interiores: Lagoa Dantas, Sete Lagoas, Veredas, Volta, Carreiras, Mocó, Olho D'água dos Bois, Olho D'água das Ovelhas, Fome, Exu, Angical, Bocaína, Canto do Jorge, Canudos, Joaquim Pequeno, Malhada, Malhada Vermelha, Papagaio, Boqueirão, Descida de Boiada, Capitãozinho, Campo Grande, Retiro, Retiro Velho, Roça Velha, Castelo, Picos Grandes(Piquim), Permissão, Lages, Boa Vista, Vaca Brava, Cantinho, Cachorro, Cacimbas, Queimada Grande, Veredas do Meio, Lagoa da Chapada, Várzea Doce, Madeira Cortada, Peixe, Aroeira, Mocambo, Lagoa de Beber, Várzea do Padre, Malhada da Onça, Espalhador, Barrigudo, Poço da Pedra, Poços das Pedras e Várzea.

HidrografiaEditar

Pelo território do município passa um dos principais rios do estado, o rio Canindé que tem como principais afluentes diretos no município (citados de Sul a Norte) o Riacho da Fome, O Riacho da Gangorra, o Riacho da Volta, o Riacho Grande (que passa pelo perímetro urbano)e o Riacho da Carreiras, outro dois importantes são o Riacho das Salinas e o Riacho do Minadouro que deságuam no Riacho da Gangorra. As principais formações de água parada do município situam-se no noroeste do território e destacam-se: Lagoa Suja, Açude Bela Vista, Lagoa da Vargem, Lagoa de Fora, Lagoa do Alegrete, Lagoa da Bananeira e Lagoa da Colina. Além desses, cita-se a Lagoa da Fome no Centro-Leste e a Barragem do Boqueirão que durante muitos anos abasteceu o município.

ClimaEditar

Campinas Possui um clima semiúmido e Quente com mínimas de 26 °C e máximas de 38 °C, está a 230m acima do nível do mar com precipitações média anual de 250mm. É portanto de clima semiárido e os meses mais chuvosos são os de janeiro a março.

VegetaçãoEditar

Possui como vegetação predominante a caatinga.

Turismo e CulturaEditar

Em 15 de Abril é comemorado o aniversário do município de Campinas do Piauí, muitas barracas e vendas são construídas ao redor da praça Gal. Ademar Rocha, a festividade é marcada logo pela manhã com o início das tradicionais disputas esportivas, com as modalidades entre corridas de bicicletas e maratona pelas ruas da cidade, com premiações entre primeiro e o terceiro colocado, é realizado também temas preventivos que discute a saúde da população, com o acompanhamento de médicos e enfermeiros (as), entre outros profissionais da área, é distribuído camisetas que apresentam a marca comemorativa do aniversário da cidade, músicos e bandas de forró se apresentam durante o evento, pela noite é realizado cultos e missas, seguido de apresentações culturais, que envolve grupos de dança, apresentam samba de cumbuca, capoeira e outras encenações, logo depois Bandas de Forró de nível Nacional passam a alegrar a noite até o nascer do sol.

Entre os anos de 1995 a 2008 com a política de distribuição de renda em favorecimento à 90% da população, a relativização do desenvolvimento "custo-festivo" no município, crescia de forma extraordinária, pois o município a cada comemoração festiva somava cada vez mais um grande número de participantes, advindos dos municípios círculo-vizinhos, como também famílias naturais do município que retomavam ao lugar no período festivo, para participarem das festividades.

Outra importante época são as férias de julho, quando os bons filhos à casa tornam. Época em que os estudantes voltam para cidade e acontecem festas e jogos para distração.

Os festejos do município, que tem como padroeiro o São Francisco de Assis, ocorrem no final de setembro a início de Outubro com celebrações religiosas.

O fim de ano costuma ser agitado, pessoas nativas de Campinas mas que moram em diversas regiões do Brasil e do Mundo retornam à casa e enchem a cidade. Junta-se a isso às quase diárias festas e ao grande baile de colação de grau e a cidade torna-se uma atração a parte.

EconomiaEditar

A principal atividade econômica do município é a Agricultura e a Pecuária de subsistência. O principal empregador do município é a Prefeitura Municipal seguida pelo Governo do Estado do Piauí, não há indústrias na cidade que façam esse papel. Além desses, há uma importante participação do comércio na cidade, desde mercadinhos de produtos de subsistência a lojas de roupas e acessórios que movimentam a economia. Há no município uma vocação inata devido ao clima, ainda pouco explorada, mas que mostra-se de grande valia que é a produção de mel. Apesar de não haver incentivos por parte do poder público, a cada ano cresce esse tipo de negócio que gera dividendos para as famílias que o cultivam. Outra importante atividade é a extração de cera de Carnaúba.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.