Campo harmônico

Campo Harmônico é um conjunto de acordes que forma uma harmonia. Esses acordes são extraídos de uma só escala estrutural, geralmente a escala jônica ou maior. Também pode ser chamado de estrutura tonal visto que o desenvolvimento da harmonia está inteiramente ligado ao aparecimento e desenvolvimento do conceito de tonalidade.

Campo Harmônico MaiorEditar

As melodias geralmente são feitas dentro de um contexto em que existe um Centro Tonal indicando uma harmonia e uma escala. Para montar o campo harmônico da escala maior é necessário conhecermos os intervalos e notas pertencentes a ela e depois montamos os acordes em cada intervalo de acordo sobrepondo as terças. O resultado serão 7 acordes, sendo que cada um poderá ser classificado de acordo com os conceitos da harmonia funcional:1º Grau (tônica), 2º Grau (supertônica), 3º Grau (mediante), 4º Grau (subdominante), 5º Grau (dominante), 6º Grau (superdominante) e o 7º Grau (sensível). Os acordes perfeitos (maiores ou menores, consoante a tonalidade em que se inscreve a melodia) que se formam sobre estes graus da escala (que é o fundamento da tonalidade) é que vão definir a estrutura do acompanhamento harmônico que está subjacente à melodia.

Intervalos da escala maior

I - 1 tom - II - 1 tom - III - 1/2 tom - IV - 1 tom - V - 1 tom - VI - 1 tom - VII - 1/2 tom - VIII

Notas da escala Dó maior (C)

C -1 tom- D -1 tom- E -1/2 tom- F -1 tom- G -1 tom- A -1 tom- B -1/2 tom- C

Exemplo de Campo Harmônico de C (dó)

Para formar um acorde com terças inicie com a nota do grau desejado, pule o grau seguinte e adicione a próxima nota sucessivamente até formar um acorde de 3, 4 ou 5 notas:

C => (dó, mi, sol) ou CMaj7 => (dó, mi, sol, si)

Para se formar um acorde maior, como vimos acima, segue também os intervalos entre as notas dos acordes:

2 tons da tônica para a terça (de C para E) 1 tom e meio da terça para a quinta (de mi para sol) 2 tons da quinta para a sétima (de sol para si)

obs: Todos os acordes MAIORES com sétima MAIOR, irão ter os mesmos intervalos.

Dm => (ré, fá, lá) ou Dm7 => (ré, fá, lá, dó)

Intervalos para um acorde MENOR, exemplo: Dm

1tom e meio da tônica para a terça (de para ) 2tons da terça para quinta (de para ) 1tom e meio da quinta para sétima (de para )

obs: Todos os acordes MENORES com sétima MENOR, irão ter os mesmos intervalos.

Veja o Campo Harmônico de C MAIOR:

| C | Dm | Em | F | G | Am | Bm7(b5) ou BØ|

Notas da escala Mi maior

mi -1 tom- fá# -1 tom- sol# -1/2 tom- -1 tom- si -1 tom- dó# -1 tom- ré# -1/2 tom- mi

Exemplo de Campo Harmônico de E (Mi)

| E | F#m | G#m | A | B7 ou B | C#m | D#m7b5 ou D#Ø |


Os acordes formados no campo harmônico maior sempre seguirão uma regra, que é a seguinte:

1º grau: sempre maior. ex: C/

2º grau: sempre menor. ex: Dm/

3º grau: sempre menor. ex: Em/

4º grau: sempre maior. ex: F/

5º grau: sempre maior com sétima. ex: G7 ou G/

6º grau: sempre menor. ex: Am/

7º grau: sempre meio diminuto. ex: Bm7(b5) ou BØ ou Bdim

  Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.