Canal seguro

Em criptografia, entende-se por canal seguro qualquer via ou canal de comunicação que permita a transmissão de dados sem que corra o risco de intercepção, Eavesdropping ou adulteração. O propósito desta definição prende-se, sobretudo, com a necessidade de poder isolar esse risco da componente analítica da criptoanálise, tornando-o desprezível.[1]

ExemplosEditar

O canal seguro mais comum é, provavelmente, a comunicação direta entre duas pessoas, ou a entrega em mão, admitindo que nenhuma das pessoas sofre de qualquer tipo de monitorização por parte de terceiros.[1]

Referências

  1. a b van Tilborg, Henk C.A; Jajodia, Sushil (2014). Encyclopedia of Cryptography and Security. [S.l.]: Springer Science & Business Media. 568 páginas 
  Este artigo sobre Criptografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.