Canelas (Penafiel)

freguesia de Penafiel, Portugal
Disambig grey.svg Nota: Para Canelas, veja Canelas (Penafiel) (desambiguação).
Portugal Portugal Canelas 
  Freguesia  
Símbolos
Brasão de armas de Canelas
Brasão de armas
Localização
Canelas está localizado em: Portugal Continental
Canelas
Localização de Canelas em Portugal
Coordenadas 41° 4' 38.2" N 8° 19' 09.7" O
Concelho PNF.png Penafiel
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Adão de Freitas Vieira (PPD/PSD.CDS-PP)
Características geográficas
Área total 11,86 km²
População total (2011) 1 649 hab.
Densidade 139 hab./km²
Código postal 4575-168 Canelas PNF
Outras informações
Orago São Mamede
Brasão Canelas Penafiel.jpg

Canelas é uma freguesia portuguesa do concelho de Penafiel, com 11,86 km² de área e 1649 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 139 hab./km². Situada na margem direita do rio Douro, Canelas dista catorze quilómetros da sede do concelho.

ToponímiaEditar

Está nos antigos topónimos Vila, Vilarinho, Vila Pouca e Vilar a génese da actual denominação da freguesia. Assim: fundiu-se o nome do lugar principal, Canas, com elas (as vilas), e resultou Canelas.

HistóriaEditar

É povoação de origem muito remota, anterior à nacionalidade, talvez da época castreja. Por aqui passa a via latina que vai até ao monte Mosinho.

No lugar de Canas, onde brotava um bolhão de águas férreas e sulfurosas frias, que nascia no lameiro ou campo das Caldas, quando alguém procurava terra alagadiça em profundos caboucos, encontrou casualmente os alinhamentos das paredes de um balneário romano. Mais tarde, ao proceder-se a uma terraplenagem, começou por aparecer um espólio de uma importante necrópole. Feito o exame aos materiais aparecidos, cacos na sua maioria, concluiu-se tratar—se de uma necrópole pagã-cristã do século III a IV. Foi encontrada também alguma preciosa cerâmica gaulesa ou mesmo arretina.

Canelas esteve em tempos, como foi costume na região, dividida em quintas. De todos, cada qual com a sua importância bem vincada, uma, pelas tradições que a envolvem, merece atenção especial: é a Quinta da Ufe. Na casa da quinta, ressaltam o altar interior e moinhos de água, considerados de construção anterior à fundação de Portugal. Conta-se que teve nas suas origens a casa e quinta de uma D. Ufa Ufes, filha do conde D. Ufo Ufes, governador de Viseu, a qual casou com D. Arnaldo, filho de Guilherme I da Baviera. Nos finais do século X, D. Arnaldo veio oferecer os seus serviços a Bermudo II de Leão para ajudar a expulsar os Mouros, estabelecendo-se em Baião depois de ter libertado aquele território do jugo sarraceno.

De D. Arnaldo e D. Ufa nasceram D. Guido Arnaldes de Baião e D. Gosende Arnaldes de Baião, fundador da honra de Gosende. Este foi pai de Egas Gosende, pai de Emílio Viegas, pai de Egas Moniz, o aio de D. Afonso Henriques.

Sabe-se que Egas Moniz e seu irmão Mem Moniz possuiram haveres de certo vulto na paróquia de Canelas, decerto no lugar de Ufe, até porque aqui teve bens o mosteiro de Paço de Sousa, fundado pelo seu avô. Todos os descendentes foram devotos e protectores do mosteiro, muito especialmente Egas Moniz, que ali viria a ser sepultado.

Desta família há-de vir também o clássico Francisco Sá de Miranda.

A freguesia de Canelas teve um porto, com uma barca que pagava ao fisco, cada vez que sulcasse o Douro carregada de vinho, um almude dele.

A Capela de S. Pedro, do século XVII (1666), situada no local mais elevado do concelho.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Canelas [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
802 776 864 892 942 939 1 012 1 158 1 296 1 352 1 492 1 531 1 602 1 780 1 649
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 399 284 894 203 22,4% 16,0% 50,2% 11,4%
2011 287 220 932 210 17,4% 13,3% 56,5% 12,7%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

PatrimónioEditar

  • Igreja de São Mamede (matriz)
  • Capelas de São Pedro, de São Sebastião, de São João e de São Bento
  • Vestígios do solar da D. Ufa
  • Casas de Friende e de Santa Cruz
  • Alto de São Pedro
  • Quinta da Belavista
  • Vestígios arqueológicos
  • Parque eólico da Boneca

Referências

  1. «Recenseamentos Gerais da População». Instituto Nacional de Estatística 


  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.