Abrir menu principal

Capela de Santo Antônio (Flores da Cunha)

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2016). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Capela de Santo Antônio - Linha 80

A Capela de Santo Antônio da Linha 80 é uma pequena edificação sacra localizada na Linha 80, interior de Flores da Cunha, uma região de colonização italiana do Rio Grande do Sul.

Construída em 1897 em estilo neogótico simplificado, ergue-se sobre uma base de pedras rústicas e apresenta uma fachada simples, com pequena escadaria que conduz à porta de entrada em arco ogival, com tímpano de vitral colorido e sem frontispício salvo duas coluninhas torcidas laterais e uma cornija simples.

A porta é ladeada de dois arcos ogivais cegos, decorados com pinturas contemporâneas de Santo Antônio e Nossa Senhora da Glória, reproduzindo duas das estátuas que contém em seu interior. Abaixo das pinturas placas comemorativas fazem alusão às missões dos freis Capuchinhos que passaram por ali e ao centenário da comunidade, comemorado em 1997.

O frontão no segundo nível é de desenho delicado: um triângulo elevado, decorado com uma cornija ornamentada e um arco ogival, que ecoa o da porta logo abaixo e engloba um óculo redondo com vitral colorido, sem imagens. Nos vértices do triângulo existem pequenos pináculos em agulha típicos do estilo, dos quais o central termina em cruz. Ao lado da capela um campanário com três níveis, com aberturas em arco ogival. O coruchéu contudo é moderno, de linhas duras destoantes do resto e sem qualquer atrativo.

interior
Nossa Senhora de Caravaggio e a vidente Joaneta, exemplo de estatuária do interior da capela

Seu interior acompanha a simplicidade do exterior, mas possui diversas características interessantes e tem proporções harmoniosas. Apesar das pequenas dimensões do edifício, a capela dispõe de um atraente coro de madeira ao qual se sobe por escada espiral à direita da entrada. O piso é de lajotas contemporâneas, as bancadas são antigas em madeira, e do teto pendem belos lustres de metal dourado, antigos, com decorações góticas.

O teto é em abóbada de ogivas, com poucas nervuras espaçadas, sem decorações. Na pequena nave se abrem 6 grandes janelas com vitrais coloridos, em arco que segue o estilo. Pequenos quadros da Via Sacra se espalham pelas paredes, e nelas pequenos suportes sustentam algumas estátuas de santos, em gesso pintado, dentre eles Santo Expedito, Santa Líbera, Nossa Senhora de Caravaggio, o Menino Jesus de Praga e outras. Todas são de fatura artesanal e popular, com acabamento rústico mas de delicada expressividade.

A capela-mor, elevada da nave por 2 degraus, tem a abside iluminada por duas grandes janelas idênticas às da nave, e apresenta à frente uma pequena mesa de celebração, atrás da qual sobe um altarzinho de madeira e pedra à guisa de retábulo, com um pequeno sacrário para o Santíssimo Sacramento e mostrando nos lados uma bela imagem de Nossa Senhora da Glória (à direita) com roupas de tecido, anjos aos pés e coroa, de acabamento muito mais refinado, e outra de Santo Antônio (à esquerda) carregando o Menino Jesus, flanqueando um belíssimo Crucifixo de traços arcaizantes, de madeira natural, ao centro.