Captura e armazenamento de carbono

Captura e armazenamento de carbono, ou captura e armazenamento de dióxido de carbono (ou CCS, da expressão em inglês carbon capture and storage), refere-se a uma tecnologia que tenta travar a emissão de grandes quantidades de dióxido de carbono para a atmosfera, a partir de combustíveis fósseis em centrais elétricas e outras indústrias. O principal objectivo desta nova tecnologia se atém ao fato de esta tentar capturar e armazenar o CO2 em formações geológicas em profundidade, garantindo dessa forma um armazenamento mais eficaz desse gás de efeito estufa, sem consequências nocivas para o meio ambiente.

Esquema representando o sequestro de carbono numa formação geológica subterrânea, a partir de uma central de carvão vegetal. Podemos ver na imagem que em vez de todo o CO2 dirigir-se para a atmosfera, parte é armazenada nessa formação subterrânea

O desenvolvimento das tecnologias de captura e armazenamento de carbono ganhou destaque com o crescimento do interesse internacional nas mudanças climáticas. Relatórios do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas apontam o CCS como grande responsável para que as metas propostas no Acordo de Paris sejam atingidas. Para que se entenda adequadamente o conceito, é necessário dividir a cadeia do CCS em três etapas principais: captura, transporte e armazenamento. [1]

A captura de CO2 consiste dos diversos procedimentos aplicados para que esse gás possa ser retido e posteriormente armazenado. As três principais linhas de captura são captura por pós-combustão, captura por oxi-combustível e captura por pré-combustão.

O transporte de CO2 é realizado preferencialmente por gasodutos (quando disponíveis) ou por navios. Os gasodutos possuem a vantagem de serem seguros, mas são inflexíveis. O uso de navios, por sua vez, tende a ser mais caro, porém é adequado para rotas que exijam maior flexibilidade ou no caso de regiões costeiras.

Quanto ao armazenamento de CO2, este pode ser realizado em formações geológicas, desde que adequadas para a retenção do gás. Diversas situações são consideradas, como camadas de carvão, formações salinas, arenitos e folhelhos.

Referências

  Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.