Abrir menu principal
Romênia Județul Caraș-Severin 
  Distrito  
Brasão de armas de Județul Caraș-Severin
Brasão de armas
Caras-Severin.png
Capital Reșița
Área
- Total 8,520 km²
População (2011)
 - Total 295,579
    • Densidade 34,7 hab./km²
Reșița, capital de Caraș-Severin.

Caraș-Severin é um județ (distrito) da Romênia, na região da Transilvânia. Sua capital é a cidade de Reșița.

Índice

DemografiaEditar

O distrito faz parte da euroregião Danúbio-Kris-Mures-Tisa.

Em 2011, possuía população de 295.579 habitantes e densidade demográfica de cerca de 35 hab./km².

Grupos étnicosEditar

Evolução da populaçãoEditar

ano população[2]
1930 319.286
1948 302.254
1956 327.787
1966 358.726
1977 385.577
1992 376.347
2002 333.219
2011 295.579
 

GeografiaEditar

Com 8.514 km², Caraș-Severin é o terceiro maior distrito da Romênia, após Timiș e Suceava. Ele é também o distrito por onde o rio Danúbio entra na Romênia.

As montanhas constituem 67% da superfície do distrito, incluindo a cadeia dos Cárpatos meridionais, com os Montes Banato, Montes Ţarcu-Godeanu e Montes Cernei e elevações entre 600 e 2.100 metros. No lado oeste do distrito, colinas fazem a transição entre a área montanhosa e a Planície do Banato.

O Danúbio adentra a Romênia próximo a Baziaș, na fronteira com a Sérvia. Os rios Timiș, Cerna, Caraș e Nera cruzam o distrito, alguns deles através de vales e desfiladeiros espetaculares.

LimitesEditar

História e EconomiaEditar

Em 1718 o distrito de Caraș-Severin fazia parte da Monarquia de Habsburgo da Áustria, na província do Banato. A capital do distrito, Reșița, foi fundada em 1771 e transformou-se num moderno centro industrial durante a ocupação austríaca. A área recebeu considerável atenção devido às suas indústrias de mineração. Em 1855, toda a área do Banato, com suas reservas de mineral e madeira, foram transferidas do Tesouro Austríaco para uma companhia de mineração e ferrovias austríaca e francesa chamada StEG. A StEG construiu a ferrovia Oravița-Baziaș - a ferrovia mais antiga da Romênia.

Após a Segunda Guerra Mundial, StEG, Banato e a maioria das propriedades Austro-Húngaras foram assumidas pela companhia chamada UDR. A chegada do regime comunista na Romênia após a segunda guerra e a campanha de nacionalização da indústria mineradora trouxe enorme revolta social na área.

Dados históricosEditar

TurismoEditar

 
Antigo hotel em Băile Herculane, da época do Império Austro-Húngaro.

Descobertas arqueológicas mostram que a área foi povoada desde o paleolítico. Há o "Museu de História do Distrito" em Resita, que exibe artefatos arqueológicos, e, na cidade de Ocna de Fier, a "Coleção Mineralógica Constantin Gruiescu". O distrito apresenta os festivais regionais daffodil e lilac na primavera.

Principais atrações:

AdministraçãoEditar

Divisão administrativaEditar

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatísticas, "Populația după etnie"
  2. Instituto Nacional de Estatísticas, "Populația la recensămintele din anii 1948, 1956, 1966, 1977, 1992 și 2002"
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Caraș-Severin (distrito)