Abrir menu principal

Carl Prantl

professor académico alemão
Carl Prantl
Nascimento 28 de janeiro de 1820
Landsberg, Alemanha
Morte 14 de setembro de 1888 (68 anos)
Oberstdorf, Alemanha
Nacionalidade alemão
Ocupação Filólogo
Filósofo
Prêmios Bavarian Order of Merit.jpg Ordem do Mérito da Baviera

Carl Prantl, Karl von Prantl, ou desde 1872, Cavaleiro de Prantl (Landsberg, 28 de janeiro de 1820Oberstdorf, 14 de setembro de 1888) foi um filósofo e filólogo alemão.[1] Reconhecido internacionalmente por produzir obras sobre lógica filosófica,[2] história, filosofia e história da filosofia, sua obra mais famosa foi o Geschichte der Logik im Abendlande (História da lógica no Ocidente) que o destacou como historiador da lógica.[3]

Vida e obraEditar

Nascido em Landsberg am Lech, no estado da Baviera, Carl Prantl publicou inúmeros ensaios sobre história da filosofia, filosofia do direito e lógica.[2] Em Munique, foi aluno de Friedrich Thiersch (1784-1860) e Leonhard Spengel (1803-1880), onde teve contato com os estudos sobre a Antiguidade clássica.[4] Após obter o título de doutor em filosofia em 1843, mudou-se para Berlim, e conheceu o filólogo August Boeckh (1785-1867) e o filósofo Friedrich Adolf Trendelenburg (1802-1872), personalidades importantes que influenciaram a combinação entre a seriedade científica dos estudos filológicos com o papel da lógica que, em Prantl, resultaria em uma atitude crítica à concepção hegeliana da lógica.[4] Em 1847, Carl Prantl retornou à Universidade de Munique e, em 1859, assumiu o cargo de professor de filologia[4][1], porém, apenas em 1864 é que recebeu a autorização para também lecionar filosofia[4][2].

Carl Prantl possuía forte tradição hegeliana, defendendo-a e amplificando-a em Die gegenwärtige Aufgabe der Philosophie (1852) e Verstehen und Beurteilen (1877).[1] Além disso, foi um importante comentarista e estudioso de Aristóteles, publicando obras como Aristóteles über die Farben (1849), Aristóteles acht Bücher der Physik (1857) e vários outros artigos menores.[1]

Em 1848, Carl Prantl foi eleito membro extraordinário da Academia de Ciências da Baviera, tornando-se membro comum em 1857.[4][2] Em 1872, foi nomeado com a Cruz de Cavaleiro da Ordem do Mérito da Coroa da Baviera, sendo, a partir de então, conhecido como Cavaleiro de Prantl.[4] A partir de 1874, fez parte da Academia de Ciências da Prússia sediada em Berlim como membro correspondente e, entre 1879 e 1880, assumiu o cargo de reitor da Universidade de Munique,[4] falecendo apenas oito anos depois na cidade de Oberstdorf.

Referências

  1. a b c d Bastos & Oliveira 2011, p. 39.
  2. a b c d Legris 2009, p. 295.
  3. Di Liscia & Legris 2016, p. 527.
  4. a b c d e f g Di Liscia & Legris 2016, p. 528.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar