Abrir menu principal
Carlo Cafiero

Carlo Cafiero (Barletta, Apulia, 1 de setembro de 1846 - Nocera Inferiore, 17 de julho de 1892) foi um importante anarquista italiano do grupo de Bakunin durante a Primeira Internacional, influente na segunda metade do século XIX. Dialogou com Karl Marx e Friedrich Engels. Mais de uma vez foi preso por seus ideais. Rompeu com o marxismo, aderindo plenamente a filosofia política do anarquismo por conta da influência dos escritos de Bakunin na Itália.

Índice

ObraEditar

Apesar disso sua obra mais conhecida é o Compêndio de O Capital conhecido também como O Capital uma leitura popular. Marx pessoalmente elogiou esse resumo destinado à classe operária italiana (no tempo em que ainda não havia sido lançado O Capital em italiano), sendo pequeno e de fácil compreensão para as camadas populares e acadêmicos que querem ter um primeiro contato com as idéias mais gerais.

Demonstrando um impressionante poder de síntese, Cafiero define em um parágrafo o que é mais-valia absoluta, em outro a mais-valia relativa, dedica mais alguns parágrafos explicando melhor cada uma delas e apresentando de suas diferenças básicas. Dessa forma resume em poucas páginas o trecho de aproximadamente 150 páginas do Capital em que Marx trata da mais-valia e assuntos relacionados.

Participação na InternacionalEditar

Foi correspondente da seção de Nápoles, fundada em 1868 e fechada em 1871 por decreto ministerial, e logo reconstruída com sua ajuda.[1] No ano de 1872 aconteceram disputas internas dentro da Internacional, tendo como resultado a imposição da autoridade do Conselho Geral. Os internacionalistas da Itália não enviaram delegados, mas Cafiero participou de forma independente. No mesmo ano é fundada a Federação Italiana da Internacional, que rompe com o Conselho Geral de Londres, no congresso de Rímini, presidido por Carlo Cafiero.

La BaronataEditar

Cafiero gastou grande parte da fortuna herdada do pai na construção da mansão "La Baronata", localizada perto de Locarno na Suíça, que serviu de abrigo para Bakunin e outros militantes, comunistas ou anarco-comunistas.

Referências

  1. CAFIERO, Carlo. "O Capital": uma leitura popular, traduzido por Mário Curvello (1981),São Paulo: Editora Polis

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre a biografia de um anarquista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.