Carlos Frederico, Grão-Duque de Baden

(Redirecionado de Carlos Frederico de Baden)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o Grão-Duque de Baden. Para o marquês de Baden-Baden, veja Carlos I de Baden-Baden.


Carlos Frederico, Grão-Duque de Baden (Karlsruhe, 22 de novembro de 1728 — Karlsruhe, 10 de junho de 1811) foi o filho mais velho do príncipe Frederico de Baden-Durlach e de Amália de Nassau-Dietz, a filha de João Guilherme Friso, Príncipe de Orange.

Carlos (I) Frederico de Baden
Carlos Frederico de Baden
Marquês de Baden-Durlach
Reinado 1738-1771
Antecessor(a) Carlos III Guilherme
Sucessor(a) (unificação de Baden)
Marquês de Baden
Reinado 1771-1803
Predecessor (novo título)
Sucessor (elevado a Eleitor)
Eleitor de Baden
Reinado 1803-1806
Predecessor (novo título)
Sucessor (elevado a Grão-Duque)
Grão-Duque de Baden
Reinado 1806-1811
Predecessor (novo título)
Sucessor Carlos II
 
esposa (1) Carolina Luísa de Hesse-Darmstadt;
(2) Luísa Carolina de Hochberg.
Descendência Carlos Luís, Príncipe-herdeiro de Baden;
Frederico;
Luís I;
Luísa Augusta;
Leopoldo I;
Guilherme;
Frederico Alexandre;
Amália, Princesa de Fürstenberg;
Maximiliano.
Casa Zähringen
Nome completo Karl Friedrich von Baden
Nascimento 22 de novembro de 1728
  Karlsruhe
Morte 10 de junho de 1811 (82 anos)
  Karlsruhe
Pai Frederico de Baden-Durlach
Mãe Amália de Nassau-Dietz
Brasão

Ele governou como marquês de Baden-Durlach de 1746 até 1771, quando ele herdou Baden-Baden. Ao herdar o último título citado, o território original de Baden foi reunido. Carlos Frederico é tido como um grande exemplo de bom governador absoluto: ajudou escolas, universidades, a jurisprudência, o serviço civil, a economia, a cultura e o desenvolvimento urbano de seu território. Tornou ilegal a tortura em 1767 e a servidão em 1783.

Em 1803, Carlos Frederico tornou-se o eleitor de Baden e, em 1806, o primeiro grão-duque de Baden, assumindo, então, o nome de Carlos I de Baden.

Através das políticas do ministro e barão Sigismundo de Reitzenstein, Baden adquiriu as dioceses de Constança, Basileia, Estrasburgo, Speyer, Brisgóvia e Ortenau.

Em 1806, Baden juntou-se à Confederação do Reno.

Casamentos e descendênciaEditar

Carlos Frederico desposou Carolina Luísa de Hesse-Darmstadt (1723-1783), em 28 de janeiro de 1751. Ela era filha do conde Luís VIII de Hesse-Darmstadt.

 
Carolina Luísa de Hesse-Darmsadt.

Deste casamento nasceram os seguintes filhos:

  • Carlos Luís (Karl Ludwig) (1755-1801), desposou a condessa Amália de Hesse-Darmstadt;
  • Frederico (Friedrich) (1756-1817), desposou Luísa de Nassau-Usingen (1776-1829), filha do duque Frederico de Nassau-Usingen;
  • Luís (Ludwig) (1763-1830), desposou a condessa Catarina Werner de Langenstein;
  • filho (natimorto) (1764);
  • Luísa Augusta (Luise Augusta) (1767-1767).


Carolina Luísa faleceu em 8 de abril de 1783 e, a 24 de novembro de 1787, Carlos Frederico casou-se morganaticamente, em segundas núpcias, com Luísa Carolina Geyer de Geyersberg (1768-1820), filha de Luís Henrique Filipe de Geyer de Geyersberg.

 
Luísa Carolina, Condessa de Hochberga.

Como o casamento era morganático, os filhos de Luísa Carolina e de Carlos Frederico não poderiam suceder no trono. A sua segunda esposa foi titulada baronesa de Hochberga quando se casou e condessa de Hochberga em 1796. Ambos os títulos foram usados por seus filhos.

Deste segundo casamento tiveram a seguinte descendência:

  • Leopoldo (Leopold) (1790-1852);
  • Guilherme (Wilherm) (1792-1859);
  • Frederico Alexandre (Friedrich Alexander) (1793-1793);
  • Amália (Amalia) (1795-1869), desposou Carlos Egon II de Fürstenberg (1796-1854);
  • Maximiliano (Maximilian) (1796-1882).
 
Estátua de Carlos Frederico, em frente ao Castelo de Karlsruhe.

Por volta de 1817, os descendentes de Carlos Frederico e de sua primeira esposa estavam morrendo. Para evitar que Baden fosse herdado pelo próximo herdeiro (e cunhado), o rei Maximiliano I da Baviera, o então Grão-Duque, Carlos II, modificou a lei de sucessão para dar à família Hochberga direitos dinásticos completos em Baden.

Dessa forma, eles se tornaram príncipes e princesas de Baden, com o tratamento de Alteza Grã-ducal, assim como seus meio-irmãos. Seus direitos de sucessão foram reforçados quando Baden ganhou uma constituição em 1818, reconhecida pela Baviera através do Tratado de Frankfurt de 1819.

Leopoldo, o filho mais velho, ascendeu como Grão-Duque em 1830.


Carlos Frederico, Grão-Duque de Baden
Nascimento: 22 de novembro 1728 Morte: 10 de junho 1811
Títulos reais
Precedido por
Carlos III
 
Marquês de Baden-Durlach

1738-1771
Sucedido por
integrado na Marca de Baden
Precedido por
união de Baden-Durlach
e de Baden-Baden
 
Marquês de Baden

1771-1803
Sucedido por
elevado a Eleitorado
Precedido por
novo título
 
Príncipe-Eleitor de Baden

1803-1806
Sucedido por
elevado a Grão-Ducado
Precedido por
novo título
 
Grão-Duque de Baden
(como Carlos I)

1806-1811
Sucedido por
Carlos II


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carlos Frederico, Grão-Duque de Baden