Carlos III Filipe, Eleitor Palatino

Carlos III Filipe, Eleitor Palatino (em alemão: Karl III. Philipp, Kürfurst von der Pfalz), (Neuburgo, 4 de novembro de 1661 - Mannheim, 31 de dezembro de 1742) foi um príncipe da dinastia de Wittelsbach. Era Eleitor Palatino, Duque do Palatinado-Neuburgo e Duque de Jülich e Berg, reinando nos seus estados entre 1716 e 1742. Até 1728 Carlos III Filipe foi também conde de Megen (nos Países Baixos).

Carlos III Flipe
Eleitor Palatino
Duque do Palatinado-Neuburgo
Duque de Jülich e de Berg
Karl Philipp, Kurfürst (1716-1742).jpg
Retrato de Carlos III Filipe, Eleitor Palatino
Reinado 1716–1742
Consorte Luísa Carolina Radziwiłł,
Teresa Lubomirska
Violante Teresa de Thurn und Taxis.
Nascimento 4 de novembro de 1661
  Neuburgo, Palatinado-Neuburgo
Morte 31 de dezembro de 1742 (81 anos)
  Mannheim, Palatinado
Casa Wittelsbach
Dinastia Wittelsbach
Pai Filipe Guilherme, Eleitor Palatino
Mãe Isabel Amália de Hesse-Darmstadt
Filho(s) Leopoldina Leonor Josefina
Maria Ana
Isabel Augusta Sofia
Teófila Isabel Francisca Felicidade
Ana Isabel Teófila.

BiografiaEditar

Nascido em Neuburgo do Danúbio, Carlos Filipe foi o sétimo filho das 17 crianças nascidas do casamento de Filipe Guilherme, Eleitor Palatino e de Isabel Amália de Hesse-Darmstadt.

Embora Carlos Filipe se tenha tornado, aos 14 anos, clérigo em Colónia, em 1677 em Salzburg e, por fim, em 1679 em Mainz, nunca chegou a ser ordenado. Em vez disso, iniciou uma carreira militar em 1684. Mais tarde juntou-se aos Habsburgo nas guerras contra os Turcos (1691-1694), sendo promovido a marechal de campo. Em 1712 foi nomeado Governador da Áustria Anterior, em Innsbruck.

Carlos Filipe sucedeu ao irmão João Guilherme, Eleitor Palatino quando este morreu em 1716, e de imediato expulsou a amante do irmão, Doroteia von Velen, do palácio eleitoral. Ele mudou a capital do Eleitorado de Heidelberga para a nova cidade de Mannheim em 1720, não sem antes promover o seu favorito Bobo da corte, Perkeo de Heidelberga, a encarregado das adegas do castelo.

Para reforçar a união de todas as linhas dos Wittelsbach, Carlos Filipe organizou alianças matrimoniais envolvendo diferentes ramos da sua dinastia. Em 17 de janeiro de 1742 organizou o casamento da sua neta, Isabel Augusta de Sulzbach[1] com Carlos Teodoro do Palatinado-Sulzbach. Também preparou o consórcio de sua irmã Maria Ana com o príncipe bávaro Clemente da Baviera.[2] Paralelamente, na eleição imperial de 1742,[3] Carlos III Filipe votou a favor do seu primo bávaro, o Príncipe-Eleitor Carlos Alberto.

Com a sua morte, em dezembro de 1742, extinguiu-se a linha do Palatinado-Neuburgo, pelo que todos os seus estados (que incluía o Eleitorado do Palatinado, o ducado de Neuburgo e os ducados de Jülich e Berg) foram herdados pelo seu primo Carlos IV Teodoro, da linha do Palatinado-Sulzbach dos Wittelsbach.

Outra neta de Carlos Filipe, Maria Francisca de Sulzbach, casou mais tarde com Frederico Miguel do Palatinado-Zweibrücken. Deste casamento nasceu Maximiliano José do Palatinado-Zweibrücken que se tornou herdeiro da linha do Palatinado-Sulzbach vindo, mais tarde, a ser o primeiro Rei da Baviera.

Mecenas das artesEditar

Em Mannheim, Carlos III Filipe, e depois o seu sucessor, Carlos IV Teodoro, organizaram a que foi considerada como a melhor orquestra de toda a Europa. Sob a liderança de músicos como Johann Stamitz e Carlo Grua, a orquestra de Kasapelle era louvada por músicos como Leopoldo e Wolfgang Amadeus Mozart.

Casamentos e descendênciaEditar

 
Luísa Carolina Radziwiłł, uma ilustração de Icones familiae ducalis Radvilianae.

Carlos III Filipe casou três vezes:

  1. Leopoldina Leonor Josefina (27 de dezembro de 1689 - 8 de março de 1693), morreu com três anos de idade;
  2. Maria Ana (7 de dezembro de 1690 - 1692), morreu com dois anos de idade;
  3. Isabel Augusta de Neuburgo (17 de março de 1693 - 30 de janeiro de 1728), que casou em 1717 com o seu parente José Carlos do Palatinado-Sulzbach, com descendência;
  4. Filho natimorto (22 de março de 1695), sua mãe, Luísa, morreu alguns dias depois devido a complicações no parto dessa criança.
  • Em Cracóvia, a 15 de dezembro de 1701, casou em segundas núpcias com a princesa Teresa Lubomirska, herdeira de Ostroh. Tiveram duas filhas:
  1. Teófila Isabel Francisca Felicidade (13 de novembro de 1703 - 31 de janeiro de 1705), morreu com um ano de idade;
  2. Ana Isabel Teófila (9 de junho de 1709 - 10 de fevereiro de 1712), morreu com dois anos de idade.
  • Em 1728 casou em terceiras núpcias com a condessa Violante Teresa (1683–1734), filha do conde Filipe Guilherme de Thurn und Taxis, e de sua mulher a condessa Maria Adelaide von Aham zu Wildenau. Este casamento sem geração, foi considerado morganático, uma vez que o ramo de Augsburgo da riquíssima família Thurn und Taxis só foi elevado à categoria de barão em 1657 e foram feitos condes do Sacro Império Romano-Germânico em 1701. Mas Violante recebeu o título honorário de Princesa do imperador Carlos VII em 1733.[4]

Relações FamiliaresEditar

Pelo casamento de cinco das suas irmãs, Carlos III Filipe tornou-se parente dos principais monarcas católicos Europeus:

AscendênciaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar


Carlos III Filipe, Eleitor Palatino
Casa de Wittelsbach
( Ramo Palatino – linhagem de Neuburgo )
Nascimento: 4 de novembro 1661 Morte: 31 de dezembro 1742
Precedido por
João Guilherme
 
Eleitor do Palatinado
Duque do Palatinado-Neuburgo
Duque de Jülich e de Berg

1716 - 1742
Sucedido por
Carlos IV Teodoro
Precedido por
João Guilherme
Conde de Megan
1716 - 1728
Sucedido por
Maximilian Damian
Schall von Bell

BibliografiaEditar

  • (em alemão) Orlop, Nikolaus - Von Garibald bis Ludwig III. - Verlag Heinrich Hugeldubel, Munique, 1979. ISBN 3-88034-032-3

ReferênciasEditar

  1. filha de Isabel Augusta de Neuburgo
  2. neto de Fernando Maria, Eleitor da Baviera
  3. en:Imperial_election#18th century
  4. Huberty, Michel; Giraud, Alain; Magdelaine, F. and B. (1985). L'Allemagne Dynastique. Col: Tome IV (em French). [S.l.]: Laballery. pp. 200, 235–237. ISBN 2-901138-04-7