Abrir menu principal
NoFonti.svg
Este anexo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes, inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, nos locais indicados.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Carlos da Silva Lacaz
Nascimento 19 de setembro de 1915
Guaratinguetá
Morte 23 de abril de 2002 (86 anos)
São Paulo
Nacionalidade  Brasileiro
Prêmios Prêmio José Reis de Divulgação Científica (1982)
Campo(s) Medicina

Carlos da Silva Lacaz (Guaratinguetá, 19 de setembro de 1915São Paulo 23 de abril de 2002) foi um médico, cientista e professor brasileiro.[1]

Formado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, foi posteriormente diretor desta instituição e destacou-se no estudo da medicina tropical. Escreveu em torno de 1200 artigos de divulgação científica e elevação cultural, a maioria publicada no jornal Folha de S.Paulo. Foi membro da Academia Nacional de Medicina.

Índice

BiografiaEditar

Carlos da Silva Lacaz nasceu em Guaratinguetá, antiga cidade do vale do rio Paraíba, no estado de São Paulo. Filho do prof. Rogério da Silva Lacaz e de Judith Limongi Lacaz. Cursou o secundário no Ginásio Nogueira da Gama, de sua cidade natal, aonde foi aluno de seu pai Rogério.

Após completar os estudos primários e secundários na sua cidade natal mudou-se para a capital do estado, onde ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em 1934, vindo a diplomar-se em 1940. Na mesma instituição doutorou-se com distinção em 1945 e tornou-se professor catedrático de Microbiologia e Imunologia e professor titular do Departamento de Medicina Tropical e Dermatologia em 1953.

Em 1959 Lacaz criou o Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, tendo sido seu diretor até sua aposentadoria em 1985.

Fundou em 1977 o Museu Histórico da Faculdade de Medicina da USP e foi seu diretor vitalício.

Fundou em 1997 da Sociedade Brasileira de História da Medicina, tendo sido seu primeiro Presidente (1997-2001).

Lacaz publicou cerca de 500 trabalhos científicos, cinquenta livros e 1500 artigos para o jornal Folha de S.Paulo, ressaltando os valores humanos, particularmente na área médica. Consagrado pesquisador, educador, tropicalista e historiador, um gigante da Medicina Brasileira, e também o consolidador do movimento médico humanista no país.

Faleceu em 23 de abril de 2002.

HomenagensEditar

Professor Honoris Causa pela Universidade Federal do Ceará e Universidade Nacional do Nordeste (Resistencia, Argentina).

Recebeu em 1986 o Prêmio Anísio Teixeira por sua contribuição para a área de educação.

Em 1997 o Museu Histórico da Faculdade de Medicina da USP recebeu o nome Museu Histórico Prof. Carlos da Silva Lacaz.

Em 2014 o município de Francisco Morato-SP o homenageou dando ao hospital local o nome de Hospital Estadual de Francisco Morato Prof. Carlos da Silva Lacaz.

ObrasEditar

  • Lacaz CS. Vultos da Medicina Brasileira. São Paulo, Pfizer, 1966, 3v.
  • Lacaz CS. Temas de Medicina: Biografias, doenças e problemas sociais. São Paulo: Lemos Editorial, 1997.

Referências

Ligações externasEditar