Abrir menu principal
Carlota de Albret
suo jure Dama de Châlus
Duquesa de Valentinois e Urbino
Regente de Valentinois
Cônjuge César Bórgia, Duque de Valentinois
Descendência Luísa Bórgia, Duquesa de Valentinois
Casa Albret
Nascimento 1480
  Gasconha, França
Morte 11 de março de 1514 (entre 33-34 anos)
  Castelo de La Motte-Feuilly, França
Enterro Convento de Annonciades
Pai Alan de Albret
Mãe Francisca de Châtillon-Limoges

Carlota de Albret (em francês: Charlotte d'Albret; Gasconha, 1480 — Castelo de La Motte-Feuilly, 11 de março de 1514),[1] foi suo jure Dame de Châlus, Duquesa de Valentinois, uma nobre e rica francesa da família Albret; sendo irmã de D. João III de Navarra, e esposa do notório César Bórgia com quem se casou em 1499. Ela foi a mãe de sua única filha legítima, Luísa Bórgia, para quem atuou como regente após a morte de Cesare.

Em 10 de maio de 1499, com a idade de 19 anos, ela se casou em Blois com César Bórgia, filho ilegítimo do Papa Alexandre VI e de Vannozza dei Cattanei. Ele havia sido recentemente feito Duque de Valentinois pelo rei Luís XII da França. O casamento foi político, organizado com o objetivo de fortalecer a aliança de César com a França.[2] Pouco depois do casamento, César acompanhou o Rei Luis, em sua invasão da Itália.

Charlotte foi descrita como sendo "bela e rica"[3] e o cronista contemporâneo Arnauld Feron[4] relata que César Bórgia ficou entusiasmado com o casamento. Em 1504, ela se tornou titular das propriedades de Feusines, Néret, e La Motte-Feuilly.

Quase sete anos após a morte de seu marido, Charlotte morreu em 11 de março de 1514 no castelo de La Motte-Feuilly. Ela foi enterrada no convento das Annonciades de Bourges.

Referências

  1. Charles Cawley, Medieval Lands, Gascony, Dukes and Nobility
  2. Rafael Sabatini, The life of Cesare Borgia, Kessinger Publishing, 2004, p.116.
  3. George R. Marek, The Bed and the Throne: the Life of Isabella D'Este, p. 74, Harper & Row, 1976, ISBN 978-0-06-012810-4
  4. Arnaul Le Féron, De gestis gallorum libri XI", Paris 1550.