Abrir menu principal

Carmo da Cachoeira

município brasileiro do estado de Minas Gerais
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Carmo da Cachoeira é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Pertencente à Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas Gerais, sua população estimada em 2014 era de 12.276 habitantes.[6]

Município de Carmo da Cachoeira
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 17 de dezembro de 1938 (79 anos)
Gentílico cachoeirense
Prefeito(a) Godofredo Caldeira Reis (MDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Carmo da Cachoeira
Localização de Carmo da Cachoeira em Minas Gerais
Carmo da Cachoeira está localizado em: Brasil
Carmo da Cachoeira
Localização de Carmo da Cachoeira no Brasil
21° 27' 39" S 45° 13' 26" O21° 27' 39" S 45° 13' 26" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008[1]
Microrregião Varginha IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Varginha, Lavras, Nepomuceno, Ingaí, Luminárias, São Bento Abade, Três Corações, Três Pontas
Distância até a capital 230 km
Características geográficas
Área 505,947 km² [2]
População 11 836 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 23,39 hab./km²
Altitude 844 m
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,655 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 119 963,739 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 973,71 IBGE/2008[5]

HistóriaEditar

Baseados em depoimentos feitos por antigos moradores da cidade, soubemos um pouco da história deste município do sul de Minas. Dizem eles estas paragens eram conhecidas como “deserto desnudo”.

O local onde se encontra a cidade tinha o nome de “sítio da Cachoeira” e pertencia em parte aos Rattes.

Três fazendas – Boa Vista, Retiro e Rancho compunham a paisagem da região. Assim, os Rattes, moradores do sítio da Cachoeira e do “deserto desnudo” foram os primeiros habitantes do futuro povoado de Carmo da Cachoeira, hoje município de Carmo da Cachoeira.

Em 1853, o lugar mais importante era a Fazenda Boa Vista, onde até eleições havia, segundo documentos da época. Em 1842 passou-se a fazenda para distrito da Boa Vista. A primeira capela foi construída entre 1845 e 1847.

A partir de 1848 as eleições foram feitas no povoado de Nossa Senhora do Carmo da Boa Vista. Em 1857, já distrito, a paróquia de Cachoeira do Carmo deixava de pertencer ao distrito da Boa Vista. A primeira igreja foi reformada e ampliada entre 1873 a 1875 e teve como diretor de obras o Sr. Severino Ribeiro Rezende.

O primeiro cemitério que surgiu era apenas um cercado de bambus, no mesmo local onde se encontra o cemitério paroquial que foi ampliado entre 1922 e 1924 pelo então vigário, padre Teófilo Saez. Essas construções foram a marca inicial do povoamento de Carmo da Cachoeira.

O terreno hoje ocupado pela cidade foi doado em parte pelos Rattes e outra parte pelo tenente-coronel da Guarda Nacional José Fernandes Avelino, que fez construir e nele residiu, o velho casarão situado na esquina da Praça do Carmo. Dizem que quando haviam sido construídas 100 casas, o arraial foi elevado à categoria de freguesia. Assim a capela era citada sendo a “capela de Cachoeira do Carmo no Município de Lavras do Funil”.

Algumas personalidades marcaram o crescimento da cidade e foram eleitos vereadores especiais por Carmo da Cachoeira em Varginha: o Sr. Antônio de Rezende Vilela, o Dr. Moacir Rezende e o Dr. João Otaviano Veiga Lima.

Em 1928 veio a Carmo da Cachoeira, como vigário, o cônego José Dias Machado, que resolveu desmanchar a velha matriz e construir outra mais de acordo com as necessidades da paróquia. O resultado é a matriz da Praça Nossa Senhora do Carmo. A praça foi inaugurada em 16 de julho de 1938.

Em 17 de dezembro de 1938 foi criado o município de Carmo da Cachoeira, e em 1 de janeiro de 1939 tomou posse o seu primeiro prefeito, Antônio Rezende Vilela, que ficou sete meses no poder, passando a prefeitura para seu filho Amintas de Oliveira Vilela.

A Educação veio formalizada com a construção, em 1878, da Escola pública Feminina. Em 1903 dona Ana Evangelina Ximenes regia as aulas. A Escola pública Masculina tinha como regente Pedro Juvêncio de Souza. Em 1930 essas escolas foram transformadas em escolas reunidas. Em 1947 foi criado o Grupo Escolar “Monsenhor Nardi”, que hoje se chama “Pedro Mestre”. Hoje a cidade conta com nove escolas de 1º grau e uma de 2º grau.

Atualmente Carmo da Cachoeira, conta com 11.125 habitantes espalhados pelos seus 507,3 km². Já conta com internet via rádio, através de uma ONG (AINCCA), além dos serviços fornecidos pela TELEMAR. Outra ONG é formada pelo grupo Trabalho e Dignidade: trabalha com mão-de-obra ociosa – fora da época da “panha de café”. É um movimento social alternativo. A renda per capita do município é de R$ 458,06 anuais – fonte IBGE.

O GAPA – Sociedade protetora dos animais foi a primeira ONG implantada na cidade, em 2002, após um período de atuação em caráter informal e sem registro.

Carmo da Cachoeira continua pertencendo ao grupo que a economia denomina “setor primário de produção”, isto é, agrário-rural. Nas ruas o povo, ao “jogar conversa fora”, comenta que a cidade não vai para frente porque a igreja matriz foi construída de costas para a entrada da cidade. Histórias que o povo conta.

Em 1987 foi fundada na cidade de Carmo de Cachoeira a Comunidade Figueira. Existe várias áreas da Comunidade de Figueira na parte urbana e rural da cidade.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 15 de junho de 2015 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Estimativa da população de Carmo da Cachoeira em 2014.». IBGE. 28 de agosto de 2014. Consultado em 1 de abril de 2015 

Ligações externasEditar