Casa da Pesca

A Casa da Pesca é um espaço ajardinado pertencente ao conjunto da antiga Quinta do Marquês de Pombal e que se insere nas instalações da Estação Agronómica Nacional, em Oeiras.

A Casa da Pesca é um espaço ajardinado pertencente ao conjunto da antiga Quinta do Marquês de Pombal e que se insere nas instalações da Estação Agronómica Nacional, em Oeiras.

Neste lugar aprazível, com árvores frondosas, existe um pequeno lago artificial, bordejado por uma estátua com referências marítimas. Este espelho-de-água adorna um espaço cénico composto por uma larga escadaria, por uma cascata artificial (ladeada por dois enormes pilares) e delimitado por paredes decoradas com azulejos tradicionais portugueses.

A quinta permaneceu na posse da família Pombal até 1939 quando foi vendida ao jornalista Artur Brandão (1876-1960) que se desfez do recheio da casa. Posteriormente foi adquirida pelo estado e integrada na Estação Agronómica Nacional.

É comum, quando o tempo o permite, a realização de espectáculos de música e de dança neste local, tendo actuado aí, grandes nomes da música portuguesa.

A Noite de Tunas de Oeiras, da responsabilidade do Grupo de Serenatas da FMH, realizava-se anualmente ali e é um marco nas festas do concelho de Oeiras.

Depois de anos ao abandono e em acelerado processo de ruína, em 2019, depois de passar para a responsabilidade do município, iniciaram-se as obras de recuperação.

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.