Casa da Poetisa Júdice Barbosa

casa em Silves, Portugal

A Casa da Poetisa Júdice Barbosa é um edifício histórico na vila de São Bartolomeu de Messines, no concelho de Silves, em Portugal. É conhecida por ser o local onde nasceu a escritora Maria Antonieta Júdice Barbosa.[1]

Casa da Poetisa Júdice Barbosa
Placa comemorativa na fachada do edifício.
Construção Século XIX
Património Nacional
Classificação  Imóvel de Interesse Municipal
Ano 2010
DGPC 14312938
SIPA 35864
Geografia
País Portugal Portugal
Local São Bartolomeu de Messines, Silves
Coordenadas 37° 15' 26.03" N 8° 17' 13.72" O
Localização do edifício em mapa dinâmico

História e descriçãoEditar

O imóvel consiste numa casa térrea na Rua João de Deus,[2] no centro da vila.[1] Em frente situa-se a chamada Casa do Remexido, e nas proximidades encontra-se a Igreja Paroquial.[3] O edifício é de pequenas dimensões, e apresenta uma aparência tradicional da região, com um telhado de duas águas e beirado.[1] A fachada está aberta em três vãos, compostos por duas portas e uma janela, com molduras de cantaria em calcário, com verga em contracurva e rematada por um pequeno elemento decorativo.[1] Todos os três vãos apresentam uma caixilharia verde em madeira.[1] A fachada foi quase totalmente caiada de branco, a não ser por uma faixa vermelha junto ao solo.[1]

Um dos elementos mais destacados na casa é o painel comemorativo na fachada, situado entre as duas portas, composto por azulejos multicoloridos com uma moldura floral, com a inscrição «Nesta casa nasceu aos 14 de Novembro de 1924, Maria Antonieta Júdice Barbosa, que foi poetisa e alma de eleição. Homenagem da sua terra natal, em Novembro de 1961.».[1] O painel foi elaborado pela Fábrica Santana, em 1961.[2]

Devido à tipologia dos vãos, o edifício terá sido construído no Século XIX.[1] Em 14 de Novembro de 1924, foi o local de nascimento da poetisa Maria Antonieta Júdice Barbosa, que faleceu em 1960.[1] No ano seguinte foi colocada a placa comemorativa na fachada da casa.[1]

Em 9 de Outubro de 2009, a autarquia de Silves enviou uma proposta para classificar a casa como Imóvel de Interesse Público, que foi negada pela Direcção Regional de Cultura do Algarve, por considerar que não tinha valor nacional.[1] Assim, a própria autarquia classificou o edifício como Imóvel de Interesse Municipal, por um edital de 9 de Março de 2010.[1] O edifício chegou a um avançado estado de degradação, estando em ruínas.[1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m LEITE, Sílvia; RAMALHO, Maria (2016) [2009]. «Casa da Poetisa Júdice Barbosa». Património Cultural. Direcção-Geral do Património Cultural. Consultado em 24 de Outubro de 2020 
  2. a b FERNANDES e JANEIRO, 2008:143
  3. NOÉ, Paula (2017). «Casa da Poetisa Júdice Barbosa». Sistema de Informação para o Património Arquitectónico. Direcção-Geral do Património Cultural. Consultado em 24 de Outubro de 2020 

BibliografiaEditar

  • FERNANDES, José Manuel; JANEIRO, Ana (2008). A casa popular do Algarve: espaço rural e urbano, evolução e actualidade. Faro: Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve. 153 páginas. ISBN 978-989-8208-00-2 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre um edifício é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.