Abrir menu principal

Casa de Hohenberg

Família nobre austríaca
Casa de Hohenberg
Haus Hohenberg
Brasão estabelecido em 1917 da casa de Hohenberg
Estado Áustria-Hungria
Título Duque de Hohenberg
Príncipe de Hohenberg
Origem
Fundador Sofia, Duquesa de Hohenberg
Fundação 1900
Casa originária Habsburgo
Etnia Caucasiana
Atual soberano
Pretendente Jorge
Linhagem secundária
-

A casa de Hohenberg é uma família nobre austríaca, descendentes de duquesa Sofia Chotek, que em 1900 casou-se com o arquiduque Francisco Ferdinando da Áustria, o herdeiro presuntivo do trono do Império Austro-Húngaro. Como o casamento foi um morganático, nenhum de seus quatro filhos estavam na linha de sucessão ao trono austro-húngaro.[1]

HistóriaEditar

A casa de Hohenberg foi estabelecida por decreto imperial de Francisco José I da Áustria, quando após o casamento do casal, em 1900, ele criou para a mulher de Francisco Ferdinando o título princesa de Hohenberg (em alemão: Fürstin von Hohenberg) em seu próprio direito, com o estilo de Alteza Sereníssima (Durchlaucht), e a especificação de que este nome e título também deve ser carregados pelos seus descendentes.

Em 1909, o imperador promoveu Sofia para o título mais alto, de Duquesa de Hohenberg (Herzogin von Hohenberg) com o estilo Alteza (Hoheit) para sua vida. Este título expirou após o assassinato de Sofia em 1914.

Em 1917, o imperador Carlos I da Áustria regulamentou os títulos dentro da família Hohenberg e concedeu-lhes um brasão de armas (mostrado acima). O chefe da casa seria intitulado duque com o estilo de Alteza, os outros membros do sexo masculino seriam intitulados príncipes e membros do sexo feminino intituladas princesas com o estilo de Alteza Sereníssima. Assim, o filho mais velho de Sofia, o príncipe Maximiliano de Hohenberg, se tornou o primeiro Duque de Hohenberg. Este título foi criado para ser hereditário entre os descendentes homens de Sofia e Francisco Ferdinando, de acordo com a regra de primogenitura agnática. Após a queda da monarquia, todos os títulos de nobreza austríaca foram abolidas por lei em 1919 e desde então seus nomes consistiram apenas de um nome e sobrenome, sem o "von" ou qualquer título.

Em 1938, vários membros da família que se opunham a Adolf Hitler foram presos pelos nazistas e enviados para campos de concentração de Dachau, principalmente o duque Maximiliano e seu irmão Ernsto. Eles só foram soltos em 1945. O atual chefe da casa, Jorge Hohenberg, foi embaixador da República da Áustria à Santa Sé, ao abrigo da parte do pontificado do Papa João Paulo II. Ele também é um cavaleiro da Ordem do Tosão de Ouro.

Os membros da casa de Hohenberg não são apenas descendentes da casa de Habsburgo-Lorena, mas são também através do casamento relacionada com muitas outras dinastias europeias, incluindo as famílias reinantes do Grão-Ducado do Luxemburgo e do Principado de Liechtenstein.

SoberanosEditar

Duques e Príncipes de Hohenberg (1909 - 1914)Editar

Duques de Hohenberg (desde 1917)Editar

Ver tambémEditar

Referências