Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Nassau, veja Nassau (desambiguação).
Casa de Nassau
Haus Nassau
Brasão de armas da Dinastia Nassau (desde o século XIII)
Estado Flag of The Electoral Palatinate (1604).svg Eleitorado do Palatinato
Título Condes e Duques de Nassau
Origem
Fundador Dudo-Henry de Laurenburg e Nassau
Fundação século XII
Atual soberano
Soberano Guilherme Alexandre dos Países Baixos
(Orange-Nassau)
Soberano Henrique de Luxemburgo
(Nassau-Weilburg)
Linhagem secundária
Casa de Orange-Nassau
Casa de Nassau-Weilburg

A Dinastia Nassau ou Casa de Nassau é uma dinastia aristocrática de diversificadas casas reais na Europa. É nomeado após a senhoria associada com o Castelo de Nassau, localizado nos dias atuais em Nassau, Renânia-Palatinado, Alemanha. Os senhores de Nassau foram originalmente intitulados Conde de Nassau, em seguida, elevada à categoria principesca. No final do Sacro Império Romano-Germânico, eles próprios proclamaram-se Duque de Nassau[1]

Todos os reis holandeses desde 1890 e do Grão Ducado de Luxemburgo desde 1912, são descendentes da linha feminina da Dinastia Nassau. Segundo a tradição alemã, o nome da família é passada só na linha de sucessão masculina. A casa é, portanto, a partir desta perspectiva, extinta. No entanto, os costumes aristocráticos holandeses (e do Luxemburgo, que se baseiam neles) diferem, e não consideram a casa extinta.

Índice

OrigensEditar

 
Castelo Nassau, a primeira sede da Casa de Nassau, em Nassau, Renânia-Palatinado, Alemanha, o castelo foi fundado em torno de 1100 pelo Conde Dudo-Henry de Laurenburg e Nassau e fundador da Dinastia Nassau.

O conde Dudo-Henry de Laurenburg e Nassau (ca. 1060 - ca. 1123) é considerado o fundador da Casa de Nassau. Ele é primeiramente mencionado na suposta carta-fundação da Abadia Maria Laach em 1093 (embora muitos historiadores considerassem o documento como fabricado). O Castelo Laurenburg, localizado a alguns quilômetros rio acima a partir de Nassau sobre a Lahn, foi a sede da sua senhoria. Sua família provavelmente descende dos Senhores do Lipporn. Em 1159, o Castelo de Nassau tornou-se a sede dominante e a casa passou a ser nomeada em homenagem a este castelo. Os Condes de Nassau e Laurenburg expandiram a sua autoridade sob os irmãos Roberto (Ruprecht) I (1123-1154) e Arnaldo Laurenburg (1123-1148).[2]

Roberto foi a primeira pessoa a chamar-se Conde de Nassau, mas o título não foi confirmado até 1159, cinco anos após a morte de Roberto. O filho de Roberto, Walram I (1154-1198) foi a primeira pessoa a ser legalmente titulada Conde de Nassau. A cronologia dos Condes de Laurenburg não é certa, bem como o vínculo entre Roberto I e Walram é particularmente controversa. Além disso, algumas fontes consideram Gerhard, listado como co-Conde de Laurenburg em 1148, como sendo filho do irmão de Roberto I, Arnoldo I.[3] No entanto, Erich Brandenburg em seu Die Nachkommen Karls des Großen afirma que o mais provável é que Gerhard era filho de Roberto I, porque Gerard era o nome do avô materno, pai de Beatrix de Limburg.[4]

Condes de Laurenburg (ca. 1093–1159)Editar

  • ca. 1060 – ca. 1123: Dudo-Henry
  • 1123–1154: Roberto (Ruprecht) I - filho de Dudo-Henry
  • 1123–1148: Arnaldo I - filho de Dudo-Henry
  • 1148: Gerhard - filho (provavelmente) de Roberto I
  • 1151–1154: Arnoldo II - filho de Roberto I
  • 1154–1159: Roberto II - filho de Roberto I

Condes de Nassau (1159–1255)Editar

Em 1255, os filhos de Henrique II, Walram II e Oto I, dividiram as possessões. Os descendentes de Walram ficaram conhecidos como o ramo walramiano, que se tornou importante no Condado de Nassau e Luxemburgo. Os descendentes de Oto ficaram conhecidos como o ramo otoniano, que herdariam partes de Nassau, França e Países Baixos. Ambas as linhas muitas vezes se dividiram nos séculos seguintes. Em 1783, os chefes de vários ramos da Casa de Nassau selaram o Pacto da Família Nassau (Erbverein) para regular a futura sucessão nos seus estados.

A linha Walramiana (1255–1344)Editar

 
Armas e crista do ramo walramiano

Condes de Nassau em Wiesbaden, Idstein e Weilburg (1255–1344)Editar

  • 1255–1276: Walram II
  • 1276–1298: Adolfo de Nassau, coroado Rei da Germânia em 1292
  • 1298–1304: Roberto VI de Nassau
  • 1298–1324: Walram III, Conde de Nassau em Wiesbaden, Idstein e Weilnau
  • 1298–1344: Gerlach I, Conde de Nassau em Wiesbaden, Idstein, Weilburg e Weilnau

Após a morte de Gerlach, as posses da linha walramiana foram divididos em Nassau-Weilburg e Nassau-Wiesbaden-Idstein.

Nassau-Weilburg (1344–1816)Editar

 Ver artigo principal: Casa de Nassau-Weilburg
 
Bandeira de Nassau-Weilburg

Conde Walram II começou a administração do Condado de Nassau-Weilburg, que existiu até 1816. Os soberanos da casa depois governaram o Ducado de Nassau até 1866 e a partir de 1890 o Grão-Ducado de Luxemburgo. O ramo de Nassau-Weilburg atualmente é governante de Luxemburgo. O ramo walramiano recebeu o senhorio de Merenberg em 1328 e Saarbrücken (por casamento) em 1353.

Condes de Nassau-Weilburg (1344–1688)Editar

Príncipes de Nassau-Weilburg (1688–1816)Editar

Duques de Nassau (1816–1866)Editar

Em 1866, a Prússia anexou o Ducado de Nassau como o duque tinha sido um aliado da Áustria na Guerra Austro-Prussiana. Em 1890, o duque Adolfo tornou-se o Grão-duque Adolfo de Luxemburgo.

Grão-duques de Luxemburgo (da Casa de Nassau-Weilburg) - 1890–1912 e sucessão por via femininaEditar

 Ver artigo principal: Família grão-ducal luxemburguesa

A partir de um casamento morganático, contratado em 1868, descende uma família, ver Conde de Merenberg, que em 1907 foi declarada não-dinástica. Se não tivessem sido excluídos da sucessão, eles teriam herdado a liderança da casa em 1912.

Condes de Nassau-Wiesbaden-Idstein (1344–1728)Editar

Após a morte de Frederico Luís, Nassau-Wiesbaden-Idstein ficou para Carlos, Príncipe de Nassau-Usingen

Condes de Nassau-Saarbrücken (1429–1797)Editar

 Ver artigo principal: Nassau-Saarbrücken

Após a morte de Henrique Luís, Nassau-Saarbrücken ficou com Carlos Guilherme de Nassau-Usingen

Príncipes de Nassau-Usingen (1659–1816)Editar

 Ver artigo principal: Nassau-Usingen

Em 1816, Nassau-Usingen foi unido com Nassau-Weilburg para formar o Ducado de Nassau. Veja "Duques de Nassau" acima.

O ramo OtonianoEditar

 
Armas e crista do ramo Otoniano (desde o século XIII)
  • 1255–1290: Oto I, Conde de Nassau em Siegen, Dillenburg, Beilstein e Ginsberg
  • 1290–1303: Comando conjunto de Henrique, João e Emico I, filhos de Oto I

Em 1303, os filhos de Oto dividiram as possessões do ramo Otoniano. Henrique recebeu Nassau-Siegen, João recebeu Nassau-Dillenburg e Emico I recebeu Nassau-Hadamar. Após a morte de João, Nassau-Dillenburg ficou para Henrique.

Condes de Nassau-DillenburgEditar

Em 1739, Nassau-Dillenburg junta-se com Nassau-Dietz, agora conhecido como Orange-Nassau.

Condes de Nassau-BeilsteinEditar

Em 1343, Nassau-Beilstein foi dividido a partir de Nassau-Dillenburg.

Após a morte de João III, Nassau-Beilstein foi juntado a Nassau-Dillenburg. Ele foi dividido novamente em 1607 po Jorge, que herdou o resto de Nassau-Dillenburg em 1620.

Condes e Príncipes de Nassau-HadamarEditar

Após a morte de Emico III, Nassau-Hadamar volta para Nassau-Dillenburg.

Em 1620, a linha mais jovem de Nassau-Hadamar foi dividido a partir de Nassau-Dillenburg.

Em 1711, Nassau-Hadamar foi dividido entre Nassau-Dietz, Nassau-Dillenburg, e Nassau-Siegen.

Nassau-SiegenEditar

 Ver artigo principal: Casa de Nassau-Siegen

O ramo de Nassau-Siegen foi uma linha colateral da Casa de Nassau e sediada em Siegen. O primeiro conde de Nassau em Siegen foi o conde Henrique, Conde de Nassau em Siegen (m. 1343), o filho mais velho do conde Oto I de Nassau. Seu filho Oto II de Nassau comandou a partir de Dillenburg.

Em 1328, João de Nassau-Dillenburg morreu solteiro e sem filhos, e Dillenburg ficou para Henrique de Nassau-Siegen. Para condes de Nassau-Siegen entre 1343 e 1606, veja "Condes de Nassau-Dillenburg" acima.

Em 1606, a linha mais jovem de Nassau-Siegen foi dividido a partir da Casa de Nassau-Dillenburg. Após a linha principal da casa ser extinta em 1734, Carlos VI, Sacro Imperador Romano-Germânico transferiu o condado para a Casa de Orange-Nassau.

Condes e Príncipes de Nassau-SiegenEditar

Ficheiro:Palac Gozdzkich - de Nassau.jpg
Gozdzki - de Nassau Palace em Varsóvia que pertencia à rica Karolina Gozdzka (1747–1807) e seu marido Carlos Henrique de Nassau-Siegen (1745–1808).[5]

Em 1734, Nassau-Siegen passa para Nassau-Dietz, atualmente Orange-Nassau.

Condes e Príncipes de Nassau-DietzEditar

 
Príncipes da Casa de Nassau-Dietz com o Stadhouderlijk Hof de Paleis em Leeuwaarden, H.Príncipe de Nassau, Henrique Casimiro, Príncipe de Nassau, Jorge, Príncipe de Nassau e Guilherme Frederico, Príncipe de Nassau-Dietz

Orange-NassauEditar

 Ver artigo principal: Casa de Orange-Nassau

A Casa de Orange-Nassau decorre da Linha Otoniana. A ligação foi via Engelberto I, que ofereceu seus serviços ao Duque da Borgonha, casado com uma nobre holandesa e herdou terras nos Países Baixos, com a baronia de Breda como o coração de suas possessões neerlandesas.

 
Guilherme I, "O Taciturno" (1545–1584), fundador dos Países Baixos, estátua em Wiesbaden

A importância dos Nassaus cresceu ao longo do século XV e XVI. Henrique III de Nassau-Breda foi apontado como stadtholder da Holanda, Zelândia e de Utrecht pelo Imperador Carlos V no começo do século XVI. Henrique foi sucedido por seu filho, René de Châlon-Orange em 1538, que foi, como se pode deduzir do seu nome, um Príncipe de Orange. Quando René morreu prematuramente no campo de batalha em 1544 suas possessões e seu título principesco passaram para seu primo, Guilherme, "O Taciturno", um conde de Nassau-Dillenburg. Ao deixar cair o nome sufixo "Dillenburg" (de Orange-Nassau-Dillenburg), a partir de então os membros da família se chamavam "Orange-Nassau."

Com a morte de Guilherme III, a linha masculina direta legítima de Guilherme, "O Taciturno" extinguiu-se e, assim, a primeira Casa de Orange-Nassau. João Guilherme Friso, o descendente agnático sênior do irmão Guilherme, "O Taciturno" e um descendente cognático de Frederico Henrique, avô de Guilherme III, herdou o título de príncipe e todos os bens nos Países Baixos e Alemanha, mas não o Principado de Orange. O principado foi cedido para a França sob o Tratado de Utrecht que terminava a guerra com o rei Luís XIV. João Guilherme Friso, que também era Príncipe de Nassau-Dietz, fundou assim a segunda Casa de Orange-Nassau (o nome do sufixo "Dietz" caiu do nome combinado Orange-Nassau-Dietz).

Após a reorganização pós-napoleônica da Europa, o chefe da Casa de Orange-Nassau ganhou o título de "Rei / Rainha dos Países Baixos".

Príncipes de OrangeEditar

Casa de Orange-Nassau(-Dillenburg), primeira criaçãoEditar
  • 1544–1584: Guilherme I, "O Taciturno", também Conde de Katzenelnbogen, Vianden, Dietz, Buren de Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1584–1618: Filipe Guilherme, também conde de Nassau-Dillenburg, de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1618–1625: Maurício, também conde de Nassau-Dillenburg, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1625–1647: Frederico Henrique, também conde de Nassau-Dillenburg, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1647–1650: Guilherme II, também conde de Nassau-Dillenburg, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1650–1702: Guilherme III, também conde de Nassau-Dillenburg, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein, e (depois de 1689) Rei da Inglaterra, Escócia e Irlanda.

Em 1702, a linha Orange-Nassau-Dillenburg morre e suas possessões passam para a linha Nassau-Dietz.

Casa de Orange-Nassau(-Dietz), segunda criaçãoEditar
  • 1702–1711: João Guilherme Friso, também príncipe de Nassau-Dietz, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1711–1751: Guilherme IV, também príncipe de Nassau-Dietz, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1751–1806: Guilherme V, também príncipe de Nassau-Dietz, conde de Vianden, Buren e Leerdam e Senhor de IJsselstein
  • 1806–1815: Guilherme VI, também príncipe de Fulda e conde de Corvey, Weingarten e Dortmund; em 1815 torna-se rei Guilherme I dos Países Baixos
 
Royal Coat of Arms of the Netherlands

Reis e rainhas dos Países Baixos (pela Casa de Orange-Nassau-Dietz)Editar

  • 1815–1840: Guilherme I, também Duque e Grão-duque de Luxemburgo e duque de Limburgo
  • 1840–1849: Guilherme II, também Grão-duque de Luxemburgo e duque de Limburgo
  • 1849–1890: Guilherme III, também Grão-duque de Luxemburgo e duque de Limburgo
  • 1890–1948: Guilhermina

Segundo as leis germânicas, a Casa de Orange-Nassau(-Dietz) foi extinta desde a morte de Guilhermina (1962). As leis e a nação neerlandesas não a consideram extintas.

Árvore genealógicaEditar

A seguinte árvore genealógica é compilada a partir da Wikipédia e a referência citada na nota[6]

Dudo-Henry de Laurenburg
(Alemão: Dudo-Heinrich)
(ca. 1060 – ca. 1123)
foi conde de Laurenburg em 1093
 
 
Roberto I de Nassau
(Alemão: Ruprecht)
(ca. 1090 – ca. 1154)
desde 1123
co-conde de Laurenburg
depois titulou a si mesmo
1.º conde de Nassau
 
 
Arnaldo I de Laurenburg
(morreu ca. 1148)
 
 
Roberto II (Alemão: Ruprecht)
conde de Laurenburg
(1154-1158)(morreu ca. 1159)
 
 
Walram I de Nassau
(Francês: Valéran)
(ca. 1146–1198)
foi o 1.º
(título legal)
conde de Nassau
(1154-1198)
 
 
Henry (Heinrich) I
co-conde of Nassau
(1160 - 1167)
 
 
Roberto III, o Belicoso
Alemão: Ruprecht der Streitbare
(morreu em 1191)
co-conde de Nassau (1160-1191)
 
 
Henrique (Heinrich) II, o Rico
conde de Nassau
(1180–1251)
 
 
Roberto (Ruprecht) IV
conde de Nassau
(1198–1230)
Cavaleiro Teutônico  
(1230–1240)
 
 
Herrmann
(m. após 3 de dezembro de 1240)
Cânon da Catedral de Mogúncia
Walram II de Nassau
(ca. 1220 - 1276)
O ramo WALRAMIANO
os atuais governantes de Luxemburgo
descende dele

 
 
Roberto (Ruprecht) V
m. antes de 1247
Cavaleiro Teutônico (1230–1240) 
 
 
Oto I de Nassau
(reinou ca. 1247 - 1290)
O ramo OTONIANO
os atuais governantes
dos Países Baixos descende dele

 
 
João
(ca. 1230 - 1309)
Bispo-Eleitor de Utrecht (1267–1290)
Adolfo
(ca. 1255-1298)
Rei da Germânia
(1292 - 1298)
 
 
Henrique
(m. 1343)
conde de Nassau em Siegen
 
 
Emico
(m. 7 de junho de 1334)
conde de Nassau em Hadamar
extinct 1394
 
 
João
(m. 1328)
conde de Nassau em Dillenburg
 
 
Ruprecht
(+ 1304)
 
 
Gerlach I de Nassau-Wiesbaden
(antes de 1288 +1361)
 
 
Walram III
conde de Nassau-Wiesbaden
Oto II
(c.?1305 – 1330/1331)
conde de Nassau-Dillenburg
 
 
Henrique
(1307-1388)
conde de Nassau-Beilstein
ext. 1561
 
 
Adolfo
(1307 +1370)
conde de Nassau em
Wiesbaden-Idstein
ext 1605
 
João I
(1309 +1371)
conde de Nassau-Weilburg
 
 
Rupert 'o Belicoso'
(c.?1340 +1390)
conde de Nassau-Sonnenberg
 
João I
(1340 +1416)
conde de Nassau-Dillenburg
 
 
Filipe I
1368 +1429)
conde de Nassau em Weilburg, Saarbrücken, etc.
 
 
Adolfo
(1362 +1420)
conde de Nassau-Dillenburg-Dietz
 
 
João II "o Velho"
( +1443)
 
 
Engelberto I
(c.?1370/80 +1442)
conde de Nassau, Barão de Breda
fundador dos Nassaus neerlandeses
 
 
João III "o Jovem"
(+1430)
conde de Nassau em Siegen
 
Filipe II
(1418 +1492)
conde de Nassau-Weilburg
 
 
João II
(1423 +1472)
conde de Nassau-Saarbrücken
ext. 1574
 
 
João IV (Jan)
(1410, +1475)
conde de Nassau-Dillenburg-Dietz
 
 
Henrique II
(1414 +1450)
conde de Nassau-Dillenburg
 
João III
(1441 +1480)
conde de Nassau-Weilburg
 
 
Filipe
(1443-1471)
conde de Nassau-Weilburg
 
Engelberto II o Valoroso
(1451 +1504)
conde de Nassau e Vianden, Barão de Breda(fr), Lek, Diest, Roosendaal en Nispen e Wouw
 
 
João V
(1455 +1516)
conde de Nassau em Dillenburg,Siegen,Hadamar,Herborn,Vianden,Dietz
 
 
A partir daqui descende a Casa de Nassau-Weilburg
e a Família grão-ducal luxemburguesa
(veja abaixo também)'
A partir daqui descende a Casa de Orange-Nassau (veja abaixo também)


Casa de Orange e NassauEditar

João V, conde de Nassau-Dietz, 1455-1516, Stadholder de Gelderland
 
 
João IV, Príncipe de Orange, 1475-1502
 
 
Willem o Rico, conde de Nassau-Dillenburg 1487- 1559
 
 
Henrique III, conde de Nassau-Breda 1483-1538
 
 
Cláudia de Châlon 1498–1521
Filiberto de Châlon, Príncipe de Orange, 1502-1530
 
Guilherme I, "o Taciturno" 1533-1584, Príncipe de Orange 1544, Stadholder da Holanda, Zelândia & Utrecht, assassinado por agente espanhol
 
 
Luís 1538–1574, morto em batalha contra a Espanha
 
Adolfo 1540–1568, morto em batalha contra a Espanha
 
Henrique 1550-1574, morto em batalha contra a Espanha
 
João VI "o Velhor" 1535–1606, Stadholder de Gelderland
 
René de Châlon 1519–1544, Príncipe de Orange,1521
 
 
Filipe Guilherme 1554–1618, Príncipe de Orange, 1584
 
 
Maurício 1567–1625, Príncipe de Orange,1618, Stadholder da Holanda, Zelândia, Utrecht, etc.
 
 
Frederico Henrique 1584–1647, Príncipe de Orange, 1625, Stadtholder da Holanda, Zelândia & etc.
 
 
Luísa Juliana 1576-1644 casada com Frederico IV Eleitor Palatino de quem a família real britânica descende
Elisabeth 1577-1642 casada com Henri de La Tour d'Auvergne, Duque de Bouillon
illeg.
Justinus van Nassau (1559 – 1631)
Almirante & General, Gov de Breda 1601-1625
 
Guilherme Luís "Us Heit", conde de Nassau-Dillenburg 1560–1620, Stadtholder de Friesland, Groningen e Drenthe
 
Ernst Casimir, conde de Nassau-Dietz 1573–1632, Stadtholder de Friesland, Groningen e Drenthe
 
João VII "o Meio", conde de Nassau-Siegen, 1561–1623
 
illeg
Guilherme de Nassau (1601–1627), Senhor de de Lek
ileg
Luís de Nassau, Senhor de De Lek e Beverweerd (1602– 1665)
 
Frederico V, Eleitor Palatino, 1610 & Rei da Boêmia 1619-21
Henri de la Tour d'Auvergne, Vicomte de Turenne & Marechal-General da França 1611-1675
Carlos I, Rei da Inglaterra 1625-1649
 
Carlos II
 
Guilherme II 1626-1650,Príncipe de Orange & Stadholder da Holanda, Zelândia, etc, 1647
 
 
Maria,Princesa Real
 
 
Jaime II
 
 
Louise Henriette (1627-1667) casada com Frederico Guilherme, Eleitor de Brandemburgo ascendentes dos Reis da Prússia e depois Imperadores alemães
illeg.
Frederick Nassau de Zuylestein (1608–1672)
general do exército, ascendente dos Condes de Rochford na Ingalterra
 
Albertina Agnes(1634– 1696)
Guilherme Frederico,1613-1664 conde depois Príncipe de Nassau-Dietz,Stadtholder de Friesland, Groningen e Drenthe
 
Henrique Casimiro I conde de Nassau-Dietz,1612–1640,Stadtholder de Friesland, Groningen e Drenthe
 
João Maurício "o Brasileiro", Príncipe de Nassau-Siegen,1604–1679,gov. do Brasil Holandês, Marechal de campo do exército holandês
 
Guilherme III 1650-1702,Príncipe de Orange 1650, Stadholder da Holanda, Zelândia, etc, 1672, Rei da Inglaterra, 1689
  
  
Maria II da Inglaterra
 
 
cedeu as terras de Orange para a França em 1713, mas manteve o direito de usar o título em sua forma alemã: atualmente Jorge Frederico da Prússia, "Prinz von Oranien"
Henrique Casimiro II, Príncipe de Nassau-Dietz,1657-1696,Stadtholder de Friesland, Groningen e Drenthe
 
João Guilherme Friso 1687-1711, apontado herdeiro por Guilherme III, Príncipe de Orange, 1702, Stadholder de Friesland 1696
 
 
Ana, Princesa Real da Inglaterra
Guilherme IV 1711–1751, Príncipe de Orange, Stadholder da Holanda, Zelândia, etc. 1747
 
 
Guilhermina da Prússia
Guilherme V 1748–1806, Príncipe de Orange,1751 Stadholder da Holanda, Zelândia, etc. 1751-1795
 
 
Carolina 1743–1787
Carlos Cristiano, Príncipe de Nassau-Weilburg, 1735-1788
Princesa Luísa de Orange-Nassau, 1770– 1819 casada com Karl, Príncipe Hereditário de Braunschweig(-Wolfenbuttel), filho da Princesa Augusta da Grã-Bretanha
Príncipe Frederico de Orange-Nassau, 1774–1799 em General austríaco, sem descendência
Guilherme VI, Fürst de Nassau-Orange-Fulda 1803–1806, Fürst de Nassau-Orange, Príncipe de Orange 1806
depois
Guilherme I, Rei dos Países Baixos 1815
 
 
Frederico Guilherme, Príncipe de Nassau-Weilburg, 1768-1816
Família Real dos Países Baixos, consulte a próxima tabela abaixo
Guilherme, Duque de Nassau, 1792-1839
Adolfo 1817–1905, Duque de Nassau 1839-1866,Grão-Duque de Luxemburgo, 1890-1905
Família grão-ducal luxemburguesa




Guilherme I, 1772-1843, Rei dos Países Baixos, 1815-1840
 
 
Guilhermina da Prússia
 
Guilherme II, 1792-1849, Rei dos Países Baixos, 1840
 
 
Ana Pavlovna da Rússia
 
Príncipe Frederico dos Países Baixos, 1797-1881
 
 
[7][8]
Paulina de Orange-Nassau, 1800-1806
Princesa Mariana dos Países Baixos, 1810-1883
[9]
casou com o Príncipe Alberto da Prússia (1809-1872)
Ema de Waldeck-Pyrmont
Guilherme III, 1817-1890, Rei dos Países Baixos, 1849
 
 
Sofia de Württemberg
Príncipe Alexander dos Países Baixos, 1818–1848
Príncipe Henrique dos Países Baixos, "o Navegador" 1820–1879
Princesa Sofia dos Países Baixos, 1824–1897 casou com Carlos Alexandre, Grão-Duque de Saxe-Weimar-Eisenach
Princesa Luísa dos Países Baixos,1828–1871 casou com Carlos XV da Suécia
Princesa Maria dos Países Baixos, 1841-1910 casou com Guilherme, Príncipe de Wied teve um filho Guilherme, Príncipe da Albânia
Guilhermina, 1880-1962, Rainha dos Países Baixos, 1890-1948
 
  
A partir de 1907
Henrique de Mecklemburgo-Schwerin 1876-1934, Príncipe dos Países Baixos
 
 
Guilherme, Príncipe de Orange 1840-1879
 
 
Príncipe Maurício dos Países Baixos 1843-1850
Alexander, Príncipe de Orange, 1851-1884
 
 
Juliana 1909-2004, Rainha dos Países Baixos, 1948-1980
 
  
Príncipe Bernhard de Lippe-Biesterfeld, Príncipe dos Países Baixos 1911-2004
 
 
Beatriz,1938-, Rainha dos Países Baixos,1980-2013
 
  
Claus van Amsberg,1926-2002, Príncipe dos Países Baixos
 
 
Princesa Irene dos Países Baixos, 1939, m.(1964–1981) Carlos Hugo de Bourbon-Parma, Duque de Parma, 4 filhos fora da sucessão
Princesa Margarida dos Países Baixos, 1943-
 
 
Pieter van Vollenhoven
Princesa Cristina dos Países Baixos,1947, m. Jorge Pérez y Guillermo (m. 1975; div. 1996), 3 filhos fora da sucessão
Guilherme Alexandre dos Países Baixos,1967-
 
  
Príncipe de Orange & Herdeiro aparente, 1980-2013, Rei dos Países Baixos, 2013-
Rainha Máxima dos Países Baixos
 
 
Príncipe Friso de Orange-Nassau 1968-2013 c.(2004) Mabel Wisse Smit sem premissão, seus filhos não são elegíveis para o trono e ele já não era um príncipe dos Países Baixos depois de seu casamento
Príncipe Constantino dos Países Baixos, 1969-
 
 
Princesa Laurentina dos Países Baixos
Casella "VOL" non definita
Princesa Catarina-Amália dos Países Baixos,2003- Princesa de Orange & herdeira aparente, 2013-
 
 
Princesa Alexia dos Países Baixos, 2005-
 
 
Princesa Ariana dos Países Baixos, 2007-
 
 
condessa Eloise de Orange-Nassau, 2002-
conde Claus-Casimiro de Orange-Nassau, 2004-
condessa Leonor de Orange-Nassau, 2006-


Casa de Nassau-WeilburgEditar

Compilado da wikipédia e fontes:[6]

Para ancestrais da
Casa de Nassau-Weilburg
(árvore genealógica da Casa de Nassau)'
João III
(1441 +1480)
conde de Nassau-Weilburg
 
 
Luís I
(1473 +1523)
conde de Nassau-Weilburg
 
Filipe III
(1504 +1559)
conde de Nassau-Weilburg
 
Alberto
(1537 +1593)
conde de Nassau-Weilburg
 
Filipe IV
(1542 +1602)
conde de Nassau-Weilburg
em Saarbrucken
 
 
Luís II
(1565 +1627)
conde de Nassau-Weilburg
em Ottweiler
 
Guilherme
(1570–1597)
conde de Nassau-Weilburg
em Weilburg
 
João Casimiro
(1577 +1602)
conde de Nassau-Weilburg
em Gleiberg
 
Guilherme Luís
(1590 +1640)
conde de Nassau-Saarbrücken
 
 
João
(1603 +1677)
conde de Nassau-Idstein
 
condes de Nassau-Idstein
ext.1721
Ernesto Casimiro
(1607 +1655)
conde de Nassau-Weilburg
 
João Luís
(1625 +1690)
conde de Nassau-Ottweiler
 
ext. 1728
Gustavo Adolfo
(1632 +1677)
conde de Nassau-Saarbrücken
 
ext. 1723
Walrad
(1635 +1702)
conde & príncipe de Nassau-Usingen
 
ext. 1816
Frederico
(1640 +1675)
conde de Nassau-Weilburg
 
João Ernesto
(1664 +1719)
conde & príncipe de Nassau-Weilburg
 
Carlos Augusto
(1685 +1753)
príncipe de Nassau-Weilburg
 
Carlos Ernesto
(1689–1709)
príncipe de Nassau-Weilburg
 
Carlos Cristiano
(1735 +1788)
príncipe de Nassau-Weilburg
 
Princesa Carolina de Orange-Nassau
(1743 +1787)
Frederico Guilherme
(1768 +1816)
príncipe de Nassau-Weilburg
 
Guilherme
(1792 +1839)
Duque de Nassau
 
 
Adolfo
(1817 +1905)
Duque de Nassau 1839-1866
Grão-Duque de Luxemburgo
1890-1905
  
  
Família grão-ducal luxemburguesa


Família grão-ducal luxemburguesaEditar

Adolfo
(1817 +1905)
Duque de Nassau 1839-1866
Grão-Duque de Luxemburgo
1890-1905
  
  
Princesa Adelaide Maria de Anhalt-Dessau
Guilherme IV, Grão-Duque de Luxemburgo, 1852–1912
 
 
Infanta Maria Ana de Portugal
Marie-Adélaïde, Grã-Duquesa de Luxemburgo, 1894–1924
 
 
Carlota 1896–1985, Grã-Duquesa de Luxemburgo 1919–1964
 
 
Príncipe Félix de Bourbon-Parma
 
Princesa Josefina Carlota da Bélgica
João 1921-, Grão-Duque de Luxemburgo 1964-2000
  
 
 
Príncipe Carlos de Luxemburgo
Arquiduquesa Marie-Astrid da Áustria
Henrique 1955-, Grão-Duque de Luxemburgo, 2000
  
  
pequenas armas grandes armas
Maria Teresa
João, Príncipe do Luxemburgo
Margarida de Liechtenstein
Príncipe Guilherme de Luxemburgo
Guilherme, grão-duque herdeiro de Luxemburgo
Príncipe Félix de Luxemburgo
Príncipe Luís de Luxemburgo
Princesa Alexandra de Luxemburgo
Príncipe Sebastião de Luxemburgo


Ver tambémEditar

Referências

  1. «Árvore da família da Casa de Nassau» (em alemão). Nassau-info.de 
  2. «Geneaologia da Idade Média» (em alemão). Genealogie-mittelalter.de. Arquivado do original em 29 de junho de 2011 
  3. «Family tree of the early House of Nassau» .
  4. Table 11, Page 23 and note on page 151, quoted at Genealogy of the Middle Ages Arquivado em 29 de junho de 2011, no Wayback Machine.
  5. «Palac Gozdzkich - de Nassau». www.warszawa1939.pl (em polaco). Consultado em 23 de março de 2009 
  6. a b Louda, Jiri; Maclagan, Michael (12 de dezembro de 1988), «Netherlands and Luxembourg, Table 33», Heraldry of the Royal Families of Europe 1st Ed.(U.S.) edition ed. , Clarkson N. Potter, Inc.; 
  7. Rietstap, Johannes Baptist (1875). Handboek der Wapenkunde. the Netherlands: Theod. Bom. p. 348. Prins FREDERIK: Het koninklijke wapen, in 't shcildhoofd gebroken door een rooden barensteel, de middelste hanger beladen met een regtopstaanden goud pijl. 
  8. Junius, J.H. (1894). Heraldiek. the Netherlands: Frederik Muller. p. 151. ...de tweede oon voert het koninklijk wapen gebroken door een barensteel van drie stukken met een zilveren pijl. 
  9. Junius, J.H. (1894). Heraldiek. the Netherlands: Frederik Muller. p. 151. ...is het wapen afgebeeld van de oudste dochter van den Koning der Nederlanden. De barensteel is van keel en beladen met een gouden koningskroon. 

FontesEditar