Caso João Pedro

A morte de João Pedro refere-se ao caso da morte do adolescente brasileiro João Pedro Mattos Pinto (c.2006São Gonçalo, 18 de maio de 2020),[1] baleado durante uma operação policial em São Gonçalo, município pertencente à Região Metropolitana da cidade do Rio de Janeiro.[2] O caso ganhou ampla repercussão nacional,[3][4] uma vez que a casa onde João Pedro estava com outros cinco jovens foi alvo de mais de 70 disparos.[5] O caso foi denunciado à Organização das Nações Unidas (ONU) e à Organização dos Estados Americanos (OEA) pela deputada estadual Renata Souza junto com o deputado federal Marcelo Freixo.[6]

Morte de João Pedro
Local do crime São Gonçalo, Brasil
Data 18 de maio de 2020

VítimaEditar

João Pedro
Nome completo João Pedro Mattos Pinto
Nascimento c.2006
Morte 18 de maio de 2020 (14 anos)
São Gonçalo,   Rio de Janeiro
Residência São Gonçalo
Nacionalidade brasileiro
Ocupação estudante
Religião cristão

João Pedro foi levado para uma base aérea na zona sul do Rio, mas já chegou ao local meio-morto, segundo os Bombeiros.[7] Os parentes que foram impedidos de entrar no helicóptero não receberam nenhuma informação sobre o menino.[7]

RepercussãoEditar

A Anistia Internacional Brasil e Justiça Global, em conjunto com o Coletivo Papo Reto de comunicação comunitária, com sede no Complexo do Alemão, divulgaram uma nota conjunta em que condenam as operações policiais ocorridas no Alemão e no Complexo do Salgueiro.[6] Em junho, o ator estadunidente Terry Crews enviou um vídeo prestando sua solidariedade à família de João Pedro, além de prestar seu apoio aos ativistas brasileiros.[8]

InvestigaçõesEditar

A polícia investiga as possíveis irregularidades da ação, muito embora afirme que os policiais revidaram tiros disparados por bandidos, que teriam usado a casa onde os jovens estavam para fugir.[2] Em 2 de agosto de 2020, uma reportagem do jornal Extra mostrou que uma série de falhas na investigação do caso comprometeram a perícia do mesmo.[9]

DocumentárioEditar

  • 2021: As histórias por trás de recorde de mortes pela polícia em plena pandemia | Documentário BBC[10]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Menino de 14 anos morre durante operação das polícias Federal e Civil no Complexo do Salgueiro, RJ». G1. Consultado em 19 de março de 2022 
  2. a b «João Pedro mandou mensagem para mãe momentos antes de ser baleado: 'Estou dentro de casa. Calma'». G1. Consultado em 29 de maio de 2020 
  3. «Morte de João Pedro em operação mobiliza redes: 'Não vou me calar nunca', diz primo». Extra Online. Consultado em 29 de maio de 2020 
  4. Braziliense, Correio; Braziliense, Correio (19 de maio de 2020). «Morte do menino João Pedro, baleado por policiais, gera comoção na internet». Correio Braziliense. Consultado em 29 de maio de 2020 
  5. «Casa onde João Pedro foi morto tem 72 marcas de tiros, diz entidade». VEJA. Consultado em 29 de maio de 2020 
  6. a b «Casa onde adolescente foi morto tem 72 marcas de tiros, diz entidade». Agência Brasil. 20 de maio de 2020. Consultado em 29 de maio de 2020 
  7. a b «Policiais envolvidos em ação que acabou na morte de João Pedro são afastados das ruas». Folha de S.Paulo. 23 de maio de 2020. Consultado em 29 de maio de 2020 
  8. «Terry Crews presta solidariedade à família de João Pedro em vídeo». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 10 de junho de 2020 
  9. «Falhas em série comprometeram perícia da investigação do homicídio de João Pedro». Extra. Rede Globo. 2 de agosto de 2020. Consultado em 12 de julho de 2020 
  10. As histórias por trás de recorde de mortes pela polícia em plena pandemia - Documentário BBC (vídeo). Brasil: BBC News Brasil (YouTube). 13 de janeiro de 2021. Consultado em 14 de janeiro de 2021