Catábase

Catábase (do grego katábasis, κατὰ, "baixo", βαίνω, "ir") corresponde a qualquer forma de descida.[1] Porém, na mitologia o termo é usado como um motivo (mitologema) para se referir à descida ao mundo inferior (submundo ou mundo dos mortos). Vários personagens na literatura baixaram aos infernos, como Orfeu, Odisseu, Aquiles, Eneias e mesmo Dante, na obra Divina Comédia. Há ainda a ocorrência dela por Inana e Hainuwele,[2] a descida no mito de Er e o retorno à caverna em A República de Platão, e Jesus na tradição da Descida ao Inferno.[3] Em geral, o herói descia ao mundo dos mortos com o propósito de consultar os mortos, a fim de efetuar uma missão, como obter conhecimento ou realizar um resgate. A verdadeira catábase deve ser seguida de uma anábase (ou o movimento de saída do mundo dos mortos), pois do contrário passa a se tratar de morte, e não genuína catábase.[4][5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «ca·tá·ba·se». Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Consultado em 16 de julho de 2019 
  2. Leite, Ana Luisa Prosperi; Wedekin, Luana Maribele (2015). "Narrativas Mitológicas sobre Processos de Morte Simbólica". Último Andar (25).
  3. Siikala, Anna-Leena (1987); Velasco, Francisco Diez de (2005). "Descent in the Underworld". In: Jones, Lindsay (ed.) (2005). Encyclopedia of religion (em inglês), 4. [S.l.]: Macmillan Reference USA
  4. Wagner Azevedo Pereira (31 de dezembro de 2009). «CATÁBASE». E-Dicionário de Termos Literários. Consultado em 16 de julho de 2019 
  5. Antonio Cabrita (17 de novembro de 2016). «A Catábase em Clarice Lispector». Caliban. Consultado em 16 de julho de 2019