Abrir menu principal
Catarina de Brandemburgo
Princesa-eleitora de Brandemburgo
Marquesa de Brandemburgo-Küstrin
Princesa-eleitora de Brandemburgo
Período 8 de janeiro de 1598 - 30 de setembro de 1602
Antecessor(a) Sofia de Legnica
Sucessor(a) Ana da Prússia
 
Cônjuge Joaquim III Frederico, Eleitor de Brandemburgo
Descendência João Segismundo, Eleitor de Brandemburgo
Ana Catarina de Brandemburgo
Bebé morta
João Jorge de Brandemburgo-Jägerndorf
Augusto Frederico de Brandemburgo
Alberto Frederico de Brandemburgo
Joaquim de Brandemburgo
Ernesto de Brandemburgo
Bárbara Sofia de Brandemburgo
Bebé morta
Cristiano Guilherme de Brandemburgo
Maria Leonor de Brandemburgo
Nascimento 10 de agosto de 1549
  Küstrin, Alemanha (atual Kostrzyn nad Odrą, Polônia)
Morte 30 de setembro de 1602 (53 anos)
  Cölln, Alemanha
Pai João de Brandemburgo-Küstrin
Mãe Catarina de Brunsvique-Volfembutel

Catarina de Brandemburgo-Küstrin (10 de agosto de 1549 - 30 de setembro de 1602) foi uma princesa-eleitora de Brandemburgo pelo seu casamento com Joaquim III Frederico.

Índice

BiografiaEditar

Catarina era a mais nova das duas filhas do marquês João de Brandemburgo-Küstrin, fruto do seu casamento com a duquesa Catarina de Brunsvique-Volfembutel, filha do duque Henrique V de Brunsvique-Volfembutel.

A 8 de janeiro de 1570, Catarina casou-se com o príncipe Joaquim de Brandemburgo, que tornou-se príncipe-eleitor em 1898. Por causa deste casamento, o seu marido deixou de ter uma reivindicação legítima ao bispado da arquidiocese católica de Magdeburgo[1] e o papa Pio V pediu ao imperador Maximiliano que a retirasse.[2]

Catarina tentou melhor as condições de vida dos pobres e necessitados. Construiu uma leitaria em der Wedding, um bairro de Berlim, e vendia os seus produtos no Mercado de Leite, uma praça da cidade. Usava os lucros para financiar uma farmácia em Stadtschloss que fornecia medicamentos aos necessitados gratuitamente.

Catarina morreu a 30 de setembro de 1608. A 13 de outubro foi enterrada na cripta dos Hohenzollern que actualmente faz parte da Catedral de Berlim.[3]

DescendênciaEditar

  1. João Segismundo, Eleitor de Brandemburgo (8 de novembro de 1572 – 3 de dezembro de 1619), casado com a duquesa Ana da Prússia; com descendência.
  2. Ana Catarina de Brandemburgo (26 de junho de 1575 – 29 de março de 1612), casada com o rei Cristiano IV da Dinamarca; com descendência.
  3. Bebé morta (1576)
  4. João Jorge de Brandemburgo-Jägerndorf (16 de dezembro de 1577 – 2 de março de 1624) casado com a duquesa Eva Cristina de Württemberg, filha do duque Frederico I de Württemberg e da princesa Sibíla de Anhalt. Eleito bispo de Estrasburgo em 1592; demitiu-se em 1604.
  5. Augusto Frederico de Brandemburgo (16 de fevereiro]de 1580 – 23 de abril de 1601), morreu aos vinte-e-um anos de idade; sem descendência.
  6. Alberto Frederico de Brandemburgo (29 de abril de 1582 – 3 de dezembro de 1600), morreu aos dezoito anos; sem descendência.
  7. Joaquim de Brandemburgo (13 de abril de 1583 – 10 de junho de 1600), morreu aos dezassete anos de idade; sem descendência.
  8. Ernesto de Brandemburgo (13 de abril de 1583 – 18 de setembro de 1613), morreu aos trinta anos de idade; sem descendência.
  9. Bárbara Sofia de Brandemburgo (16 de novembro de 1584 – 13 de fevereiro de 1636), casada com o duque João Frederico de Württemberg; com descendência.
  10. Bebé morta (1585/6)
  11. Cristiano Guilherme de Brandemburgo (28 de agosto de 1587 – 1 de janeiro de 1665), casado com a duquesa Doroteia de Brunsvique-Volfembutel; com descendência.

GenealogiaEditar

Os antepassados de Catarina de Brandemburgo-Küstrin em três gerações
Catarina de Brandemburgo-Küstrin Pai:
João de Brandemburgo-Küstrin
Avô paterno:
Joaquim I Nestor de Brandemburgo
Bisavô paterno:
João Cícero de Brandemburgo
Bisavó paterna:
Margarida da Turíngia
Avó paterna:
Isabel da Dinamarca
Bisavô paterno:
João da Dinamarca
Bisavó paterna:
Cristina da Saxônia
Mãe:
Catarina de Brunsvique-Volfembutel
Avô materno:
Henrique V de Brunsvique-Luneburgo
Bisavô materno:
Henrique IV de Brunsvique-Luneburgo
Bisavó materna:
Catarina da Pomerânia
Avó materna:
Maria de Württemberg
Bisavô materno:
Henrique de Württemberg
Bisavó materna:
Eva de Salm

Referências

  1. Cornelius Hantscher: Die preußische Frage – Personalunion Brandenburg-Preußen, GRIN Verlag, 2007, p. 14
  2. Historisch-Politische Blätter für das Katholische Deutschland, vol. 35, 1855, p. 137
  3. K. W. Kutschbach: Chronik der Stadt Küstrin, Enslin, 1849, p. 118