Abrir menu principal

Catedral da Bênção

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde abril de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.


Catedral da Benção
Orientação Pentecostal
Fundador Doriel Wladimir de Oliveira
Origem Belo Horizonte, 1964.
Sede Taguatinga, DF
Número de membros 125.550 (estimativa 2010)
Número de igrejas 1.234
Países em que atua 1

A Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus (ITEJ), também chamada de Casa da Benção, é uma denominação evangélica pentecostal, que segundo dados do Censo IBGE 2010, contava com 125.550 membros sendo a 20° maior denominação evangélica brasileira.

HistóriaEditar

O primeiro culto da Igreja Casa da Bênção foi realizado em 9 de junho de 1964, na praça Vaz de Melo, Belo Horizonte, às 15 horas, por Doriel de Oliveira e Ruth Brunelli de Oliveira. Este foi o primeiro culto oficial, na denominação Casa da Benção, pois Doriel e Ruth já tinham realizado vários cultos como ministro da Igreja O Brasil para Cristo. Eles se reuniram por 5 meses na praça até arranjarem um templo. O crescimento foi investigado pelo DOPS, sendo que alguns pastores foram até presos.

Em 1969, o líder decidiu ir para o Distrito Federal, instalar uma nova sede. Nessa época a denominação já contava com 40 congregações em toda a região de Belo Horizonte. Então, em maio de 1970, o casal Oliveira, e mais 500 membros, partiu para o DF. Ele diz ter seguido revelação divina, e foi publicado nos jornais que a liderança da igreja deixou Belo Horizonte, porque a cidade seria destruída por uma catástrofe. Isso fez com que o DOPS prendesse o representante legal, Ivo de Oliveira. Foi solto após a resolução do mal-entendido.

Após se estabelecerem em Taguatinga, no Distrito Federal foi construído o primeiro templo e, em 1983, deu-se o trabalho para a construção da sede mundial, a Catedral da Bênção, sendo inaugurado em 1985, durante a 21ª Convenção Nacional, com capacidade para 5 mil pessoas. Está sendo realizada a construção de uma nova catedral, que é uma ampliação da antiga. A nova catedral terá uma construção parecida com uma megaigreja norte-americana.

A igreja também está presente em 14 países como Estados Unidos, Gana, através do missionário Sammy Kweku, Angola e Portugal. Possui 2 mil templos em todo o Brasil.[carece de fontes?] No Distrito Federal, a igreja possui 116 templos.

OrganizaçãoEditar

A Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus tem sistema de Governo Episcopal sendo a Convenção Nacional e o Supremo Concílio os orgãos de Governo, Liderança e Administração centrais da Igreja, que compartilha estas funções através de Superintendências Regionais,que são áreas esclisiásticas, geográficas, adminstrativas e pastorais distribuídas em todo território nacional.Os Superintendentes fazem parte da Assembléia do Supremo Concílio, com direito a voz e voto.

A Convenção Nacional e o Supremo Concílio, presididos, hoje, por Apóstolo Jair de Oliveira,que era o vice-presidente da Igreja, tendo reformado o estatuto da igreja após a morte do presidente fundador e criado os cargos de Bispos aos então missionários Wilson Ribeiro, A. C. Palaroni e Jaime Caieiro.

O Supremo Concílio coordena e dá suporte a todas as atividades da igreja. Além do Supremo Concílio, há também as sedes regionais.

A igreja também possui um seminário preparatório para pastores, o Seminário Nacional da Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus (SENITEJ), que foi fundado em 1997 e tem como presidente a missionária Ruth Brunelli de Oliveira, esposa de Doriel de Oliveira fundadores da igreja.

Há também o projeto Jesus em Cada Lar, que objetiva a realização de cultos nos lares.

Anualmente, desde 1965, realiza-se a Convenção Nacional, quando todas as lideranças nacionais se encontram. As cinco primeiras foram realizadas em Belo Horizonte e, a partir da sexta, em Brasília. Desde 2001 se realiza a Convenção Mundial em Brasília - DF.

Os principais meios de comunicação são as revistas Mensagem, além de manter alguns programas de rádio e tv.

Doutrina e liturgiaEditar

Sendo uma denominãção cristã, a Casa da Bênção prega as doutrinas da Trindade, inspiração e autoridade das Escrituras e necessidade do novo nascimento. Favorece o arminianismo e aceita a doutrina pentecostal acerca do batismo no Espírito Santo, acompanhado da glossolalia e o batismo por imersão. É classificada como uma denominação pentecostal de 2ª onda, embora existam alguns que a classifiquem como de 3ª onda. Parece ter adotado ideias da Nova Reforma Apostólica, quando o fundador recebeu o título de apóstolo. Admite mulheres como pastoras.

O culto é composto de oração, louvor e pregação. Aceita a música cristã contemporânea e atualmente tem implantado na maioria das igrejas o "Trilho do salvo vencedor" que consiste em levar o novo salvo a experimentar um crescimento espiritual, se tornando atuante no trabalho de ganhar, apascentar e fazer dele um discípulo de Jesus, através do Curso de Crescimento Espiritual(CCE), Curso de Treinamento de discípulos (CTD), e Curso de multiplicação de Discípulos (CMD), e utiliza as células ou pequenos grupos para através do evangelismo, alcançar e apascentar as "ovelhas" do Senhor Jesus, através do compartilhamento da palavra e do relacionamento. Aos domingos também funciona as classes de Escola Bíblica Dominical.

ReferênciasEditar

  • Os 40 anos da Casa da Bênção, de Isvaldino O. dos Santos (Rio de Janeiro, RJ, 2004: Editora Mensagem)
  • O Apóstolo de Jesus dos Últimos Tempos, de Celso de Marco (Taguatinga, DF, 1999: Editora Mensagem)

Teses a respeitoEditar

Ligações externasEditar