Catedral de Echmiatsin

A Catedral de Echmiatsin (também chamada de Catedral da Santa Echmiatsin,[1][2] Santa Echmiatsin (Սուրբ Էջմիածին, Surb Ejmiatsin) ou simplesmente Echmiatsin. Também escrita Echmiadzin, Ejmiatsin,[3] ou Edjmiadsin.[4]}} (em armênio/arménio: Էջմիածնի Մայր Տաճար, Ēǰmiatsni Mayr Tačar) é a igreja mãe da Igreja Apostólica Armênia localizada na cidade de Vagharshapat, "o quartel-general espiritual e administrativo da Igreja Armênia no mundo todo",[5] e inclui, além da catedral, outros edifícios como a Residência Pontífica (‘’Veharan’’). O complexo todo é chamado, algumas vezes, de Mosteiro de Echmiatsin. De acordo com alguns estudiosos, foi a primeira catedral construída no antigo Reino da Armênia e é considerada a mais antiga do mundo.[6]

Pix.gif '''Catedral e Igrejas de Echmiatsin e Sítio Arqueológico de Zvartnots *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Էջմիածնի Մայր Տաճար.jpg
Catedral de Echmiatsin
País  Armênia
Tipo Cultural
Critérios ii, iii
Referência 1011
Região** Ásia e Oceania
Coordenadas 40° 09′ 31,2″ N, 44° 19′ 28,7″ L
Histórico de inscrição
Inscrição 2000  (24ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

A igreja original foi construída no século IV[7] – entre 301 e 303 de acordo com a tradição – pelo santo protetor da Armênia, Gregório o iluminador, seguindo a adoção do Cristianismo como religião de estado pelo Rei Tiridates III. Ela substituiu um templo pré-existente, simbolizando a conversão do paganismo para o Cristianismo. O formato atual da catedral foi construído em 483/4 por Vahan Mamikonian, após um dano enorme graças à invasão persa. Da sua fundação até a segunda metade do Século V, Echmiatsin foi a sede da Igreja Armênia.

Embora nunca tenha perdido sua importância, a catedral sofreu com a negligência no passar dos séculos. Em 1441 foi restaurada e permanece no mesmo estilo até hoje.[8] Echmiatsin foi pilhada pelo Xá Abbas I da Pérsia em 1604, quando suas relíquias e pedras foram levadas. Campanários foram adicionados na segunda metade do Século XVII e em 1868 uma sacristia foi construída na porção leste da catedral.Hoje, ela incorpora estilos de diferentes períodos da arquitetura armênia.Diminuída durante o período soviético, Echmiatsin foi revivida novamente na segunda metade do Século XX e com a independência da Armênia.

Por ser o principal centro espiritual da muitos armênios ao redor do mundo, Echmiatsin tem sido um importante local de peregrinação, não somente religiosa, mas também política, econômica e cultural.[9] Como local de peregrinação, é um dos locais mais visitados de toda a Armênia.[10]

O nome Echmiatsin significa na língua armênia clássica "descida do unigênito", um atributo de Jesus Cristo como filho único de Deus.[11] O morfema miadzin é parte da tradução armênia do Credo Niceno.

ImagensEditar

UNESCOEditar

A UNESCO inscreveu a Catedral e Igrejas de Echmiatsin e o Sítio Arqueológico de Zvartnots como Patrimônio Mundial por "ilustrarem graficamente a evolução e desenvolvimento da igreja com hall em cruza e domo central típico da Armênia, que exerceu uma profunda influência no desenvolvimento arquitetônico e artístico da região"[12]

Referências

  1. Azadian, Edmond Y. (1999). History on the Move: Views, Interviews and Essays on Armenian Issues. Detroit: Wayne State University Press. p. 211. ISBN 978-0-8143-2916-0 
  2. Melton, J. Gordon; Baumann, Martin, eds. (2010). Religions of the World: A Comprehensive Encyclopedia of Beliefs and Practices 2nd ed. Santa Barbara, California: ABC-CLIO. p. 186. ISBN 978-1-59884-204-3 
  3. «Ejmiatsin». Encyclopædia Britannica. Cópia arquivada em 4 de abril de 2014 
  4. Adalian 2010, p. 297.
  5. «Mother See of Holy Etchmiadzin». Mother See of Holy Etchmiadzin. Cópia arquivada em 17 de Junho de 2014 
  6. Grigoryan 2012a, p. 30: "Ուրեմն, Հայաստանի առաջին Կաթողիկե հաստատությունն ու շինությունը Վաղարշապատի Մայր տաճարն է
  7. Arakelian et al. 1984, p. 571.
  8. Adalian 2010, p. 128.
  9. Jaloyan, Vardan. «Էջմիածնի կաթողիկոսության հիմնադրման քաղաքական և աստվածաբանական հանգամանքները [Theological and political circumstances of the foundation of the Etchmiadzin Catholicosate]» (em arménio). Religions in Armenia. Consultado em 11 de abril de 2014 
  10. «Զբոսաշրջիկների թիվն ավելացել է, նրանք ամենից շատ այցելում են էջմիածին, Գառնի-Գեղարդ. Մեխակ Ապրեսյան [Mekhak Apresyan: Number of tourists increased, they most frequently visit Etchmiadzin, Garni-Geghard]». tert.am (em arménio). 15 de junho de 2014. Consultado em 18 de junho de 2014 
  11. «Festa da Catedral da Santa Descida do Unigênito (Etchmiadzin)». Diocese Patriarcal de Ararat da Santa Igreja Apostólica Armênia. Consultado em 14 de novembro de 2013 
  12. Cathedral and Churches of Echmiatsin and the Archaeological Site of Zvartnots. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês ; em espanhol. Páginas visitadas em 18/07/2014.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catedral de Echmiatsin