Abrir menu principal
Principal Igreja de Ulm
Ulmer Muenster Westseite.jpg

Fachada da principal Igreja de Ulm.

História
Arquiteto
Período de construção
Abertura
1890
Status
Completo
Uso
Arquitetura
Estilo
Estatuto patrimonial
Kulturdenkmal (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Antena
162 m
Altura
161,5 m, 162 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Administração
Contratante
Website
Localização
Localização
Endereço
Coordenadas

A Principal Igreja de Ulm (em alemão: Ulmer Münster) é a mais alta igreja do mundo, com a torre de 161,53m[1] de altura e 768 degraus[2]. É também um exemplo típico da arquitetura eclesiástica gótica. Embora seja popularmente chamada de catedral por seu grande tamanho, a "Catedral" de Ulm nunca foi sede de um bispo.

Assim como a famosa Catedral de Colônia, a Catedral de Ulm permaneceu incompleta até o século XIX. Sua construção, iniciada com o lançamento da pedra fundamental em 1377, foi concluída apenas 513 anos depois, com a colocação de um florão na torre em 31 de maio de 1890.[3]

HistóriaEditar

No século XIV, a paróquia de Ulm se localizava fora dos muros da cidade e os burgueses decidiram unir forças para erguer uma nova igreja no centro da cidade e em 1377 foi lançada a pedra fundamental[1]. Para a igreja foram concebidas três naves principais de mesma altura e uma única torre.

Em 1392, Ulrich Ensingen (um dos autores da Catedral de Estrasburgo) foi nomeado arquiteto chefe. Ulrich imediatamente desenvolveu planos para tornar a Catedral a mais alta igreja da Europa.

A Catedral foi consagrada no ano de 1405, no entanto, danos estruturais começaram a surgir devido principalmente a altura das naves e ao peso do pavimento. Para resolver os problemas estruturais foram adicionadas uma centena de colunas nas naves laterais.

Em 1530, a congregação de Ulm converteu-se ao Protestantismo e a igreja tornou-se luterana. Em 1543, as obras foram interrompidas antes que o campanário atingisse a altura de 100 metros[2]. As paralisações foram causadas por fatores políticos e religiosos como a Guerra dos Trinta Anos em 1618 e a Guerra da Sucessão Espanhola em 1703. O resultado foi uma estagnação econômica causando o corte de gastos públicos.

Em 1817, as obras finalmente foram retomadas e, em Maio de 1890, a Catedral era concluída. A Catedral de Ulm sobreviveu praticamente incólume aos bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial, embora 80% do centro histórico da cidade tenha sido desvastado.

ArteEditar

 
Planta da igreja de Ulm.
  • Em 1877, a congregação judaica de Ulm - incluindo Hermann Einstein, o pai de Albert Einstein - doou fundos para a construção de uma estátua do profeta Jeremias.

GaleriaEditar

Referências

  1. a b «Ulm Minster» 
  2. a b Tourist Information Ulm/Neu-Ulm. «Ulm Minster (Ulmer Münster)». Atlas Obscura 
  3. «Ulm Münster». Sacredestinations.com. Consultado em 10 de junho de 2011 


Ver tambémEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Principal Igreja de Ulm
  Este artigo sobre construção civil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.