Categoria Discussão:!Páginas marcadas para serem renomeadas

Adicionar discussão
Discussões ativas

AcompanhamentoEditar

Helder.wiki existe algum jeito de acompanhar a adição de novos artigos nesta categoria? Renato de carvalho ferreira e JMGM estão debatendo em muitos artigos ao mesmo tempo, e está difícil acompanhar. Seria bom que existisse alguma coisa parecida com a Central de fusões, já que muitos artigos são colocados nessa categoria e esquecidos nela durante anos. 101 páginas é muita coisa para acompanhar (eram mais, tirei algumas), sendo que na verdade uma delas é Usuário:Py4nf/Marcas que não era pra estar ali. Matheus diga✍ 22h46min de 22 de junho de 2014 (UTC)

@Matheus Faria: infelizmente não: bugzilla:7148 (ou será que o Category Watchlist do Svick ainda funciona?). Talvez a Especial:Alterações relacionadas/Categoria:!Páginas marcadas para serem renomeadas ajude um pouco. Helder.wiki (discussão) 22h57min de 22 de junho de 2014 (UTC)
Como eu faço pra remover da categoria essa página que citei? Matheus diga✍ 23h00min de 22 de junho de 2014 (UTC)
No caso dessa predefinição, é assim. Helder.wiki (discussão) 23h06min de 22 de junho de 2014 (UTC)
Fiz um teste com as páginas a serem renomeadas, e separei a lista em duas, aquelas que possuem alguma discussão, e as que proposta de renomear nem mesmo foi justificada.

Abaixo, as que não possuem justificativa:

Agora, as que tem alguma discussão:

Matheus diga✍ 01h50min de 27 de junho de 2014 (UTC)

  • O que quer dizer com "não possuem justificativa"? --Stego (discussão) 03h23min de 27 de junho de 2014 (UTC)
  • Gostaria de dizer que há um bom tempo venho lendo estas discussões sobre movimentações de títulos e tenho notado uma crescente inversão de valores a respeito do processo de edição. Explico: quem encontrar uma página com um título que julga incorreto deve mover a página para o título correto e ponto final. Não é requerida uma discussão prévia ou consenso com quem sequer sabemos se vai aparecer. O espírito que move o projeto não é "posso?" e sim "faça!"!. Deixar uma etiqueta avisando que a página vai ser movida é uma "cortesia" para que se faça clara a intenção prévia da movimentação visto que (não sei porque) é um assunto que causa conflitos frequentes mas não implica de modo algum que é preciso discutir para decidir ou não pela movimentação. Passado um período de tempo suficiente, a página pode ser movida sem mais demora.OTAVIO1981 (discussão) 10h08min de 27 de junho de 2014 (UTC)
Concordo Otávio. Além do que, parece-se que alguns veem o fato como uma via de mão única, ou seja, algo irreversível e por isso mesmo discriminável sem algum consenso prévio, que no mais raramente acontece. Caso haja discordância entre as partes interessadas no assunto, e caso todos consigam apresentar fontes que expressem aquilo que está em discussão, então o artigo pode eventualmente voltar para o antigo nome, sem prejuízo ao conteúdo.--Rena (discussão) 12h32min de 27 de junho de 2014 (UTC)
Eu entendo "sem justificativa" como o usuário que propôs nem ao menos se dar ao trabalho de escrever algo na discussão sobre o motivo de mudar o título do artigo. Mas se for isso mesmo, então o Matheus se confundiu em pelo menos duas, Discussão:Kaliningrado e Discussão:Gujarate. Otavio e Renato, até concordo que o "seja audaz" é a regra número 1, mas WP:AUDAZ#...mas não seja irresponsável também diz para ter cuidado para não insistir em coisas que não são consensuais. A enorme discussão a respeito mostra que essas mudanças de nomes de artigos não são consensuais e precisam ser vigiadas. Inclusive, a recomendação que saiu dessa discussão diz para anunciar nessa categoria. É verdade que algumas das páginas que estão nessa categoria não precisariam estar. Mas acho que todas que envolvam aportuguesamentos deveriam passar pela categoria ou algum outro lugar onde a proposta possa ser vigiada, já que há um longo histórico de controvérsia entre essas propostas. Onjackmsg 00h51min de 28 de junho de 2014 (UTC)

Movi Hostel, Erik, o Vermelho, Adeus às Armas (livro) e Paulista (desambiguação). Removi a marca por falta de consenso em Erik da Dinamarca, Rurik de Kiev e Juan Carlos da Espanha. Pretendo fazê-lo também naqueles que foram listados aqui por haver um consenso claro contra o renomeio. Matheus diga✍ 16h22min de 30 de julho de 2014 (UTC)

  Retirei as marcas de renomeio das seguintes páginas: Aeroporto de Campina Grande, Yusuf I de Granada, Yusuf al-Mustansir, Yusef de Marrocos, Yahya ibn Yahya, Yahya ibn Muhammad, Yahya ibn Idris ibn Umar, Yusuf ben Tasufin, Yahya ibn Al-Qassim, Protestos no Brasil em 2013, Muawiya II, Musa ibn Nusair, Muawiya II, Marwan II, Marwan I, Kaykhusraw I, Hussein da Jordânia, Hisham I, Hassan II de Marrocos, Esfirra, Bahadur Xá de Guzarate, Baden-Württemberg, Al-Hakam II, Al-Walid II, Al-Walid I, Al-Hakam I e Abu Ya'qub Yusuf. Em Kaykhusraw II, fui revertido.

  Movi Can-Linn para Can-linn, Lista de itens considerados como pseudociências para Disciplinas consideradas como pseudociências e pedi a moção de Banda F292 para F292.

Ainda em discussão: Agnes de Monferrato, Ali ibn Idris, Ali ibn Umar, Charlotte, duquesa de Valentinois, Hash oil, Carolina do Mónaco, Gabriela do Mónaco, PDMS, Rebelião pró-russa na Ucrânia, Guy de Boulogne, Pappus de Alexandria, Catarina de Cambridge, Ibn Marwan, Kalinga (Índia) e Tratado de Brest–Litovski. Em Predefinição:Ren-pag está muito difícil entender que proposta de renomeio é aquela. Onjackmsg 20h55min de 16 de janeiro de 2015 (UTC)

Esqueci de citar Muawiya I, Portus Cale e Sinop (Turquia). Onjackmsg 19h57min de 6 de fevereiro de 2015 (UTC)

Forma de acompanhar a categoria das páginas a serem renomeadas

Na Categoria Discussão:!Páginas marcadas para serem renomeadas questionei se existe algum jeito de acompanhar a adição dessas propostas de renomeação na categoria. O Helder mostrou alguns quebra-galhos, mas pergunto se haveria um jeito de fazer aparecer na lista dos vigiados. É difícil acompanhar as discussões do modo que está e o problema tende a aumentar. Matheus diga✍ 01h46min de 27 de junho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)

A melhor saída seria a sugestão que você mesmo deu na discussão da categoria: criar uma WP:Central de renomeio. E deixar nela (e com a tag renomear) somente as discussões que tem alguma argumentação. Não seria necessário ir para a Central se o renomeio for evidente (igual na Central de fusões), mas se tiver potencial de levantar alguma controvérsia, então a discussão deve ser levada para lá. Onjackmsg 23h09min de 9 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
  Apoio a criação da central, mas o nome está esquisito. JMGM (discussão) 06h05min de 17 de julho de 2014 (UTC)
Só basta saber se a dita central não se tornará uma central de fusões onde muitas discussão ficam mofando eternamente.--Rena (discussão) 23h54min de 17 de julho de 2014 (UTC)
  Discordo de mais uma forma de eternizar status quo e dificultar a vida a quem está empenhado em melhorar a qualidade dos artigo. Quem quiser acompanhar as propostas pode perfeitamente ir um par de vezes por mês à categoria. WP:AUDAZ constitui uma das bases do método de trabalho wikipédico, como referiu há pouco tempo, e bem, o OTAVIO1981, que aparentemente até questiona a necessidade da marca {{renomear página}}. De resto, estatisticamente não há qualquer razão para mais uma central inútil, pois a esmagadora maioria das moções não é questionada por ninguém, ao contrário do que alguns querem fazer passar. E em muitos dos casos que geram alguma discussão, assiste-se a um lado apresentar fontes e outro, frequentemente minoritário, a insistir, na prática, que todos os títulos deveriam ser copiados da EN "porque sim" ou apresentando estatísticas do Google, sites manhosos, fontes estrangeiras e contestando o uso de regras de transliteração. --Stego (discussão) 00h21min de 18 de julho de 2014 (UTC)

Não se esqueçam do porquê foi criada a Central de fusões, só para refrescar a memória ou pra quem não estava aqui na ocasião, houve uma quantidade muito grande de fusões sem discussão e sem o conhecimento da comunidade. Propondo inclusive a fusão de prefeito com prefeitura que lógico, foi contestada, e agora começaram com a maluquice de aportuguesar tudo quanto é título de artigos traduzidos criando assim uma nova língua portuguesa que nem se quer consta de dicionários, retirando h do meio das palavras, as letras w, k, e y, para dizer que está escrevendo em português, verdadeira pesquisa inédita, não permitida pelos Pilares de criação da Wikipédia. Essas mudanças de títulos precisam ser vigiadas bem de perto, para evitar que daqui um tempo, se tenha uma enciclopédia hilariante. JMGM (discussão) 03h25min de 18 de julho de 2014 (UTC)

Você fala da central de fusões como se ela fosse a salvação do projeto, coisa que até mesmo você sabe disso. Muitas vezes fica-se meses sem que alguém apareça para deliberar. Quando aparece, são sempre os mesmos. Além disso, a categoria respectiva das propostas de moção é mais que suficiente. Nela são listadas todas as candidaturas. Cabe, por conseguinte, aos interessados em discutir irem lá averiguar o que se passa. Burocratizar ainda mais o projeto não terá serventia alguma.--Rena (discussão) 03h39min de 18 de julho de 2014 (UTC)
  • Só para esclarecer, não sou contra a tag {{renomear página}} e sim contra o mau uso que se faz dela, que é o uso indiscriminado. O padrão é ser audaz, e havendo contestação retornar ao status quo e usar a tag para que outras pessoas que tenham interesse pelo artigo se engajem na discussão. Já é uma cortesia mais do que suficiente colocar a tag nestes casos que tem gerado conflito para aguardar a manifestação de outros interessados e sinalizar previamente a intenção da movimentação de modo claro e justificado. Discordo em absoluto na criação de uma central de renomeações pois é muita burocracia para pouco caso.OTAVIO1981 (discussão) 11h07min de 18 de julho de 2014 (UTC)
Não é burocracia, é uma forma de chamar mais a atenção para que as pessoas saibam todas as páginas que estão postas para renomear. No caso das fusões, por exemplo, o padrão WP:AUDAZ também continua valendo, ninguém é obrigado a marcar {{fusão}} e muito menos mandar para a Central quando se presume que a fusão é evidente. A mesma coisa valeria para a Central de renomeio. Acontece que as propostas de renomeio feitas pelo Rena quase sempre não são consensuais, sendo na maioria das vezes contestadas pela Jurema. A Central ajudaria a que outras pessoas pudessem debater cada caso individualmente até se chegar num consenso (já que todos se guiam pela mesma regra). Como eu disse para o Stegop, em relação às fusões, a pior coisa que pode acontecer é as propostas ficarem na categoria para sempre, aumentando mais e mais, e ninguém discutir. É por isso que hoje em dia falam mal da Central de fusões, mas ela não é inútil, nem burocrática, o problema é que quando ela foi criada o backlog de fusões já era altíssimo e ela ficou sobrecarregada, como está até hoje. Por outro lado, depois que a Central foi criada, o número total de de artigos propostos para a fusão reduziu muito. Espero que não deixem a categoria das páginas a renomear chegar ao mesmo backlog para aplicarem uma solução que já deu certo em outro canto.

Onjackmsg 23h26min de 18 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)

Citação: Onjacktallcuca escreveu: «quase sempre não são consensuais» — distorção completa da realidade. E quanto à Jurema contestar, ela contesta tudo o que não sejam títulos em inglês (e mais não digo para não violar um compromisso, que fica difícil de respeitar quando uma parte insiste na postura qeu levou a que ele fosse proposto). Vamos criar uma regra burocrática por causa disso? --Stego (discussão) 00h47min de 19 de julho de 2014 (UTC)
Seria não consensual caso grande parte da comunidade achasse isso. E em todas as últimas discussões que me envolvi foram sempre os mesmos que questionaram, utilizando o mesmo argumento pré-fabricado. Não consigo ver isso como não consensual. Além do que, a participação da Jurema nas discussões não é tão abrangente assim. São casos localizados onde ela intervém, e criar uma central de renomeações, somente por casos quase isolados é muito exagero, ainda mais com o risco de ninguém aparecer para discutir. Se hoje ninguém aparece na categoria, imagina na central, vai mofar eternamente a coisa e só criará um entrave ao andamento dos artigos.--Rena (discussão) 02h21min de 19 de julho de 2014 (UTC)
Acho que ele quer dizer "não consensual" no sentido de que não é facilmente perceptível em qual título o artigo deve ficar, de acordo com a regra que todos aceitaram aprovar recentemente. Por exemplo Harburgo (distrito) é um artigo que tem uma fonte em alemão, e nenhuma fonte que comprove nem mesmo que a palavra "Haburgo" existe, ao invés da original Harburg. Como saber que esse nome Harburgo não é pesquisa inédita? Não custa nada citar na discussão do artigo a convenção de nomenclatura e esclarecer em qual dos itens deve se basear a proposta para renomear. Quase sempre vai ser preciso fazer alguma pesquisa por fontes, e a maioria desses artigos com renomeação proposta não tem nenhuma, ou só tem fontes que comprovam o título na língua original. Matheus diga✍ 15h44min de 19 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
Somente com o exemplo citado posso dizer 3 coisas:
  • Primeiro: posso garantir a todos que meu intuito desde o começo nunca foi criar discórdia ou desestabilizar o andamento do projeto. Qualquer um que acesse meu histórico de edições e veja o que vim fazendo nos últimos 4 anos claramente perceberá isso. E, por conseguinte, eu não gastaria meu tempo propondo mudanças de grafia caso não estivesse me baseando em algo concreto;
  • Segundo: O caso citado é facilmente verificável, uma vez que consta em vários resultados no Google Books (aqui) e no Google (aqui); a propósito que a grafia em espanhol é idêntica;
  • Terceiro: O caso citado faz parte do grupo de topônimos que apresentam o sufixo burg (castelo; burgo) que, ao virem para o português, adquirem um "o" final. Isso é regra fixa e facilmente se encontra exemplos homônimos (Luxemburgo, Hamburgo, Mecklemburgo, Brandemburgo, etc.). Assim sendo, desde que com respaldo da regra geral, mesmo que não houvesse fontes individuais para o exemplo, ele seria verificável.--Rena (discussão) 16h32min de 19 de julho de 2014 (UTC)
@Matheus Faria: Desde quando é preciso centrais para discutir? Não é para isso que existem as PD's? Repetindo o óbvio: se existe uma categoria, basta conferi-la um par de vezes por mês! Por este andar vamos criar uma "central de edições" para os casos em que se queira alterar significativamente o conteúdo de um artigo? --Stego (discussão) 18h30min de 19 de julho de 2014 (UTC)
Mais ou menos nesta linha, outras centrais absurdas poderiam ser propostas pois já tivemos conflitos para a etiquetagem de parcialidade, publicidade, pesquisa inédita, etc. Este problema todo é muito pontual (por incrível que pareça, felizmente) e não vale a pena arrastar toda a comunidade a criar um novo mecanismo quando já existem formas de monitorar as categorias e discutir cada caso individualmente.OTAVIO1981 (discussão) 20h05min de 19 de julho de 2014 (UTC)
Se o problema é saber a ordem em que os artigos foram acrescentados na categoria isso basta. Subdividam em categorias mensais, como já acontece nas fusões, e categorizem nelas conforme o mês em que as propostas tiverem sido feitas. Gabriel Nupenva (discussão) 19h21min de 19 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
Sobre o ensaio ou tese, se assim posso dizer, desse autor, eu mesmo não fazendo parte da academia posso enumerar vários pontos falhos:
  • A primeira coisa que ele peca é achar que todos nós, ou ao menos a maioria, que presamos grafar português usando o português, ficam usando elementos presentes em obras lusitanas do arco da velha e/ou nos Lusíadas. Um erro crasso que requeria maior estudo. Se o caso fosse bem esse não haveria, costumeiramente, mesmo no Brasil, manuais com termos em português sendo publicados.
  • O segundo e mais flagrante problema foi a discussão que ele destacou sobre "land". Na concepção dele, exceto por Inglaterra e mais uns 2 ou 3 topônimos, nós lusófonos pecamos, e muito, ao querer traduzir "land", uma vez que sempre preferimos como resultado a tradução "terra" ou derivados (sic). Porém, o que ele esquece é, uma pequena minoria de topônimos são assim traduzidos, sendo sempre preferível traduzir como "lândia", que a propósito gera menos disparates quando comparado com o original. Exemplos: Disneylândia (Disney é sobrenome, então não ocorre aportuguesamento), Suazilândia (não se diz "Terra de Suaze", Suaziterra, etc.), Marilândia (e não "Terra de Maria" ou "Mariterra"), etc. Contudo, ele também peca, ainda no mesmo problema, no seguinte. Existe sim, por exemplo, a tradução Terra da Rainha para Queensland ([1]; acabei de achar também um Banco de Dados geográficos que usa Terra da Rainha).
  • Ele emprega no livro Cherburg, quando o próprio AO-1990 o uso de Cherburgo (viu como "burg" sempre vira "burgo"?).
Isso foi o que capitei numa leitura em diagonal do capítulo sobre topônimos estrangeiros. Quando tiver mais tempo leio mais.--Rena (discussão) 00h21min de 20 de julho de 2014 (UTC)
O que ele diz sobre burgo, é que no caso de castelos de... não se deve colocar o no final porque nesses casos a tradução de burg já é castelo e não localidade. JMGM (discussão) 04h19min de 20 de julho de 2014 (UTC)
Quanto ao site Banco de dados geográfico, foi feito por pessoas normais assim como eu e você sem nenhuma autoridade para dizer que Queensland obrigatoriamente deva ser traduzido com terra da rainha. JMGM (discussão) 04h30min de 20 de julho de 2014 (UTC)
O banco de dados foi somente para demonstrar que ele também é usado num âmbito extra-acadêmico. Nem hesite em desconsiderá-lo, já que temos outras tantas fontes pro nome. Sobre o burgo, ainda fica sem mudar muita coisa. Pegando o exemplo de Warburg, que ele cita, facilmente encontra-se, dentro e fora do português, o nome Vartburgo e Wartburgo. Para Königsburg temos Konigsburgo (aqui, aqui e aqui). Para o caso de serem castelos, com muita facilidade resolve-se o empasse omitindo "castelo de" como a en. e a de. fizeram.--Rena (discussão) 04h41min de 20 de julho de 2014 (UTC)
E ele não disse que "burgo" não significa localidade, até porque, além de castelo quando em alemão e austríaco, "burgo" também pode ser usado em cidades, países ou para indicar pequenas fortalezas povoadas (nosso artigo sobre o burgo)--Rena (discussão) 04h50min de 20 de julho de 2014 (UTC)
esta discussão foge ao escopo da proposta. Vcs poderiam sugerir opções de acompanhamento com o qual possam concordar e que não precise envolver toda a comunidade num processo burocratico para um problema pontual?sds OTAVIO1981 (discussão) 14h53min de 20 de julho de 2014 (UTC)
@OTAVIO1981: Sobre "centrais absurdas", a antiga Wikipédia:Mediação que existiu na verdade tinha tudo de uma central, menos as suas duas principais vantagens: poder vigiar a inclusão de uma discussão nova, e listar todas elas em ordem cronológica. Acredito que por esse motivo é que não funciona bem, assim como também não tem funcionado bem a Tutoria. Matheus diga✍ 00h59min de 24 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
Se querem separar as páginas etiquetadas por período (e.g. "Páginas a serem renomeadas com mais de 30 dias") para priorizar a discussão (quando houver) e facilitar a moção do que não é controverso eu posso concordar e creio que seja fácil implementar tal recurso. Existem outros como o relatedchanges do Erwin85 que listam as alterações em uma categoria e com um pouco de boa vontade e paciência talvez o pessoal do ptwikis possa implementar tal recurso para alterações na discussão dos artigos. Não sei se é possível mas não custa perguntar.OTAVIO1981 (discussão) 12h30min de 24 de julho de 2014 (UTC)
  • @Renato de carvalho ferreira: Ninguém nunca duvidou das suas boas intenções, mas boa-fé não substitui a Verificabilidade. Citar "o Google" não é citar fontes, elas precisam estar no artigo. Não é isso que tanto defendem nas PE? Por que as renomeações devem ter uma regra mais frouxa? Sobre a tradução burg para burgo eu não tenho opinião, minha participação é como mediador. Apenas acho que é bom sempre justificar na discussão o renomeio com base na convenção, até para popularizar o conhecimento sobre a existência dela, e também por ser melhor pecar pelo excesso do que pela falta. Matheus diga✍ 01h18min de 24 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
Que me lembre, na esmagadora maioria das renomeações controversas não faltam fontes e quando faltam é do lado contra a renomeação que muito frequentemente vai pelo caminho "é mais comum", olha aqui o Google e o jornal X e Y para contrapor fontes linguísticas. E é completamente acéfalo exigir fontes para toda e qualquer transliteração, além de ir contra uma regra recentemente aprovada. --Stego (discussão) 10h59min de 24 de julho de 2014 (UTC)
Não tenho acompanhado todos os casos, se houve propostas de renomeação bem embasadas em fontes, não são objeto da minha crítica. Falo exclusivamente daquelas que não possuem justificativa nem fonte nenhuma, como a que citei acima. Se alguém tem usado esse tipo de argumentação para se opor a uma renomeação bem fundamentada, está errado também. Mas um erro não justifica o outro. Matheus diga✍ 15h21min de 24 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
O único ponto que ainda não me ficou claro no seu argumento Matheus é sua reincidência em afirmar que as propostas estão sendo feitas sem justificativa. A predefinição de renomeação possui um campo extra justamente para que a justificativa seja apresentada, não havendo necessidade de sempre abrir um tópico na discussão do artigo. Este segundo passo é aplicado somente quando alguém se manifesta, a favor ou contra, ao que foi proposto.--Rena (discussão) 22h55min de 24 de julho de 2014 (UTC)
Rena, é verdade. Mas ainda acho a justificativa na discussão melhor, porque ela não fica "perdida" no histórico e permite a quem tiver dúvidas, no futuro, a saber mais facilmente, de antemão, o motivo de ter sido renomeado. Seria interessante também cada vez que houver um consenso sobre um renomeio, citá-lo nas páginas de outros artigos onde se aplicar o mesmo caso. Matheus diga✍ 17h18min de 26 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
Seria o ideal desde que realmente houvesse participação nas propostas. Como disse acima, são poucas as que possui alguma discussão, e isso se deve ao desinteresse geral dos editores, mesmo dentre aqueles que tem acesso a categoria das propostas. E é por isso mesmo que eu não consigo visualizar a praticidade de criar-se uma central de renomeação, quando a própria categoria fica às moscas.--Rena (discussão) 01h16min de 27 de julho de 2014 (UTC)
Tanto o é que mesmo dentre aqueles que me dirigiram mal a palavra por acharem que eu estava agindo sem consenso neste quesito, pouco ou nada dizem mais. Primeiro, porque o bom senso, mesmo que comedido, aflorou neles. Segundo, a proposta aprovada em esplanada formalizou o procedimento de renomeação após um período suficiente para que os interessados (que são pouquíssimos) possam opinar.--Rena (discussão) 01h20min de 27 de julho de 2014 (UTC)
  • Eu não vou ficar discutindo isso pra sempre, já que não tem consenso e acho pouco provável que você mude o seu ponto de vista. Também não acho que a criação da Central fará uma diferença tão grande que justifique o gasto de tempo tentando convencê-lo, ou mesmo propor uma votação. Mas quando você diz "são poucas as que possui alguma discussão, e isso se deve ao desinteresse geral dos editores", você está tirando uma conclusão com base apenas no que você acha. Eu já acho o contrário, que são poucas as discussões porque é chato ter que ficar olhando todo mês a categoria, ao invés de vigiar uma página. Por exemplo:

Estes processos não estão às moscas. Então quando você diz "é por isso mesmo que eu não consigo visualizar a praticidade de criar-se uma central de renomeação, quando a própria categoria fica às moscas", o raciocínio está errado. Justamente porque as discussões ficam às moscas, é que, penso eu, deveria ser interessante criar uma página que pudesse ser vigiada, ainda que você esteja certo quanto a isso ser menos prático. Dá mais trabalho para quem faz a proposta, mas dá menos trabalho para todos os que querem acompanhar o andamento delas. Matheus diga✍ 14h40min de 29 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)

Não estariam caso houvesse, na prática, algum tipo de interesse minimamente razoável para o assunto. Veja que aquela proposta da esplanada só conseguiu certo número de participantes após muita insistência dos que já estavam ali deliberando. E outra, não necessariamente vigiar uma página x fará com que as pessoas sintam-se mais compelidas a participar. Existe, por exemplo, uma miríade de indivíduos que vigiam Wikipédia:Escolha do artigo em destaque/Lista (191), porém veja que não mais que 30 participam recorrentemente nas discussões. Isso muito provavelmente será o caso caso essa central fosse criada. E isso que eu levei em conta somente a central de ADs, que a propósito funciona mais ou menos bem. Caso levássemos em conta, por exemplo, a central de revalidação e a central de fusões, o caso fica muito mais flagrante. Para o primeiro exemplo, lembro-me que meses atrás havia umas 2 ou 3 propostas de revalidação, que já haviam excedido muito do tempo limite para discussão, e ainda estavam em aberto. A central de fusões possuí propostas que, pelo menos problema de abstenção, ainda está em aberto e provavelmente permanecerão assim por um longo tempo.--Rena (discussão) 15h03min de 29 de julho de 2014 (UTC)
Então pra que existe Wikipédia:Escolha do artigo em destaque/Lista e essa possibilidade de se vigiar uma página de acompanhamento de novos tópicos? Digo em relação a todos os processos? Se isso não facilita em nada, se "quem quiser, que vigie toda hora a categoria", pra que esse recurso existe em alguns procedimentos, e em outros não? Matheus diga✍ 15h21min de 29 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)
Creio, por intuição, que estes procedimentos foram criados visando o que você propõe aqui, porém ninguém pensou que com o tempo as pessoas deixariam de participar com frequência nas discussões a ponto de muitos desses procedimentos tornarem-se meramente burocracia empacada pela abstenção. A própria central de ADs, caso você compare os históricos das propostas, veio gradativamente perdendo participantes (é raríssimo você ver o número de indivíduos antes vistos nas propostas anos atrás) e o negócio chegou a tal ponto que mais de uma vez discutiu-se o problema e nenhuma solução foi alcançada. Lembro-me inclusive duma proposta (de um jogo se não me engano) que o proponente foi obrigado a propor não menos que 3 ou 4 vezes o mesmo artigo, não porquê ele já não estava pronto para receber o estatuto, mas porquê ninguém queria participar na discussão.--Rena (discussão) 15h40min de 29 de julho de 2014 (UTC)

Existe um grande problema na Wikipédia, alguns editores não sabem exatamente para que servem as categorias e pensam que elas são listas, já pensaram até em eliminar todas as listas e ficar só com as categorias. Pode? JMGM (discussão) 18h20min de 29 de julho de 2014 (UTC)

Não entendi Jurema.--Rena (discussão) 19h00min de 29 de julho de 2014 (UTC)
  • Rena, tem que ver também que a página tem muitos vigilantes, mas muitos deles já abandonaram a Wikipédia ou não se interessam mais por AD, enquanto muitos que se interessam podem não saber que é pra vigiar essa página. Mas mesmo que seja como você falou, não significa que não poderia ser ainda pior se não houvesse essa "burocracia". Talvez isso também aconteça porque muitos não sabem quais são as páginas que tem que ser vigiadas para o caso das revalidações. E muitos outros poderiam participar das EAD se soubessem da EAD/Lista. Matheus diga✍ 17h07min de 30 de julho de 2014 (UTC) O comentário riscado foi colocado por um fantoche de Quintinense - Vanthorn® 16h44min de 26 de abril de 2015 (UTC)

  Discordo de mais um procedimento descabido cujo único propósito é impedir o trabalho das pessoas. Subscrevo completamente o OTAVIO1981: Citação: Só para esclarecer, não sou contra a tag renomear página e sim contra o mau uso que se faz dela, que é o uso indiscriminado. O padrão é ser audaz, e havendo contestação retornar ao status quo e usar a tag para que outras pessoas que tenham interesse pelo artigo se engajem na discussão. Já é uma cortesia mais do que suficiente colocar a tag nestes casos que tem gerado conflito para aguardar a manifestação de outros interessados e sinalizar previamente a intenção da movimentação de modo claro e justificado. Discordo em absoluto na criação de uma central de renomeações pois é muita burocracia para pouco caso. É precisamente isto. Colocar a tag é simplesmente uma cortesia e não é nem nunca foi obrigatório. O padrão em qualquer wikipédia é ser audaz, conforme a política de edição. Antero de Quintal (discussão) 18h34min de 30 de julho de 2014 (UTC)

Sem títuloEditar

Criei a Categoria:!Páginas marcadas para serem renomeadas desde julho de 2014 tentando copiar a Categoria:!Artigos que carecem de fontes desde julho de 2014 e não deu certo. Alguém sabe o que está errado? Rodrigolopes pode ajudar nisso? JMGM (discussão) 00h31min de 30 de julho de 2014 (UTC)

Jurema, não sei se era isso que esperava, mas dei uma mexida lá. Rodrigolopes (discussão) 03h44min de 30 de julho de 2014 (UTC)

  Discordo de se dividir a categoria em várias subcategorias conforme o mês ou ano. Ao pesquisar a categoria, uma pessoa deve poder observar imediatamente todos os artigos propostos numa página única e daí escolher aqueles cujo tópico lhe interessa, sem ter que abrir inúmeras subcategorias para o efeito, perdendo tempo desnecessário e redundante. Nem mesmo a wiki inglesa, que tem sempre várias centenas de propostas em simultâneo divide desta forma, quanto mais a nossa que tem pouquíssimas propostas por mês. Por isso, peço que as alterações em massa sem consenso sejam desfeitas. Antero de Quintal (discussão) 09h33min de 30 de julho de 2014 (UTC)

Também   Discordo E é uma precipitação, que roça o abuso, alterar uma marca e uma porção de artigos sem discussão prévia. A indicação do dia é importante para saber quando a marca foi colocada, por ex. um artigo marcado em 1 de julho, que já esteve quase 1 mês marcado, está numa situação muito diferente de um marcado em 27 de julho. --Stegop (discussão) 10h38min de 30 de julho de 2014 (UTC)
Regressar à página "!Páginas marcadas para serem renomeadas".