Um catisma ou kathisma (em grego: κάθισμα, em antigo eslavo eclesiástico: каѳисма) é uma divisão do saltério, usada pela Igreja Ortodoxa e pelos católicos orientais do rito bizantino.

HistóriaEditar

De acordo com uma antiga prática, o Livro de Salmos é recitado por inteiro periodicamente pelos monges. Originalmente, os eremitas do deserto leriam todos os salmos diariamente, como primeiramente registrado por São João Cassiano no século V.[1] Com a popularização do monasticismo cenobita, a prática de cantar as horas canônicas em comunidade emergiu, e eventualmente o saltério se tornou a base deste ofício, ao qual se adicionaram hinos, orações e leituras da Bíblia. Para facilitar isto, o saltério foi dividido em vinte partes, chamadas catismas ou kathismata, cada uma delas dividida em três estases ou staseis.

DivisãoEditar

Cada catisma divide-se em três estases (em grego: στάσις), isto é, literalmente, "de pé", enquanto kathisma significa "sentado". Isto se dá por o catisma ser escutado no ofício em que se desenvolveu em Constantinopla e em Jerusalém por todos os monges sentados enquanto um irmão, de pé, os lia. Ao fim de cada estase, no entanto, todos se levantavam e se cruzavam enquanto o leitor diria: "Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo".

De acordo com a numeração da Septuaginta e da Vulgata, os catismas dividem-se da seguinte forma:[2]

Catisma Estase I Estase II Estase III
I 1-3 4-6 7-8
II 9-10 11-13 14-16
III 17 18-20 21-23
IV 24-26 27-29 30-31
V 32-33 34-35 36
VI 37-39 40-42 43-45
VII 46-48 49-50 51-54
VIII 55-57 58-60 61-63
IX 64-66 67 68-69
X 70-71 72-73 74-76
XI 77 78-80 81-84
XII 85-87 88 89-90
XIII 91-93 94-96 97-100
XIV 101-102 103 104
XV 105 106 107-108
XVI 109-111 112-114 115-117
XVII 118:1-72 118:73-131 118:132-176
XVIII 119-123 124-128 129-133
XIX 134-136 137-139 140-142
XX 143-144 145-147 148-150

Referências