Catolicato

Um Catolicato é uma circunscrição eclesiástica, chefiada por um Primaz intitulado católico. Tais circunscrições existem em vários ramos do Cristianismo Oriental, especialmente aqueles da tradição Ortodoxa Oriental. O termo catolicosato também designa a área de jurisdição (territorial ou não) de um católico. A palavra é derivada do grego Καθολικος, que significa "totalidade", e foi usada para designar a primazia eclesiástica de algumas das principais Sés Metropolitanas.

Enquanto um católico é às vezes considerado como correspondendo a um Bispo nas tradições católica romana e protestante, um Catolicato é tipicamente uma divisão organizacional maior e mais significativa do que um Bispado, Arquidiocese ou Sé Episcopal. Os católicos costumam ter tradições culturais distintas estabelecidas ao longo de muitos séculos.

Dentro da Igreja Apostólica Armênia, há dois católicos: a Santa Sé de Echemiazim, Armênia, e o Catolicato da Grande Casa da Cilícia em Antelias, no Líbano. No século X, quando as terras habitadas por armênios foram devastadas pelos seljúcidas, a igreja armênia se refugiou na Cilícia. No século XV, um novo católicos foi eleito em Echemiazim.[1]

Enquanto algumas tradições favorecem a grafia "catolicato", outras favorecem "catolicosato". Há um certo grau de inconsistência a esse respeito. Outras grafias, incluindo "catolicossato", também são vistas.[2]

Veja tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «WESTERN PRELACY OF THE ARMENIAN APOSTOLIC CHURCH OF AMERICA». archive.is. 12 de agosto de 2004. Consultado em 3 de outubro de 2021 
  2. «Católico, "catolicato" e "catolicossato" - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa». ciberduvidas.iscte-iul.pt. Consultado em 3 de outubro de 2021