Abrir menu principal
IgrejaCatólicaEmblem of the Papacy SE.svg
Africa map.svg África
Mapa da África indicando a porcentagem de católicos sobre a população total em cada país
Ano 2010
Santo padroeiro São Moisés, o negro[1]
Católicos 1.172.950.000 (17,8% da população do continente)
População 7.000.000.000
Paróquia 11.092
Presbíteros 35.611
Seminaristas 75.769
Diáconos permanentes 412
Religiosos 63.731


O catolicismo na África é a parte da Igreja Católica atuante nos vários países da África. A atividade cristã em África começou no primeiro século, quando o Patriarcado de Alexandria foi formado como um dos quatro Patriarcados do Oriente (os outros sendo Constantinopla, Antioquia, e Jerusalém). Em 2005, os romanos e Igrejas orientais católicas da África abraçou cerca de 135 milhões dos 809 milhões de pessoas na África. Em 2009, quando o Papa Bento XVI África visitou, estimou-se em 158 milhões[2] Acredita-se que em 2025, um sexto (230 milhões) dos católicos de todo o mundo serão africanos.[3] O maior seminário do mundo fica na Nigéria, próximo à fronteira com Camarões, na África Ocidental. A África também produz uma grande porcentagem de sacerdotes no mundo. Há 16 cardeais africanos, em meio aos 192 e 400 mil catequistas. O Cardeal Peter Turkson, anteriormente arcebispo de Cape Coast, Gana, é o cardeal mais jovem do continente, com 64 anos[2] [4]

HistóriaEditar

 
O Papa Vítor I foi um berbere cristianizado, que estabeleceu o latim como língua oficial da Igreja Católica

Muitos membros importantes da Igreja primitiva eram da África, incluindo o evangelista Marcos, Orígenes, Tertuliano, Santo Agostinho[5] e Clemente de Alexandria. As igrejas no leste da África do Norte, tais como as do Egito e Etiópia, tendiam a alinhar-se com a prática do cristianismo oriental, mas aquelas localizadas na região que hoje é conhecida como Magrebe, estavam ligadas à Igreja de Roma. Três dos primeiros papas eram da província romana da África. Eles eram o Papa Vítor I (entre 189-199), Papa Milcíades (entre 311-314) e Papa Gelásio I (entre 492-496), e todos eles eram berberes cristãos.

A população católica no continente passou de 2.000.000 em 1900 para 140 milhões em 2000.[6]

Por paísEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Cadê Meu Santo - Padroeiros. Acesso: 03 dez. 2014
  2. a b Rachel Donadio, /africa/16pope.html?_r=0 "On Africa Trip, Pope Will Find Place Where Church Is Surging Amid Travail", New York Times, 16 mar. 2009.
  3. David Barrett, Boletim Internacional de Pesquisa Missionária, Vol.30. 01 Jan. 2006
  4. Sínodo para abordar divisões étnicas e religiosas, 12 out. 2009
  5. «Bona, Algeria». World Digital Library. 1899. Consultado em 25 de setembro de 2013 
  6. A explosão Católica Arquivado em 14 de novembro de 2011, no Wayback Machine., Agência de Notícias Zenit, 11 de novembro 2011