Cauê Moura

youtuber, influenciador digital e podcaster brasileiro

Cauê Moura Piovesan (Jundiaí, 11 de novembro de 1987)[1] é um empresário, youtuber, influenciador digital, podcaster, músico[2] e publicitário brasileiro.

Cauê Moura
Cauê Moura
Moura em 2023
Nome completo Cauê Moura Piovesan
Nascimento 11 de novembro de 1987 (36 anos)
Jundiaí, SP
Nacionalidade brasileiro
Religião Nenhuma (ateu)
Ocupação
Principais trabalhos
Carreira no YouTube
Servidor(es) YouTube
Gênero Vlog
Período de atividade 2010 - presente
Inscritos + 5 milhões
Visualizações + 610 milhões


100 000 inscritos
1 000 000 inscritos

Atualmente, seu canal tem mais de 5 milhões de inscritos[3] e seus vídeos somam mais de 600 milhões de visualizações.[4]

Carreira editar

Nascido no interior do estado de São Paulo, Cauê começou a fazer vídeos para o YouTube em 2010, sendo considerado um dos pioneiros, ao lado de Felipe Neto, no estilo “vlog” do Brasil.[3]

Começou a ganhar certo espaço na cena do YouTube brasileiro, falando sobre temas polêmicos, como a política nacional, sempre utilizando de humor ácido. Cauê teve uma audiência muito própria e pouco exposta no começo de sua carreira. Todavia, uma polêmica envolvendo um vídeo no qual faz uma paródia da música Gangnam Style, criticando o cantor brasileiro Latino, fez com que ele catapultasse para uma visibilidade nacional por meio de uma reportagem do Programa Pânico na Band.[5][6]

Hoje, Cauê conta com uma audiência sólida, cativa e engajada. É também uma personalidade ativa no Twitter e no Instagram, acumulando 2,5 milhões e 1 milhão de seguidores, respectivamente.[3] Em paralelo a essas atividades, também é fundador de uma loja e-commerce de produtos, agregada ao seu canal no YouTube, a loja Desce a Letra.[7]

Seu último projeto lançado foi o Poucas, um programa de entrevistas em parceria com o site UOL,[8] que é transmitido em vídeo ao vivo e relançado em formato de podcast nas mais variadas formas de streaming, tais como Spotify e Google Podcasts.[3] Pelo seu trabalho no YouTube, foi-lhe concedido o Shorty Awards de YouTubeStar de 2013.[3][9][10]

Em 2017, Cauê atuou no filme Internet: O Filme, tendo seu colega Rafinha Bastos como ator e roteirista.[11][12]

De 2017 a 2020 apresentou no YouTube o programa Ilha de Barbados ao lado de Rafinha Bastos e PC Siqueira.[13] A partir de 2021, o programa retoma, apenas com Cauê e Rafinha.

Polêmicas editar

Em 2020, pediu desculpas públicas ao pastor Silas Malafaia em um vídeo publicado em seu canal no YouTube, atitude decorrente de um processo na Justiça por injúria movido pelo religioso contra o youtuber em 2017.[14][15]

Em fevereiro de 2022, se envolveu em uma polêmica com Jair Bolsonaro, por um vídeo em que o presidente aparece atirando.[16][17]

Referências

  1. «Cauê Moura estreia nova aposta do site UOL em vídeos». Jundiaqui. Consultado em 15 de junho de 2020 
  2. «Perfil de Cauê Moura no Apple Music» 
  3. a b c d e Minas, Estado de; Minas, Estado de (7 de fevereiro de 2022). «Cauê Moura: quem é o youtuber que Bolsonaro chamou de 'gordinho'». Estado de Minas. Consultado em 25 de junho de 2022 
  4. Lara, Matheus (13 de novembro de 2016). «Veteranos do YouTube se 'reciclam' para acompanhar evolução do público». Estado de S. Paulo. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  5. «Latino ameaça processar blogueiro que criticou sua nova música». revistaquem.globo.com. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  6. «Latino ameaça processar blogueiro que criticou sua nova música». Quem. 18 de setembro de 2012. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  7. «Desce a Letra - A loja oficial do Cauê Moura! Moletons e Taco Diálogo! - Desce a Letra». www.descealetra.com.br. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  8. «"Poucas": Cauê Moura estreia programa no UOL; Felipe Castanhari é convidado». BOL Notícias. Consultado em 10 de janeiro de 2019 
  9. Guilherm, Paulo (10 de abril de 2013). «Brasil tem presença de peso e vários destaques no Shorty Awards». TecMundo. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  10. «Brasileiros se destacam no Shorty Awards, o 'Oscar' do Twitter». G1. 10 de abril de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  11. Prado, Carol (23 de fevereiro de 2017). «Na estreia de 'Internet - O filme', youtubers relembram primórdios da web». G1. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  12. «Netflix: Youtubers unem forças para fazer rir em 'Internet - O Filme'». Estado de S. Paulo. 14 de junho de 2017. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  13. «Cauê Moura anuncia fim de canal após denúncia contra PC Siqueira». entretenimento.uol.com.br. Consultado em 25 de junho de 2022 
  14. «Cauê Moura pede desculpas a Silas Malafaia após acordo judicial - Emais». Estadão. Consultado em 25 de junho de 2022 
  15. Gente, iG (7 de julho de 2020). «Cauê Moura pede desculpas a Silas Malafaia: 'Já fui intolerante'». Gente. Consultado em 25 de junho de 2022 
  16. «Bolsonaro para Cauê Moura: 'não seria difícil acerta tiro em gordinho'». Catraca Livre. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de junho de 2022 
  17. «Painel: Bolsonaro diz a influenciador Cauê Moura que não seria difícil acertar tiro em 'gordinho' como ele». Folha de S.Paulo. 7 de fevereiro de 2022. Consultado em 25 de junho de 2022 

Ligações externas editar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Cauê Moura:
  Categoria no Commons
  Base de dados no Wikidata
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.